MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Guerra na Ucrânia: presidente ucraniano pede a Israel armas e sanções contra a Rússia

Zelensky em encontro com o parlamento de Israel pediu armas e sanções contra a Rússia. Guerra na Ucrânia segue provocando destruição no Leste Europeu

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 20/03/2022, às 17h51

Presidente ucraniano pede a Israel armas e sanções contra a Rússia
Presidente ucraniano pede a Israel armas e sanções contra a Rússia - Reprodução Telegram
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O conflito armado da Guerra na Ucrânia, que teve início em 24 de fevereiro, segue causando prejuízos econômicos, morte de civis e tem feito com que milhares de pessoas deixem seu país de origem. O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, tem tentado um cessar-fogo, além de declarar que é hora de Moscou aceitar um convite para conversar seriamente sobre a paz. 

Zelensky falou neste domingo (20) ao parlamento de Israel. Durante o depoimento, o chefe de Estado da Ucrânia comparou a invasão russa em seu país com a Segunda Guerra Mundial. E ainda pediu armamento a Israel e sanções mais duras contra a Rússia. 

+ Guerra na Ucrânia: quilo do pão francês pode chegar a R$ 20 no Brasil

Guerra na Ucrânia: armas a Israel e sanções contra Rússia 

Durante o encontro, Zelensky disse que as histórias do povo ucraniano e judeus no passado se unem no momento difícil que passa o país. “Nós vivemos em condições diferentes, mas temos a mesma ameaça, na terra de vocês (Israel) e na nossa terra [Ucrânia]. Eu gostaria que vocês pensassem sobre essa data, sobre a invasão da Rússia na Ucrânia. Esse dia entrou para a história como uma tragédia na Ucrânia”. 

O chefe de estado lembrou do dia 24 de fevereiro de 1920, a data da criação do partido da Alemanha que tentou criar uma nação e destruir outra.  “Naquela época também aconteceu a entrada do povo russo na Ucrânia, que se tornou vítima na própria terra, assim como na Polônia, na Eslováquia, na República Tcheca e em outras dezenas de países”, afirmou Zelensky.

Comparação com a Segunda Guerra Mundial 

Ele também classificou a invasão russa como guerra de grande escala que tem destruído o povo e as cidades da Ucrânia, ao discordar da versão de uma “operação militar”, como defende o presidente russo, Vladimir Putin. E disse que essa situação em seu país acontece “diante dos olhos do mundo inteiro, por isso tenho direito de comparar nossa sobrevivência com a Segunda Guerra Mundial”.

Ataques com mísseis hipersônicos 

Também hoje (20) os militares russos afirmaram que lançaram uma série de ataques contra a Ucrânia, ao empregar mísseis hipersônicos e de cruzeiro na noite de sábado e na manhã de domingo. 

O porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konoshenko, divulgou um comunicado onde afirma que mísseis de cruzeiro Kalibr lançados pelo mar foram disparados do Mar Cáspsio, enquanto os mísseis hipersônicos lançados pelo ar foram disparados contra o território ucraniano. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.