MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Guerra na Ucrânia: quilo do pão francês pode chegar a R$ 20 no Brasil

A Guerra na Ucrânia afeta a produção e impacta a logística de exportação do trigo. Com alta demanda e redução da oferta do grão, o preço sobe; confira

REDAÇÃO | REDACAO@JCCONCURSOS.COM.BR
Publicado em 14/03/2022, às 19h54

Em média, 70% do custo da produção das massas é de farinha.
Em média, 70% do custo da produção das massas é de farinha. - Pixabay
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Quem gosta de consumir o pão francês no dia a dia precisa ficar de olho no preço do produto nos próximos dias. De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães & Bolos Industrializados (Abimapi), a guerra na Ucrânia pode elevar o preço do pão francês e o quilo pode chegar a custar R$ 20.

A Rússia e a Ucrânia são os dois países do leste europeu com maior produção de trigo, o equivalente a 29% do consumo mundial. O conflito além de afetar a produção, impacta diretamente na logística de exportação.

A Abimapi prevê que os preços do pão devem subir à medida que a indústria comprar novas safras. Os fabricantes já começam a sentir a alta dos preços do trigo nas negociações com os fornecedores, mas ainda há entregas de farinha prometidas em contratos antigos.

+++Bilionário Elon Musk chama Putin para guerra de argumentos. Saiba qual é o prêmio para quem vencer

Efeitos da guerra na Ucrânia no bolso dos brasileiros

Com o fechamento dos portos, o transporte está parado, somado a isso, ainda existem as sanções econômicas contra a Rússia. Como consequência disso, a demanda mundial pelo trigo aumenta e a oferta não. O resultado é o aumento do preço do produto.

Segundo a Abimapi, o Brasil produz menos da metade do trigo que consome, e por isso, acaba dependendo de grandes exportações do grão de países como Argentina, Canadá e Estados Unidos. Em média, 70% do custo da produção das massas é de farinha, enquanto nos biscoitos, o peso é de 30%, e nos pães e bolos industrializados, de 60%.

Mesmo o Brasil não sendo comprador direto de países em conflito, terá gastos elevados com o produto devido à forte demanda do mercado.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.