MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

INSS: veja principais regras para aposentadoria por idade na Previdência Social

Os segurados ainda têm dúvidas em relação a como dar entrada na aposentadoria por idade e quais são as regras para ter acesso ao benefício. Confira

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 30/03/2022, às 20h52

Veja principais regras para aposentadoria por idade na previdência social
Veja principais regras para aposentadoria por idade na previdência social - Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Muitos segurados do INSS ainda têm dúvidas em relação a quais são as regras para a aposentadoria por idade e como dar entrada no benefício em 2022, que consiste no afastamento remunerado das atividades laborais após cumprir as regras estabelecidas pela Previdência Social

Com a Reforma da Previdência ocorrida em 2019, que alterou as regras da Previdência e a greve dos servidores e médicos peritos, que foi deflagrada nesta semana, usuários ainda têm dúvidas em relação a como solicitar o procedimento.

+++ Médicos peritos aderem à Greve do INSS e paralisação começa a partir de hoje; saiba mais

Aposentadoria por idade do INSS. Conheça as regras 

Existem diversos tipos de aposentadorias e condições para aqueles que já contribuíram com o INSS antes da Reforma. Para saber em qual tipo se enquadra, o trabalhador precisa levar em consideração o vínculo de trabalho, bem como se ele é enquadrado na condição de empregado: doméstico, autônomo, trabalhador rural, segurado facultativo, microempreendedor individual e outros. Também é necessário saber o tempo de contribuição para ter conhecimento sobre o comprimento dos requisitos. 

Em relação a aposentadoria por idade em 2022, a idade para que uma pessoa possa se aposentar pela nova regra é de 57 anos e 6 meses para a mulher e 62 anos e 6 meses para homem. Neste caso, o tempo de contribuição não muda, sendo 30 anos para mulheres e 35 para homens. 

Confira como dar entrada na aposentadoria por idade

Para realizar o procedimento e dar entrada na aposentadoria por idade 100% on-line, o usuário precisa ter acesso a plataforma Meu INSS, é necessário ter um cadastro. No caso da solicitação da aposentadoria, será levado em conta algumas perguntas em relação ao histórico previdenciário, além da apresentação de alguns documentos. Confira: 

  • Carteira de trabalho;
  • Carnês de contribuição, no caso do pagamento direto ao INSS; 
  • PIS/Pasep;
  • Certidão de tempo de contribuição;
  • RG, CPF e comprovante de endereço etc.

Os trabalhadores com alguma deficiência ou trabalhadores rurais, precisam anexar mais alguns documentos, como laudos médicos, exames, receituários; formulários para trabalhador rural ou pescador artesanal; documentação rural, contrato de serviço e cópia de processo trabalhista que possa provar o vínculo. 

O prazo para decidir sobre a concessão do benefício é de 30 dias, sem levar em consideração os demais prazos por conta de recurso ou complementação de documentos. Para saber se está apto para receber o benefício, o cidadão pode acessar o canal Meu INSS, pelo portal ou aplicativo no celular. Nele, é possível calcular o tempo que falta de contribuição para a aposentadoria. 

Conheça os tipos de aposentadoria do INSS 

Existem diversos tipos de aposentadorias e condições para aqueles que já contribuíram com o INSS antes da Reforma. Para saber em qual tipo se enquadra, o trabalhador precisa levar em consideração o vínculo de trabalho, bem como se ele é enquadrado na condição de empregado: doméstico, autônomo, trabalhador rural, segurado facultativo, microempreendedor individual e outros. Também é necessário saber o tempo de contribuição para ter conhecimento sobre o comprimento dos requisitos. 

Em 2022, a idade para que uma pessoa possa se aposentar pela nova regra é de 57 anos e 6 meses para a mulher e 62 anos e 6 meses para homem. Neste caso, o tempo de contribuição não muda, sendo 30 anos para mulheres e 35 para homens.

Afinal, quais são os valores da aposentadoria em 2022? 

O benefício é calculado a partir da média dos salários de contribuição. Além da regra dos 60% sobre esse valor — considerando o benefício integral por 15 anos de contribuição para mulheres e 20 para homens —, em alguns casos específicos, o beneficiário poderá receber mais de 100% do salário médio de contribuição, o teto segue limitado até R$ 7.087,22, com o reajuste do salário mínimo em R$ 1212,00 aplicado em janeiro de 2022.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.