MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Inteligência Artificial vai afetar 40% das vagas de emprego no mundo

O alerta sobre o risco que as vagas de emprego correm no mundo foi emitido pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). Entenda o motivo

Robô em frente ao notebook
Robô em frente ao notebook - Divulgaçãogação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 15/01/2024, às 17h42

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O avanço da Inteligência Artificial (IA) representa uma ameaça significativa para as vagas de emprego global, com cerca de 40% dos postos de trabalho em todo o mundo sob risco, alertou o Fundo Monetário Internacional (FMI). A chefe do FMI, Kristalina Georgieva, ressaltou essa preocupação em uma publicação feita no último domingo (14).

Ela encorajou os governos a implementarem medidas de segurança social e programas de reciclagem para mitigar os impactos negativos da IA. Georgieva destacou que, em sua maioria, a IA tende a agravar as desigualdades sociais, tornando essencial uma abordagem proativa por parte dos formuladores de políticas.

A chefe do FMI alertou que, sem intervenções adequadas, a tecnologia poderia intensificar as tensões sociais, especialmente em economias mais avançadas, onde até 60% dos empregos podem ser afetados pela adoção da IA.

+NÃO PERCA o Bolsa Família: 100 mil terão benefício bloqueado por CPF irregular

Diferenças Globais

A análise do FMI indica que os efeitos da IA serão mais profundamente sentidos nas economias avançadas, com os trabalhadores de colarinho branco considerados mais vulneráveis do que seus colegas de países emergentes, conforme publicou a CNN.

Nos mercados emergentes, como Índia e Brasil, espera-se que 40% dos empregos sejam impactados, enquanto nos países de menor renda, esse número chega a 26%. Georgieva ressalta que muitos desses países podem enfrentar desafios adicionais devido à falta de infraestrutura e mão de obra qualificada.

+Vagas de emprego: estado de São Paulo tem mais de 16 mil oportunidades

Riscos de desigualdade e agitação social

A chefe do FMI também alertou para o risco de aumento da desigualdade em países que não possuem a infraestrutura necessária para aproveitar os benefícios da IA. A falta de habilidades e recursos em mercados emergentes e países de baixa renda pode levar a um aumento nas disparidades econômicas, contribuindo para agitações sociais.

A divisão entre trabalhadores mais jovens e experientes na adoção da tecnologia pode acentuar essas disparidades. Não obstante, Kristalina Georgieva reconhece que a IA também apresenta oportunidades para aumentar a produção e a renda em escala global.

Em um mundo em transformação, é crucial que as sociedades e os governos ajam proativamente para garantir que os benefícios da IA sejam distribuídos de maneira justa, mantendo o equilíbrio entre avanço tecnológico e inclusão social.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.