MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Itapemirim (ITA) tem operação de ônibus suspensa em todo o Brasil

A decisão foi publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira (20). A ANTT autorizou a Itapemirim fazer viagens vendidas pelos próximos 30 dias; saiba mais

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 20/04/2022, às 20h16

A ANTT autorizou a Itapemirim fazer viagens vendidas pelos próximos 30 dias
A ANTT autorizou a Itapemirim fazer viagens vendidas pelos próximos 30 dias - Rodrigo Gomes
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Todas as linhas de ônibus da empresa Itapemirim (ITA) foram suspensas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A decisão foi publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira (20). O órgão regulador argumenta que o motivo da suspensão foram as dificuldades operacionais da Itapemirim, que precisaria fazer o cadastro de frotas compatíveis com as linhas.

A ANTT autorizou a realização de viagens vendidas pelos próximos 30 dias para evitar danos aos passageiros. De acordo com o órgão, a medida visa garantir a segurança e o atendimento adequado dos usuários, ressaltando que a Itapemirim deve ressarcir os passageiros quando assim solicitarem, ou fazer a transferência das passagens para outras empresas.

Até março deste ano a Itapemirim operava com 95 linhas de transporte rodoviário em 19 estados do país. Por enquanto, porém, com algumas linhas suspensas, a empresa passou a contar com 26 linhas de produção em 12 estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Piauí, Distrito Federal, Pernambuco, Sergipe, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba e Mato Grosso do Sul.

+++Crédito consignado aumenta margem de 35% para 40% e alcança 52 milhões de brasileiros

Suspensão das linhas da Itapemirim não afeta a oferta de transporte público

O Grupo Itapemirim está em fase de recuperação judicial desde 2016. Além de 2,2 bilhões de reais em impostos, a empresa deve cerca de 253 milhões de reais a credores. Nesta semana, a Justiça de São Paulo ordenou o bloqueio dos bens do empresário Sidnei Piva de Jesus, que teria esbanjado bens da empresa e poderia prejudicar credores da empresa no processo de recuperação.

Em janeiro, funcionários da Itapemirim entraram em greve no Ceará para protestar contra o atraso no pagamento. Na Bahia, funcionários da empresa também paralisaram as atividades pelo mesmo motivo.

Em nota ao g1, a Itapemirim disse que “respeita, porém está adotando as medidas cabíveis”. A Itapemirim destacou que “cumpre rigorosamente todas as normas dos órgãos reguladores do transporte rodoviário e mantém sua linha de atuação, buscando sempre o atendimento de qualidade aos seus clientes”.

*Estagiário sob supervisão do jornalista Jean Albuquerque

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.