MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Jorge Aragão é diagnosticado com linfoma não Hodgkin: Entenda a doença

O cantor e compositor Jorge Aragão revelou ter sido diagnosticado com linfoma não Hodgkin. Saiba mais sobre essa doença que afeta o sistema linfático e suas características.

Jorge Aragão é diagnosticado com linfoma não Hodgkin: Entenda a doença
Divulgação
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 15/07/2023, às 17h37

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O cantor e compositor Jorge Aragão foi diagnosticado com linfoma não Hodgkin, conforme informado por sua assessoria de imprensa, a mesma doença que já foi diagnosticada no ator Edson Celulari. A doença em questão afeta o sistema linfático, que desempenha um papel importante na defesa do organismo contra infecções. Mas afinal, o que é o linfoma não Hodgkin?

Características do linfoma não Hodgkin

O linfoma não Hodgkin é um tipo de câncer que tem origem nas células do sistema linfático, responsáveis pela produção de células de defesa e pela circulação de fluidos corporais. Diferentemente do linfoma de Hodgkin, o linfoma não Hodgkin abrange uma variedade de subtipos com características diferentes, tornando-o mais complexo de ser diagnosticado e tratado.

+Capes abre inscrições para programa de pós-graduação com foco em políticas afirmativas

Causas e fatores de risco

As causas exatas do linfoma não Hodgkin ainda não são totalmente conhecidas. No entanto, existem alguns fatores de risco associados a essa doença, como idade avançada, sistema imunológico enfraquecido, infecções virais, exposição a certos produtos químicos e radiação. É importante ressaltar que ter um ou mais fatores de risco não significa necessariamente que alguém desenvolverá a doença.

Sintomas e diagnóstico

Os sintomas do linfoma não Hodgkin podem variar de acordo com o tipo específico e o estágio da doença. Entre os sinais mais comuns estão o aumento dos linfonodos, febre inexplicável, suores noturnos, perda de peso, fadiga e coceira na pele. O diagnóstico é realizado por meio de exames clínicos, biópsias, exames de imagem e análises laboratoriais.

+Mega-Sena pode pagar R$ 40 milhões neste sábado; saiba como apostar

Tratamento e perspectivas

O tratamento do linfoma não Hodgkin depende do tipo e estágio da doença, bem como das características individuais do paciente. As opções de tratamento podem incluir quimioterapia, radioterapia, imunoterapia e terapia alvo, muitas vezes em combinação. As perspectivas de cura e controle da doença têm melhorado significativamente nos últimos anos, graças aos avanços no diagnóstico precoce e nas terapias disponíveis.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.