MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Juros altos diminuíram ritmo de crescimento da economia no 4º trimestre de 2022, diz FGV

Vale destacar que o indicador utilizado pela FGV é apenas um termômetro para medir a estimativa de crescimento da economia brasileira

Juros altos diminuíram ritmo de crescimento da economia no 4º trimestre de 2022, diz FGV
Divulgação
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 15/02/2023, às 16h44

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em meio ao debate sobre o tamanho da taxa básica de juros, a Selic, a Fundação Getúlio Vargas (FGV), por meio da pesquisa Monitor PIB, aponta que os juros altos e o endividamento das famílias diminuíram o ritmo de crescimento da economia no 4º trimestre de 2022 e até provocou uma retração de 0,2% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. 

Mesmo com a queda no último trimestre do ano, a FGV aponta que a economia apresentou um crescimento de 2,9% do PIB. A fundação considera a variação um bom resultado, apesar de marcado pela desaceleração ao longo do ano.

Vale fazer um destaque que o Monitor do PIB é uma estimativa mensal da FGV para prever o comportamento da economia e não mede o tamanho do PIB brasileiro. Quem faz este levantamento é o Instituto Brasiliro de Geografia e Estatística (IBGE). 

FGV explica o Monitor do PIB e os seus resultados

A coordenadora da pesquisa, Juliana Trece, ressalta que o setor de serviços ajudou com mais de 80% do desempenho da economia de 2022, com destaque para setores como atividades de alojamento, alimentação, saúde privada, educação privada, serviços prestados às famílias e às empresas.

"Esta atividade, que foi uma das que haviam apresentado as maiores perdas devido à necessidade de distanciamento social no período da pandemia, impulsionou o PIB de 2022 graças a normalização das atividades sociais e aos estímulos fiscais dados a economia", disse a economista.

A fundação relata que mesmo com o desempenho negativo do PIB no 4º trimestre de 2022, o resultado ficou 1,9% acima do que foi apresentado no mesmo período do ano de 2021. 

Já no mês de dezembro, a pesquisa da FGV mostra que a economia cresceu 0,2% em relação a novembro; e 1,4%, sobre dezembro do ano passado.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.