MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Mais de 127 mil estudantes pediram para renegociar dívidas do Fies, informa governo

De acordo com um levantamento do Banco do Brasil e Caixa, desde o início das renegociações do Fies, o governo já conseguiu arrecadar R$ 105 milhões

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 08/04/2022, às 10h23

None
Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Com a possibilidade de conseguir descontos de até 90% das dívidas, mais de 127 mil estudantes com contratos inadimplentes do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) já pediram para renegociar os contratos, que começaram em 07 de março. 

Segundo um levantamento em conjunto do Banco do Brasil e Caixa, cerca de R$ 105 milhões em valores atrasados já foram pagos. De acordo com o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação), 10% dos beneficiários inadimplentes já resolveram suas pendências.

Vale lembrar que o prazo para renegociação encerra-se no dia 31 de agosto. Podem participar da renegociação beneficiários com contratos do Fies firmados até o final de 2017, que estejam na fase de amortização e que estivessem com mais de 90 dias de atraso no pagamento das parcelas a contar da publicação da medida, em 30 de dezembro do ano passado. 

Segundo o Ministério da Educação (MEC), cerca de 1,3 milhão de estudantes podem fazer a renegociação das suas dívidas junto ao Fies. 

Para dívidas com mais de 360 dias de atraso, o desconto no saldo devedor é de 92% para inscritos no CadÚnico ou que tenham sido beneficiários do auxílio emergencial 2021 e de 86,5% para os demais. Além disso, o saldo remanescente poderá ser parcelado em até dez vezes. Para contratos com atraso no pagamento entre 90 e 360 dias, a medida prevê parcelamento em até 150 vezes ou desconto de 12% para pagamento à vista, com isenção de juros e multas.

Como fazer a renegociação do Fies

O processo de renegociação é realizado de forma digital. Na Caixa, deve ser feito no site da Caixa. Já no BB, pelo aplicativo do banco (disponível para Android e iOS), clicando em ‘soluções de dívidas’. Após o pagamento do valor da entrada, os beneficiários e seus fiadores são retirados dos cadastros restritivos de crédito.

*com informações da Agência Brasil

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.