MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Minha Casa, Minha Vida: confira 5 dicas para conseguir a casa própria

O Minha Casa, Minha Vida possui três faixas de enquadramento, cada uma direcionada a um público específico. A Caixa Econômica Federal divulgou cinco dicas para quem é da Faixa 1

Chaveiro em formato de casa e quatro chaves presas a ele
Chaveiro em formato de casa e quatro chaves presas a ele - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 13/08/2023, às 12h35

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O tão sonhado objetivo de conquistar a casa própria está mais próximo da realidade com a retomada do Programa Minha Casa, Minha Vida. Essa iniciativa tem como meta reduzir o déficit habitacional do país, visando a contratação de 2 milhões de unidades em todas as faixas até 2026, proporcionando moradia adequada para todos os brasileiros.

O Programa Minha Casa, Minha Vida possui três faixas de enquadramento, cada uma direcionada a um público específico. Nesse sentido, a Faixa 1, que é financiada pelo Orçamento Geral da União (OGU), é especialmente destinada às famílias de baixa renda.

Para ajudar quem tem interesse em realizar esse sonho, a Caixa Econômica Federal divulgou cinco dicas para conseguir comprar a casa pelo programa habitacional. São elas:

  • Público-Alvo da Faixa 1: Se você deseja habitação urbana, a Faixa 1 contempla famílias com renda bruta mensal de até R$ 2.640. Para habitação rural, a renda anual da família não deve ultrapassar R$ 31.680;
  • Como se Inscrever no Programa? Busque o Ente Público, que pode ser a prefeitura ou o estado, ou então a Entidade Organizadora de sua cidade, e solicite a inscrição no Cadastro Habitacional. Isso é o passo inicial para participar do programa;
  • Aquisição do Imóvel: No caso de imóveis urbanos, a aquisição é feita por meio de parcelamento em 60 meses, sem juros, com parcela mínima de R$ 80 e máxima de R$ 330. Já para imóveis rurais, a participação das famílias é de 1% do valor do contrato, em uma única parcela paga no momento da contratação; 
  • Beneficiários do Bolsa Família ou BPC: Se você é beneficiário do Bolsa Família ou do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e é contemplado pelo programa, receberá o imóvel já quitado. Além disso, estará isento do pagamento das prestações, com a restrição de transferência do imóvel pelo período de 60 meses, a menos que ocorra a liquidação antecipada do contrato;
  • Fique Atento aos Prazos: Mantenha-se atento aos prazos estabelecidos pelo Ente Público ou Entidade Organizadora. Perder alguma data importante pode prejudicar seu processo de aquisição do imóvel.

+Entenda mudanças na Lei de Cotas para universidades aprovadas pela Câmara

Condições e observações importantes

Existem condições que podem impedir a participação no programa, tais como renda superior ao limite estipulado, titularidade de contrato de financiamento imobiliário vigente, propriedade de imóvel residencial em qualquer parte do país, entre outras.

O programa também dispõe de unidades adaptadas para Pessoas com Deficiência (PcD) e idosos. Agora, munido dessas valiosas dicas, você está pronto para colocar seu plano em ação e trilhar o caminho rumo à sua casa própria. Lembrando que mais informações sobre o Programa Minha Casa, Minha Vida - Faixa 1 estão disponíveis no site da CAIXA.

+Adeus cartão de crédito! Banco Central vai liberar compra a crédito via Pix

Simulador de financiamento

Pelo simulador habitacional disponível no aplicativo Habitação CAIXA ou no site do banco, o cliente pode simular a operação pretendida. Após a simulação, é possível realizar o processo de aprovação da operação no próprio App ou, ainda, por meio de uma das agências da CAIXA ou de um Correspondente CAIXA AQUI.

Para mais informações sobre o crédito imobiliário, os clientes também podem consultar o aplicativo Habitação CAIXA ou buscar atendimento pelos telefones 4004-0104 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800-104-0104 (demais localidades) ou pelo site do banco.

No mês passado, o simulador habitacional da CAIXA atingiu um marco significativo, registrando um total de 8,8 milhões de acessos. Dentre esses acessos, impressionantes 6,2 milhões foram realizados por pessoas interessadas em imóveis elegíveis ao abrigo do Programa Minha Casa, Minha Vida. Esse número representa um aumento de 109,7% nas pesquisas.

A atual gestão liderada pela presidente da CAIXA, Maria Rita Serrano, tem direcionado esforços para atender a uma demanda represada no setor habitacional devido à suspensão das contratações na faixa 1 do programa, ocorrida durante a gestão anterior. Maria Rita Serrano destaca enfaticamente a importância dessa ação para suprir essa lacuna na habitação social.

Cerca de 47,43% dos que querem adquirir uma propriedade popular têm entre 25 e 35 anos, representando quase a metade do total de acessos. Além disso, aproximadamente 40,3% das simulações correspondem a imóveis com valores situados na faixa de R$ 150 mil a R$ 200 mil, enquanto 16,0% das simulações se direcionam para imóveis avaliados entre R$ 100 mil e R$ 150 mil.

Na análise da presidente da Caixa, esses dados são evidências claras de que as novas condições do programa estão fomentando uma expansão do acesso ao crédito imobiliário.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.