MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Participa Mais Brasil: votação pública do cartão corporativo; saiba como participar

Governo abre consulta pública para uso do cartão corporativo na plataforma Participa Mais Brasil; votação encerra em 25 de janeiro. Veja como participar

Uma mulher segura um cartão de crédito
Uma mulher segura um cartão de crédito - Canva - Cartão corporativo
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 19/01/2023, às 16h03

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A plataforma Participa Mais Brasil abre votação pública sobre o uso do cartão corporativo por meio de minuta publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (18), que regulamenta e estabelece a utilização do Cartão de Pagamento do Governo Federal. 

A consulta foi aberta pela Secretaria de Gestão da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia. O governo Lula quer ouvir a população e criar um diálogo para decidir sobre o assunto. 

"Para a aquisição de bens e contratação de obras e serviços, no âmbito da Administração Pública federal direta, autárquica e fundacional, com base na nova Lei de Licitação (Lei nº 14.133, de 2021)", justifica o documento. 

+ Mais trabalhadores podem fazer saque do FGTS de até R$ 6,2 mil; Saiba como

Saiba como participar 

Para participar, o cidadão deve enviar sugestões para a Plataforma Participa Mais Brasil. A consulta foi aberta às 8h desta quarta (18) e segue disponível até às 23h59 do dia 25 de janeiro, próxima quarta-feira. Para ter acesso, é necessário fazer o login e senha do Portal Gov.br.

O que é cartão corporativo e quem pode ter? 

O Decreto 6370 de 2008, o cartão corporativo passou a ser o meio para os gastos do governo federal classificados de suprimentos de fundos. São despesas eventuais e excepcionais no qual não há a necessidade de processos normais, a exemplo de licitações, transferências bancárias e outros meios. 

Além disso, essas despesas precisam ser sigilosas e há um prazo para utilização e comprovação dos gastos. Para ter efeito, a União firma um contrato com uma empresa administradora de cartão de crédito responsável por operacionalizar o cartão corporativo. 

Esse contrato segue algumas condições, segundo o JOTA, essa empresa não pode cobrar do governo taxas de adesão, manutenção, anuidades e qualquer outras despesas, de acordo com a  Portaria 41/2005 do Ministério do Planejamento. 

Além de presidentes, servidores públicos de cada órgão do governo federal podem ter acesso ao cartão corporativo. Ele é fornecido pelos ordenadores de despesas, que são os gestores responsáveis pela administração do gasto no órgão ou departamento. Mas, para ter acesso, é necessário apresentar algumas justificativas e comprovação da necessidade. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.