Pesquisa revela preocupação dos estudantes com o mercado de trabalho

Os estudantes relatam que tem medo de parar de estudar por causa de um mercado de trabalho fechado

Victor Meira | victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 26/10/2021, às 11h25

Estudantes e o mercado de trabalho
Estudantes e o mercado de trabalho - Shutterstock

De acordo com uma pesquisa feita pelo Serviço Social da Indústria (Sesi) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), a maioria dos estudantes do ensino médio (91%) têm interesse em cursar ensino superior e (84%) têm interesse na educação técnico/profissional. 

O levantamento ouviu mil alunos de escolas da rede pública de São Paulo e do Mato Grosso do Sul e da rede Sesi, que já estão inseridos no currículo do novo ensino médio. Também foram ouvidos mil estudantes do currículo tradicional. 

“Os jovens que estão no novo ensino médio têm uma relação mais positiva, mais favorável com a escola. Eles têm um maior otimismo com o futuro profissional. Nos dois grupos de estudantes, sejam os que estão no ensino médio tradicional ou no novo ensino médio o desejo de cursar o itinerário técnico profissional é dominante para esses dois grupos, demonstrando claramente que os jovens têm uma preocupação significativa sobre alcançar o primeiro emprego e a sua inserção profissional", avaliou o diretor-geral do Senai e diretor-superintendente do Sesi, Rafael Lucchesi.

A pesquisa ainda revelou que os estudantes do novo ensino médio avaliam o modelo como positivo, estão mais satisfeitos com a escola e otimistas com o futuro profissional. 

"Essa pesquisa é interessante e inédita porque ela vai conversar com jovens, os estudantes que estão no ensino médio, seja ele tradicional ou o novo ensino médio. A avaliação desse novo ensino médio, qual a relação que eles têm com a escola e como eles enxergam o seu futuro profissional", explicou Lucchesi. A pesquisa foi realizada pelo Instituto FSB Pesquisa.

Mercado de Trabalho

Apesar do otimismo em relação aos estudos em faculdades e cursos técnicos, a pesquisa aponta que os estudantes estão preocupados com o mercado de trabalho. Além disso, eles têm o receio de que a falta de trabalho possa atrapalhar a continuação dos estudos. Os estudantes ainda relatam que o trabalho informal é realidade.

Precisar trabalhar é o principal motivo para cerca de um terço dos estudantes cogitarem deixar a escola. 

Para 35% dos estudantes ouvidos empreender será mais atraente no mercado de trabalho no Brasil. Metade dos alunos (50%) indica que ter emprego formal registrado em carteira é outro ponto relevante. Segundo 28% dos alunos entrevistados, a falta de experiência, a  falta  de qualificação (17%)  e a falta de oportunidade (12%) são os principais obstáculos para um jovem conseguir emprego no Brasil.

*com informações da Agência Brasil

+++Acompanhe as principais informações sobre o mundo da educação no JC Concursos

Comentários

Mais Lidas