MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Prefeitura de São Paulo estuda implementar passe livre no transporte coletivo

Medida visa a movimentação econômica, contribuindo para aquecer a economia local. Ideia inicial é oferecer transporte gratuito em dois períodos. Veja detalhes

Sistema de transporte público de São Paulo perdeu cerca de 2 milhões de passageiros nos últimos anos
Sistema de transporte público de São Paulo perdeu cerca de 2 milhões de passageiros nos últimos anos - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 23/11/2023, às 20h25

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes, anunciou nesta quinta-feira (23) que está considerando a possibilidade de implementar o sistema de passe livre nos ônibus da cidade, especificamente aos domingos ou durante o período noturno. Esta ação, ainda em fase de estudo, visa avaliar o impacto econômico que a tarifa zero poderia trazer para a região.

  • Prefeito de São Paulo decide até o fim da semana se liberará catracas do transporte coletivo municipal aos domingos ou à noite.
  • A ideia de liberar as catracas aos domingos é a que está sendo mais analisada pela prefeitura.
  • A decisão terá um impacto financeiro de até R$ 500 milhões.

Nunes afirmou que a decisão final sobre a medida será tomada até o fim da próxima semana para ser incluída na Lei Orçamentária de 2024. Ele destacou que a ideia inicial é oferecer transporte gratuito em um desses dois períodos, sendo o domingo o mais analisado pela prefeitura.

O prefeito enfatizou que a possibilidade de liberar as catracas aos domingos visa impulsionar a movimentação econômica, contribuindo para aquecer a economia local. Apesar disso, estima-se que essa ação teria um impacto financeiro entre R$ 400 milhões e R$ 500 milhões no orçamento municipal.

Sistema de transporte público de São Paulo perdeu cerca de 2 milhões de passageiros nos últimos anos

Em relação ao sistema de transporte, Nunes detalhou que o custo aproximado em 2022 foi de R$ 10 bilhões, sendo metade desse valor subsidiado pela administração municipal. Ele ressaltou a importância de análises profundas e planejamento cuidadoso, considerando que o sistema perdeu cerca de 2 milhões de passageiros nos últimos anos, saindo de 9 milhões em 2019 para 7 milhões atualmente.

Vale ressaltar que o projeto "Tarifa Zero" está em desenvolvimento pela São Paulo Transporte (SPTrans), mas ainda não foi finalizado desde a solicitação do estudo de viabilidade pela prefeitura no final do ano passado.

Em junho de 2023, vereadores propuseram um projeto de lei para concessão de passe livre parcial, direcionado especialmente para pessoas de baixa renda e desempregados, atualmente em tramitação na Câmara dos Vereadores.

Veja quantas cidades pelo Brasil já adotam tarifa zero no transporte público

Segundo levantamento do pesquisador em mobilidade livre, Daniel Santini, 87 municípios no Brasil já adotam a tarifa zero plena no transporte coletivo, ou seja, em todos os dias da semana. A maioria deles está em São Paulo, Minas Gerais e no Paraná: são 25 cidades paulistas, 23 mineiras e 11 paranaenses.

Os municípios com maior população que adotaram o passe livre universal são:

  • Caucaia (CE), 355 mil habitantes;
  • Maricá (RJ), 197 mil;
  • Ibirité (MG), 170 mil;
  • São Caetano do Sul (SP), 165 mil;
  • Paranaguá (PR), 145 mil.

Além desses municípios, outros 17 adotam a tarifa zero parcial, ou seja, apenas para determinados grupos de pessoas, como estudantes, idosos, pessoas com deficiência ou de baixa renda.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.