MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Preocupante aumento da obesidade e problemas de saúde entre os jovens brasileiros

Novo estudo destaca os alarmantes hábitos de vida entre os jovens brasileiros, com altos índices de obesidade, sedentarismo e privação de sono

Pesquisa revelou que 8,2% dos jovens já foram diagnosticados com hipertensão arterial
Pesquisa revelou que 8,2% dos jovens já foram diagnosticados com hipertensão arterial - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 29/06/2023, às 20h07

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Uma pesquisa conduzida pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel), em parceria com a Vital Strategies, revelou um cenário alarmante para a saúde dos jovens brasileiros. Conforme o Inquérito Telefônico de Fatores de Risco para Doenças Crônicas Não Transmissíveis em Tempos de Pandemia (Covitel), houve um aumento significativo na taxa de obesidade entre os jovens de 18 a 24 anos.

Os dados coletados mostram que, em 2022, 9% dos jovens nessa faixa etária apresentavam índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 30, indicando obesidade. No entanto, em 2023, esse número saltou para 17,1%, representando um aumento de 90%.

Além da obesidade, outros indicadores de saúde também são preocupantes nesse grupo. A pesquisa revelou que 31,6% dos jovens já receberam diagnóstico médico de ansiedade, enquanto 32,6% relataram episódios de consumo abusivo de álcool nos 30 dias anteriores à entrevista.

O consumo insuficiente de frutas, verduras e legumes também foi identificado, com apenas 33,5% e 39,2% dos jovens incluindo esses alimentos em suas dietas cinco vezes ou mais por semana, respectivamente.

+++ Boa notícia para produtores de milho! Conab anuncia compra de 500 mil toneladas do grão

Pesquisa revelou que 8,2% dos jovens já foram diagnosticados com hipertensão arterial

O hábito de consumir refrigerantes e sucos artificiais, considerado um indicador de alimentação não saudável, também se destacou entre os jovens, com 24,3% deles relatando consumo frequente dessas bebidas.

Em relação à atividade física, apenas 36,9% dos jovens praticam os 150 minutos semanais recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Por outro lado, eles lideram o tempo de tela, com 76,1% utilizando dispositivos eletrônicos por três horas ou mais por dia para fins de lazer.

A falta de sono também é um problema entre os jovens, com apenas 54,2% deles dormindo a quantidade de horas recomendadas para sua faixa etária, o que pode contribuir para o surgimento de problemas crônicos de saúde. A pesquisa revelou que 8,2% dos jovens já foram diagnosticados com hipertensão arterial e 14,1% receberam diagnóstico médico de depressão.

O Covitel entrevistou cerca de 9 mil brasileiros com 18 anos ou mais, por telefone (fixo e celular), em capitais e cidades do interior de todas as regiões do Brasil, entre janeiro e abril de 2023. Esses resultados alarmantes reforçam a importância de políticas e ações voltadas para a promoção da saúde e o combate a fatores de risco entre os jovens brasileiros.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.