MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Procon aplica multa milionária na Enel por falhas no fornecimento de energia em São Paulo

Decisão foi divulgada pelo órgão neste sábado (18). O valor da multa foi estabelecido como o máximo previsto no Código de Defesa do Consumidor. Veja detalhes

Previsões do Inmet e da Climatempo indicam queda nas temperaturas em SP
Previsões do Inmet e da Climatempo indicam queda nas temperaturas em SP - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 18/11/2023, às 16h01

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Procon de São Paulo aplicou uma multa de R$12,7 milhões à concessionária Enel pelo não fornecimento adequado de energia após o temporal que atingiu a capital paulista e a região metropolitana em 3 de novembro.

A decisão foi divulgada pelo órgão neste sábado. O valor da multa, estabelecido como o máximo previsto no Código de Defesa do Consumidor, se baseia nas constatações de que inúmeros consumidores ficou sem energia elétrica por mais de 48 horas após o evento climático.

As reclamações foram registradas em diversos canais, incluindo a plataforma digital, postos de atendimento presencial no Poupatempo, Delegacias de Polícia e Procon Móvel, este último mobilizado para atender moradores das áreas mais impactadas pela falta de energia.

A decisão do Procon ocorre após a Enel ser notificada e apresentar seus argumentos. O órgão afirmou que continuará monitorando e fiscalizando as reclamações dos consumidores, podendo tomar medidas adicionais contra a concessionária.

Previsões do Inmet e da Climatempo indicam queda nas temperaturas em SP

Em meio a essa situação, um alerta para um novo temporal foi emitido, com a chegada de uma frente fria à Região Metropolitana. As previsões do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e da Climatempo indicam queda nas temperaturas, com máximas entre 11°C e 14°C até segunda-feira (20), acompanhadas de possíveis temporais e rajadas de vento de até 100 km/h em áreas como a capital, litoral e Vale do Paraíba.

A Enel, por sua vez, afirma estar mobilizada para possíveis atendimentos de emergência, mantendo cerca de 1.200 equipes prontas para atuação. O presidente nacional da concessionária, Nicola Cotugno, reforçou esse compromisso durante depoimento à CPI da Enel na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Esse contingente inclui aproximadamente 2.800 a 3.000 funcionários e 1.500 atendentes no serviço de call center da empresa.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.