MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Saiba como evitar que o INSS corte o seu benefício; entenda

Segurados do INSS precisam ficar atentos para não ter o benefício cortado; realização de perícia médica garante a manutenção dos pagamentos

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 08/05/2022, às 16h00

Saiba como evitar que o INSS corte o seu benefício
Saiba como evitar que o INSS corte o seu benefício - Agência Brasil - Arquivo
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Uma das condições para manter o pagamento do benefício, no caso do benefício por incapacidade, é o segurado comparecer às perícias médicas. A greve dos médicos e peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) já chegou a 40 dias, sem previsão de um término. Por conta disso, muitos segurados não sabem o que fazer para garantir a realização da perícia. Saiba como evitar que o INSS corte o seu benefício.

Neste caso, os segurados que precisam dos serviços presenciais para não perder o benefício têm que ficar atentos. O Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), orienta que o segurado compareça na agência no dia e hora agendados, para não correr o risco de perder o benefício mesmo durante a greve. 

+++ Aposta única fatura R$ 4,45 milhões na Mega-Sena. Conheça o Estado do vencedor

Saiba como evitar que o INSS corte o seu benefício por falta de perícia médica 

No caso dos segurados que compareceram a uma agência do INSS e não foram atendidos, um funcionário da unidade pode reagendar o exame, ou o cidadão poderá pedir um comprovante de comparecimento para evitar que o benefício seja cortado. 

Uma maneira de garantir o atendimento mesmo no período de greve é utilizar o site ou o aplicativo “Meu INSS”. No caso dos segurados que precisam de atendimento presencial e perícia médica, a orientação é a de que ele faça uma reclamação na ouvidoria do governo, na plataforma "Fala.BR".

A reclamação serve para o registro de que não foi imposto pelo usuário e, sim, da Previdência Social por conta da greve dos servidores. Vale destacar que para os casos em que a perícia médica não pôde ser realizada por conta da indisponibilidade no local de atendimento, o segurado não precisa se preocupar. Já que neste caso, o reagendamento é realizado pelo próprio INSS para uma data mais próxima. 

Existe a Portaria nº 922/2021 que determina a remarcação em até às 12h do dia seguinte se o não atendimento foi gerado por indisponibilidade do órgão. Para saber a nova data da perícia, o segurado pode utilizar o site ou o aplicativo Meu INSS ou o telefone 135. 

Confira as situações que precisam de perícia médica:

  • Benefício de Prestação Continuada (BPC), no caso de beneficiários com deficiência;
  • Auxílio-doença;
  • Aposentadoria por incapacidade permanente (antiga aposentadoria por invalidez);
  • Aposentadorias da pessoa com deficiência;
  • Auxílio-acidente.

Espera por atendimento chega a mais de um milhão 

Mais de um milhão esperam na fila por atendimento, o que chega a um número de pelo menos 1.008.112, segundo dados do Ministério do Trabalho e Previdência. Um número que é 21,61% maior do que foi registrado em 14 de março, quando tinha 828.963 pessoas esperando na fila. 

O prazo máximo para o reconhecimento dos direitos do segurado deve ser entre 30 e 90 dias após o acordo entre o Ministério Público Federal, a Defensoria Pública Federal e o INSS no Supremo Tribunal Federal (STF). Na prática, porém, a duração média total para a concessão de todos os tipos de benefícios é de 94 dias.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.