MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Senador edita texto para zerar fila do Auxílio Brasil e liberar voucher caminhoneiro

Conforme indica o texto do senador, os novos pagamentos do Auxílio Brasil e do voucher dos caminhoneiros já seriam feitos a partir do dia 1º de agosto

Victor Meira | victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 29/06/2022, às 11h56

App do Auxílio Brasil
App do Auxílio Brasil - Divulgação
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE) editou a PEC 16/2022 (Proposta de Emenda à Constituição) que prevê aumento de 50% do Auxílio Brasil, reajuste no Auxílio Gás e a criação do voucher caminhoneiro no valor de R$ 1 mil. Conforme aponta o texto, o pagamento inicia a partir do dia 1º de agosto e encerraria no final de dezembro de 2022, com um total de cinco parcelas. 

Bezerra Coelho argumenta que a liberação dos recursos é para suprir as “medidas emergenciais transitórias”. Além disso, ele incluiu um substitutivo que prevê "zerar a fila de espera" de beneficiários do Auxílio Brasil. “Além dos 200 reais que vão valer até 31 de dezembro, a partir de julho estaremos cadastrando 1,6 milhões de famílias”, afirmou

A tendência é que a PEC seja lida e votada no plenário do senado ainda hoje (29).

Bezerra estima que o custo dessa operação será de R$ 38 bilhões. Para chegar nesse valor, ele calcula um Auxílio Gás de R$ 120 a cada bimestre; Auxílio Brasil de R$ 600; além do voucher caminhoneiro de R$ 1 mil. 

+Empréstimo consignado do Auxílio Brasil pode ser liberado a qualquer momento; entenda

Para ter direito ao voucher caminhoneiro, o profissional terá que estar cadastrado no registro nacional da categoria até o dia 31 de maio de 2022. “Como os recursos são limitados, a ideia é focar nos mais fragilizados dessa cadeia de transporte de cargas”, explica. 

Além das medidas acima, Bezerra também colocou no seu relatório uma compensação para o setor de transporte para atender a gratuidade dos passageiros idosos nos transportes públicos urbanos e metropolitanos, cujo estimativa de custos é de R$ 2,5 bilhões. 

Além dessas medidas de auxílio, o senador incluiu em seu relatório uma compensação ao setor de transporte para atender à gratuidade dos passageiros idosos nos transportes públicos urbanos e metropolitanos. A estimativa para esse gasto é de 2,5 bilhões. 

*com informações da Agência Senado

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.