MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Seu bolso: confira dicas de educação financeira para não contrair dívidas

A falta de acesso a informações e instrução em educação financeira, aliada aos gastos impulsivos, agrava ainda mais o problema do endividamento das famílias

Notas de cem ao lado de calculadora
Notas de cem ao lado de calculadora - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 01/06/2023, às 22h27

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo Serviço de Proteção ao Crédito revelou que a situação financeira de muitos brasileiros está comprometida. Atualmente, quatro em cada dez brasileiros possuem dívidas atrasadas, totalizando mais de 65 milhões de pessoas com o nome negativado. A falta de acesso a informações e instrução em educação financeira, aliada aos gastos impulsivos, agrava ainda mais o problema do endividamento.

Muitas vezes, o desejo de adquirir bens materiais acaba superando a capacidade financeira das pessoas, levando-as a gastar mais do que ganham. Maria do Rosário de Souza Vieira, uma empregada doméstica de 45 anos, relata que costuma se empolgar e gastar além do planejado com roupas e eletrodomésticos, sendo necessário realizar trabalhos extras para quitar as dívidas. Ela destaca a dificuldade em controlar os impulsos na hora das compras e o arrependimento posterior.

Diante desse cenário, a Caixa Econômica Federal enfatiza a importância de se ter atenção aos impulsos e buscar uma maior consciência financeira. Lavito Person Motta Bacarissa, gerente nacional de Estratégia, Sustentabilidade e RSA da Caixa, ressalta que gastar dinheiro é fácil e prazeroso, mas é fundamental ter sabedoria no momento das compras para evitar gastos excessivos.

Ele aconselha realizar as compras no momento certo, evitando compras por impulso. Outra orientação importante é pagar a fatura do cartão de crédito em dia. Para aqueles que já estão endividados, Bacarissa sugere avaliar a possibilidade de quitar a dívida do cartão por meio de empréstimos que ofereçam taxas mais baixas.

O gerente da Caixa também destaca a importância de comparar opções antes de pegar um empréstimo, a fim de obter juros mais baixos. No caso do uso do cartão de crédito, a recomendação é pagar a fatura integralmente para evitar a acumulação de dívidas que aumentam a cada mês. Caso já esteja em uma situação complicada com cheque especial ou cartão de crédito, é aconselhável buscar o gerente do banco para discutir opções com taxas mais vantajosas.

+Concursos abertos alcançam recorde e inscrevem para mais de 72 mil vagas

Educação financeira

Para auxiliar no controle das finanças pessoais e evitar o endividamento, a área de educação financeira da Caixa elaborou uma lista com dicas importantes. Confira:

  • Separe um pouco de dinheiro mensalmente para investir em objetivos de longo prazo: Para garantir uma vida financeira saudável, é recomendado reservar regularmente uma pequena quantia de dinheiro para investir em objetivos de longo prazo;
  • Saiba qual é realmente sua situação financeira: É importante entender a quantidade de dinheiro que você ganha e gasta. Isso ajudará a evitar gastos além do que se ganha e a planejar futuras compras;
  • Diferencie desejo de necessidade: Nem tudo o que desejamos é algo que realmente precisamos. Antes de comprar algo, pergunte a si mesmo: "Eu realmente preciso disso?";
  • Pense antes de gastar: Faça algumas perguntas-chave antes de comprar algo, como: "Eu realmente quero isso?", "Posso pagar à vista?", "Preciso disso agora ou posso esperar mais um pouco?";
  • Cuidado com suas emoções: Evite gastar dinheiro para melhorar seu humor. Se estiver passando por um dia difícil, saia sem dinheiro ou procure atividades gratuitas para relaxar;
  • Avalie o que realmente importa para você: Gaste dinheiro naquilo que você valoriza e evite desperdiçá-lo em coisas que não têm tanta importância para você;
  • Faça uma lista de compras: Antes de sair para comprar, faça uma lista do que você precisa e identifique o que é essencial. Pesquise os preços em diferentes lugares para encontrar a melhor oferta;
  • Compare opções: Antes de comprar algo, pesquise preços e escolha a opção mais barata;
  • Estabeleça limites: Defina um valor máximo de dinheiro que você pode gastar e esforce-se para se manter dentro desse orçamento.

+Lula indica ex-advogado para ocupar cadeira no STF; Saiba quem pode ser ministro

A Caixa Econômica Federal destaca a importância de seguir essas dicas para cuidar melhor do dinheiro e evitar o endividamento. Compartilhe essas informações com amigos e familiares que possam se beneficiar dessas orientações. Porque, como diz a música de Paulinho da Viola, "dinheiro na mão é vendaval" e é necessário ter cuidado para não cair em ilusões e comprometer a estabilidade financeira.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.