MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Telegram firma compromisso com TSE de combater desinformação e fake news nas Eleições 2022

O Telegram não tinha respondido às solicitações para firmar o acordo antes. Plataformas como Whatsapp e Tik Tok já tinha se reunido com o TSE

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 25/03/2022, às 19h45

O Telegram não tinha respondido às solicitações para firmar o compromisso antes
O Telegram não tinha respondido às solicitações para firmar o compromisso antes - Shutterstock
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O aplicativo de mensagens Telegram assinou um documento nesta sexta-feira (25) que firma o compromisso com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de combater a desinformação e fake news durante as Eleições 2022. Em nota, o TSE disse que a parceria pretende reduzir os conteúdos falsos disseminados em relação ao sistema eletrônico de votação e ao processo eleitoral em todos os âmbitos.

O representante da empresa no Brasil Alan Campos Elias Thomaz havia se reunido com o TSE na quinta (24) para discutir como poderia implementar recursos que tornassem as eleições seguras este ano. Outras plataformas digitais como Twitter, Tik Tok, Facebook e Whatsapp já haviam feito acordo com o TSE no mês de fevereiro.

O Telegram não tinha respondido às solicitações para firmar o compromisso antes. Depois da suspensão da plataforma na sexta (18) pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a postura da empresa mudou em relação às autoridades do país. A decisão de suspender as atividades do aplicativo foi revista logo após o representante da plataforma dizer que aceitaria as determinações sugeridas pelo STF.

O Telegram é um dos canais mais utilizados pelo presidente Jair Bolsonaro e apoiadores, no qual já tiveram inúmeros conteúdos bloqueados e com avisos alertando para desinformação.

+++Aumento da inflação: preço de medicamentos sofrerá reajuste a partir de abril; entenda

TSE apresentou programa de combate à desinformação ao Telegram

O Programa de Enfrentamento à Desinformação, com todo o histórico de atuação do TSE contra as informações falsas sobre o processo eleitoral, foi apresentado pela Corte ao representante do Telegram no país.

Além disso, também foram incluídos no acordo os procedimentos para a formalização e manutenção dos canais de contato. O termo de adesão foi enviado à plataforma por e-mail. Alan Campos Elias Thomaz informou ao TSE que encaminhará a proposta aos executivos da plataforma.

*Estagiário sob supervisão do jornalista Jean Albuquerque

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.