MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Tratamento do HIV: Ministério da Saúde distribui medicamento de dupla ação

A medida não apenas simplifica o protocolo de tratamento, mas também promete melhorar a adesão dos pacientes. Implementação será realizada realizada de maneira gradual

Iniciativa surge como resposta aos desafios enfrentados no combate ao HIV no Brasil
Iniciativa surge como resposta aos desafios enfrentados no combate ao HIV no Brasil - Agência Brasil
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 09/01/2024, às 18h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Ministério da Saúde anunciou hoje o sucesso na distribuição de 5,6 milhões de doses de um revolucionário medicamento para o tratamento de pacientes com HIV. A nova terapia, que combina os antirretrovirais dolutegravir e lamivudina em um único comprimido, marca um avanço significativo no combate à doença.

Diferentemente dos métodos tradicionais, que envolviam a administração de várias combinações de medicamentos, o novo tratamento oferece aos usuários a conveniência de uma única dose diária.

A medida não apenas simplifica o protocolo de tratamento, mas também promete melhorar a adesão dos pacientes, proporcionando maior eficácia no controle do vírus e no retardamento da progressão da doença.

Iniciativa surge como resposta aos desafios enfrentados no combate ao HIV no Brasil

Segundo nota oficial divulgada pelo Ministério da Saúde, a implementação da terapia de dois comprimidos em um será realizada de maneira gradual e contínua. Inicialmente destinada a pacientes com 50 anos ou mais, adesão regular, carga viral inferior a 50 cópias/ml no último exame e que tenham iniciado a terapia dupla até 30 de novembro de 2023.

"Os critérios para a expansão do público beneficiado por esse novo modelo de tratamento serão revisados a cada seis meses, considerando fatores como a tendência de crescimento nas prescrições e a disponibilidade do medicamento nas redes de saúde", informou a pasta.

A iniciativa surge como resposta aos desafios enfrentados no combate ao HIV no Brasil, que entre 2017 e 2021 resultou na perda de mais de 59 mil vidas. O novo medicamento representa uma promissora estratégia para reduzir as taxas de mortalidade e melhorar a qualidade de vida dos portadores do vírus.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.