Servidores do judiciário planejam nova greve

Dia 4 de junho será decidido o rumo que o movimento deverá tomar.

Redação
Publicado em 25/05/2009, às 13h44

Um alerta está sendo divulgado aos advogados e usuários dos serviços da justiça paulista. Poderão se defrontar com uma nova greve dos servidores do Judiciário a partir de junho.

           

Dia 4 de junho em assembléia da categoria os servidores definirão os rumos que o movimento reivindicatório deverá tomar.

           

Segundo Sylvio Micelli, Diretor de Imprensa da FESPESP, a ideia que está amadurecendo é a de uma paralisação inicial de dois dias (16 e 17 de junho), quando apenas um terço dos funcionários deverá trabalhar. O indicativo de paralisação foi tomado em reunião das lideranças ocorridas na última segunda-feira, dia 18 de maio.

Campanha Salarial    

A Campanha Salarial dos servidores do judiciário começou em fevereiro deste ano. No dia 21/03 foi realizada Assembleia Geral na Capital, onde se definiu a pauta de reivindicações e o índice de 14,69% de perdas salariais desde abril de 2002.  A pauta foi protocolada junto ao TJ e, no dia 14/04, ocorreu a primeira reunião (única deste ano) entre as entidades e a comissão de desembargadores (sem a presença do presidente) e nada foi apresentado às entidade representativas.

Manifestações

Diante desse descaso, os funcionários estão realizando várias manifestações com operação padrão e paralisações de uma hora em vários prédios da baixada e no interior. Na capital e grande São Paulo, também começa a ficar forte o movimento. Foram registradas paralisações e reuniões nos Fóruns das Execuções Fiscais, João Mendes, Guarulhos, São Caetano e São Bernardo. 

Comentários

Mais Lidas