Previsão de divulgação do edital é mantida para junho

Ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, voltou a garantir que liberação do edital se dará neste mês. Organizadora ainda não foi anunciada

Reinaldo Matheus Glioche
Publicado em 19/06/2013, às 09h56

A expectativa pelo edital do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é muito grande e não apenas por parte daqueles que desejam concorrer a uma das 500 vagas de analista do seguro social que serão disponibilizadas no concurso. É grande a ansiedade dentro do comando do INSS e do Ministério da Previdência Social, que ascende hierarquicamente sobre o órgão que irá promover um dos concursos mais disputados de 2013.

Essa ansiedade se verifica pelas reiteradas manifestações do ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, em seu perfil no Twitter (rede social que permite postagens de até 140 caracteres) a respeito dos prazos e metas para o próximo concurso.

Instigado por seguidores, o ministro foi tecendo comentários e provendo informações de bastidores a respeito da seleção, desde sua autorização em 1ºde fevereiro.  Embora não tenha efetivamente feito retificações, o ministro segue atualizando suas previsões de divulgação do edital de abertura. Na última semana garantiu que o edital sai até o fim de junho. Garantia similar já havia sido feita por ele em maio e chancelada pelo departamento de comunicação do INSS. Essa garantia, o INSS não dá agora; preferindo a cautela.

O discurso do órgão é o mesmo apresentado no fim de maio quando consultado pela reportagem do JC&E. “O INSS trabalha para que o edital seja divulgado o mais rápido possível”.  Para que a previsão de Garibaldi se concretize, a organizadora precisa ser confirmada nos próximos dias. Não há indicações oficiais de que isso vá acontecer. De qualquer forma, é válido reiterar, que o órgão tem até o primeiro dia de agosto para divulgar o edital de abertura.

Vencimentos

A carreira de analista do seguro social conta com remuneração de R$ 5.911. Já consideradas as gratificações por atividade executiva e por desempenho, além do auxílio-alimentação. Os vencimentos, no entanto, podem chegar a R$ 8.000 brutos; se considerados benefícios não listados no edital informados à reportagem do JC&E por Fabiano Rapozo, analista do seguro social em atividade.

As últimas seleções promovidas pelo INSS foram organizadas por Fundação Carlos Chagas, Cespe/UnB e Funrio.

Comentários

Mais Lidas