Tudo Sobre

Concurso Polícia Federal

Novos concursos deverão ser autorizados em 2011

Órgão aguarda o aval do Planejamento para abrir 1.352 oportunidades. Chances serão para agente administrativo, papiloscopista, escrivão, delegado e agente de polícia.



Redação
Publicado em 13/12/2010, às 11h00

O próximo ano deverá ser positivo para aqueles que desejam ingressar na Polícia Federal (PF),  órgão vinculado ao Ministério da Justiça. A previsão é que a instituição possa lançar novos editais para cinco carreiras, que totalizarão 1.352 oportunidades.

Todas as solicitações já estão no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), responsável por dar o aval para a abertura de processos seletivos na esfera federal e que será comandado, no governo de Dilma Roussef, por Miriam Belchior.

Segundo fontes ligadas ao Planejamento, as portarias autorizando a Polícia Federal a realizar concursos deverão ser publicadas em 2011. Só após as autorizações é que a PF deverá formalizar o contrato com a empresa organizadora escolhida e lançar os editais.

Distribuição – As 1.352 futuras chances serão para as atividades de papiloscopista (116), agente de polícia (396), delegado (150), escrivão (362) e agente administrativo (328). Dos cargos anunciados, apenas o de agente administrativo pede o ensino médio completo e, como consta na tabela de remuneração dos servidores federais de 2010, tem salário, já somadas as gratificações, de R$ 2.988,44.

As outras quatro atividades requerem a formação superior. Para delegado, é preciso ser formado em direito, enquanto as outras funções exigem curso superior em qualquer área. Os vencimentos previstos correspondem a R$ 7.514,33 (agente, papiloscopista e escrivão) e a R$ 13.368,68 (delegado).

O que deve sair primeiro – Segundo informações recentes da assessoria de imprensa da PF, como o processo para abertura das vagas de agente administrativo já tramita há algum tempo no Planejamento, a meta é lançar o edital para esta carreira assim que o aval do ministério sair. De acordo com a assessoria, a expectativa é que os aprovados na seleção tomem posse rapidamente, já que o cargo não prevê a frequência em curso de formação.

A ideia é promover os outros quatro concursos – papiloscopista, agente de polícia, delegado e escrivão – em 2011, mas terão prioridade as seleções de agente e papiloscopista. Os processos seletivos para delegado e escrivão deverão ser lançados posteriormente. 

Concursos anteriores – Em 2009, a PF realizou duas seleções para preencher 600 ofertas de agente de polícia e escrivão. Do total de vagas, 200 eram para agente e 400 para escrivão. Além da graduação completa em qualquer curso, também foi necessário possuir Carteira Nacional de Habilitação (CNH), no mínimo categoria B.

Organizado pelo Cespe/UnB, a taxa para as duas carreiras custou R$ 110. Estavam previstos exames objetivo e discursivo, testes físico, médico e psicológico, além de curso de formação e investigação social.

Na prova objetiva para agente de polícia, foi cobrado conhecimento em 12 disciplinas: português, informática, atualidades, raciocínio lógico, administração, microeconomia, contabilidade geral, legislação especial e direito (penal, processual penal, administrativo e constitucional).

Talita Fusco/SP

Veja também:

GDF/DF: governo prepara concurso para carreiras da saúde

CRM/PR: conselho fará seleção com vagas efetivas e de CR

+ Resumo do Concurso Polícia Federal

PF - Polícia Federal
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda do Concurso

13/12/2011 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas