Planejamento altera concurso para perito

Nova portaria foi publicada nesta quinta-feira (24). Agora, seleção oferecerá vagas para cadastro reserva.

Redação
Publicado em 24/12/2009, às 10h13

O Diário Oficial da União desta quinta-feira, 24 de dezembro, traz uma portaria do Ministério do Planejamento que altera o próximo concurso para perito-médico previdenciário do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

No início de novembro, o órgão tinha sido autorizado a realizar seleção para preencher 250 vagas de perito-médico. Nesta nova portaria, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, revoga a autorização anterior e informa que as ofertas agora serão para formação de cadastro reserva (CR).

O INSS terá até o mês de junho para publicar o edital do processo seletivo.

Último concurso – Em 2006, foi aberto concurso para 1.500 oportunidades de perito-médico, com remuneração inicial de R$ 3.418,21. As chances estavam distribuídas entre todas as regiões do Brasil. Somente no Estado de São Paulo, havia vagas para 100 municípios diferentes.

A seleção foi organizada pela Fundação Carlos Chagas, que cobrou taxa de inscrição no valor de R$ 80.

Os candidatos enfrentaram uma avaliação objetiva, dividida em questões de conhecimentos gerais (língua portuguesa, noções de informática, código de ética e regime jurídico único dos servidores públicos civis da União) e conhecimentos específicos (medicina geral, medicina do trabalho, legislação de assistência social, legislação referente ao Sistema Único de Saúde – SUS, legislação do trabalho e legislação previdenciária). A segunda etapa do processo correspondeu a uma avaliação de títulos.

Talita Fusco/SP

Veja também:

Previstos: congresso aprova o Orçamento 2010

Funasa: cesgranrio organizará seleção para temporários

Comentários

Mais Lidas