Autorização de concurso pode sair em breve

A expectativa é de que a seleção ofereça 500 oportunidades.

Redação
Publicado em 09/06/2009, às 10h43

Aqueles que aguardam pelo concurso do Banco Central do Brasil podem ter, em breve, uma boa notícia. O pedido de reposição do quadro de servidores feito ao Ministério do Planejamento, que tramita desde outubro do ano passado, teve mais um encaminhamento na última semana. Ele foi enviado ao Departamento de Modernização Institucional do órgão e já passou por outros departamentos importantes, como as Secretarias Executiva e de Gestão.

A expectativa é de que sejam autorizadas 500 vagas, sendo 350 ao cargo de analista (nível superior) e 150 para técnico (nível médio). Os vencimentos iniciais das funções são de R$ 11 mil e R$ 4,5 mil, respectivamente.

Distribuição de vagas - As oportunidades deverão ser principalmente para o Rio de Janeiro, uma vez que há carência de pessoal na unidade. Mas outras cidades, onde há representação do Bacen, poderão ser contempladas, como São Paulo, Salvador, Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Porto Alegre, Recife e Brasília.

Concurso autorizado -  Além do concurso para analista e técnico, o Bacen também divulgará, em breve, o edital para preencher 20 vagas de procurador. Esse concurso já foi autorizado pelo MPOG e selecionará candidatos com nível superior em direito e inscrição na OAB. O salário oferecido será de R$ 14 mil acrescido de benefícios, como auxílio- alimentação, plano de saúde e auxílio- creche.

Seleções - As seleções devem ocorrer o quanto antes, pois um grande número de funcionários deverá se aposentar ou se desligar do BC nos próximos anos. Sendo assim, estão previstos concursos anuais até 2013 e não há uma previsão de quantos funcionários deverão ser contratados neste período.

Último concurso - No concurso anterior, realizado em 2005, foram oferecidas 390 vagas de analista e técnico em diversas áreas, para salários que variavam entre R$ 3.154,03 e R$ 6.292,49. O concurso do BC foi organizado pela Fundação Carlos Chagas, e as taxas de inscrições custaram R$ 60 para técnico e R$ 120 para analista. No mesmo ano, o órgão realizou um concurso ao cargo de procurador, com 32 vagas, que exigiu o nível superior em direito, para salário de R$ 7.872,88.

As ofertas foram distribuídas nas cidades de Belém (PA), Brasília (DF), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP). A taxa de participação foi de R$ 120. Na avaliação para técnico, os candidatos passaram por uma prova objetiva, e os analistas por provas objetivas, discursiva e de títulos.

Juliana Pronunciati/SP

Comentários

Mais Lidas