Sarney libera concurso para 246 oportunidades

A autorização supera em 66 postos a perspectiva anterior de 180 oportunidades. Os salários oferecidos vão de R$ 13,8 mil a R$ 23,8 mil

Redação
Publicado em 17/11/2011, às 09h18

O presidente do Senado, senador José Sarney (PMDB-AP), autorizou nesta quarta-feira (16) a realização de concurso público para o preenchimento de 246 vagas para a casa. O número supera em 66 oportunidades a previsão inicial de 180 postos.

Serão oferecidas 133 vagas para analista legislativo para profissionais com nível superior nas áreas de contabilidade, assistência social, medicina, nutrição, farmácia, fisioterapia, psicologia, enfermagem, arquitetura, engenharia, redação e revisão, comunicação social e tecnologia da informação. A remuneração inicial oferecida, hoje, tem valor de R$ 18.440,64.

A carreira de consultor legislativo contará com a abertura de nove postos, sendo oito para a especialidade de assessoramento legislativo e uma para assessoramento em orçamentos. Atualmente, o salário inicial para consultor legislativo é de R$ 23.826,57.

Outras 104 oportunidades serão oferecidas para candidatos com nível médio ou técnico completo na carreira de técnico legislativo. Os interessados poderão inscrever-se para as especialidades de processo legislativo; administração; arquivologia; enfermagem; odontologia; eletrônica e telecomunicações; polícia legislativa; e processo industrial gráfico. Para esse grupo, os vencimentos iniciais partem de R$ 13.833,24.

Em nota, a diretoria-geral do Senado informa que a reforma administrativa do órgão reduz “consideravelmente” o número de funções comissionadas do quadro de servidores, porém, não reduz atividades. Entre as justificativas para a abertura de um novo edital, a nota cita o crescimento exponencial da demanda de serviço em razão do crescente número de aposentadorias em atividades-fim, que causaria um impacto negativo sobre o andamento do processo legislativo e da atividade fiscalizadora do Senado. Nas atividades-meio, os senadores apontam um elevado déficit de servidores na área de recursos humanos.

Ainda não há perspectiva para a divulgação do edital, porém, a assessoria de imprensa do Senado garantiu à reportagem do JC&E que ainda que haja a possibilidade de publicação em 2011, as provas não serão aplicadas antes de 2012.

– O primeiro passo é a escolha da banca. Assim que for escolhida, é preciso definir um prazo para que eles elaborem o edital e fixem a data da prova. Não temos um prazo para esse trabalho, mas como o Senado precisa repor seus servidores o mais rápido possível, queremos que isso seja resolvido rapidamente – explicou Davi Paiva, consultor legislativo e presidente da comissão organizadora.

Paiva observou que o número de vagas oferecido é insuficiente para repor o número de funcionários aposentados – 652 desde 2008, sendo 317 apenas neste ano – mas que foi o possível para o momento.

Vale destacar que o Senado poderá convocar mais aprovados durante o período de validade do concurso, caso haja novos postos vagos e dotação orçamentária.


Aline Viana                                 

Com informações da Agência Senado

Matéria atualizada às 11h03 de 18/11

Veja também:

449 vagas/ Definido o organizador do concurso da Sabesp

Guarda Civil (SP)/ Concurso da GCM aguarda autorização

Comentários

Mais Lidas