Tudo Sobre

Concurso INSS - Técnico, Analista e Perito

Concurso INSS: com edital em pauta, funcionários entram em greve nesta terça (8)

Novo concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) depende de estudos para levantamento das necessidades, que deve ocorrer até maio de 2021



Fernando Cezar Alves | fernando@jcconcursos.com.br
Publicado em 08/09/2020, às 09h31 - Atualizado às 15h05

Concurso INSS: unidade de atendimento do INSS
Divulgação

Com a expectativa de realização de um novo concurso INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), cujos estudos para levantamento de vagas devem ser concluídos até maio de 2021, a categoria inicia uma greve, por tempo indeterminado, a partir desta terça-feira, 8 de setembro. O motivo é a intenção do governo de reabrir agências no meio da crise de saúde causada pela Covid-19. Inicialmente, os servidores deveriam retomar as atividades presenciais a partir desta terça (8), para permitir a retomada do atendimento à população presencialmente a partir de 14 de setembro. De acordo com a Federação Nacional dos Servidores da Previdência (Fenasps), a determinação é de que os servidores permaneçam em home office até o declínio da curva de contágio, quando possa ser considerado seguro o retorno ao trabalho, tanto para servidores quanto para beneficiários. A entidade, por sua vez, alega que presta um serviço essencial à população e alguns serviços somente podem ser feitos pessoalmente, como perícia médica e avaliação social.   

Além disso, o órgão sofre com a defasagem de servidores. De acordo com o último levantamento, a carência de pessoal é de nada menos do que 22.275 funcionários, somente para os cargos de técnicos e analistas. A expectativa é de que um novo edital seja divulgado até 2022. Para isto, deverá ser realizado levantamento de vagas até maio, prazo para que seja enviado pedido de autorização ao Ministério da Economia, para que as contratações possam ser consideradas no orçamento do ano seguinte.

Além disso, existe a possibilidade de os novos concursos para o órgão passem a ocorrer com uma maior frequência. Neste sentido, um grupo de servidores tem elaborado um plano de reestruturação, com previsão de publicar editais regularmente, dentro de prazos mais enxutos, a cada dois anos.

O objetivo do grupo é estabelecer critérios que permitam reforçar a importância da autarquia para a sociedade. Embora o grupo trabalhe de forma independente, desde 2019, conta com apoio de entidades de classe, como a Associação Nacional dos Membros da Carreira do Seguro Social (ANACSS).

De acordo com o grupo, a realização de novos concursos a cada dois anos poderia ser feito com prévio dimensionamento da força de trabalho, de acordo com  moldes da Secretaria de Gestão de Pessoas do antigo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, tendo em vista as limitações orçamentárias.

O último pedido autorização para o concurso INSS para o Ministério da Economia, em 2019, foi de 7.888 vagas, sendo 3.984 para  técnico (área meio), 1.692 para analista (diversas formações) e 2.212 para perito.   

A carreira de técnico do seguro social é uma das mais visadas no processo seletivo do INSS, ainda mais que exige apenas ensino médio completo e apresenta salário inicial de R$ 5.344,87, já considerando o auxílio-alimentação de R$ 458.

O emprego de analista exige formação superior em diversas áreas de atuação (incluindo serviço social, administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências sociais, arquitetura e letras, entre outras), sendo que a remuneração corresponde a R$ 7.954,09 por mês, contado o benefício alimentação.

Já a posição de perito destina-se aos profissionais com graduação em medicina e registro no respectivo conselho regional. O inicial é de R$ 8.988,41, também no auxílio.

Concurso INSS: último edital

No final de 2015, foi lançado o edital do concurso INSS com o objetivo de preencher 950 vagas. Um total de 800 oportunidades era na função de técnico e as outras 150 para analista - serviço social.

A banca organizadora do concurso INSS foi o Cespe/UnB e os participantes passaram por uma prova com questões no estilo certo ou errado.

O último certame, cujo resultado foi publicado no dia 4 de agosto, foi um dos mais concorridos da história. Ao todo, a seleção registrou nada menos que 1.087.789 inscrições, sendo 1.043.807 somente para técnico do seguro social - em número de inscritos, perdeu apenas para duas outras seleções: a da Caixa Econômica Federal (CEF) realizada 2014, com 1.156.744 candidatos; e a da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) promovida em 2011, com 1.120.393 participantes.

+ Resumo do Concurso INSS - Técnico, Analista e Perito

INSS
Vagas: 8230
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Técnico, Analista, Perito
Áreas de Atuação: Administrativa
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Técnico, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 5344,00 Até R$ 7900,00
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

concursosconcursos federaisconcursos 2020provas anteriores

Comentários

Mais Lidas