MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Concurso Nacional Unificado: 30% dos cargos pagam acima de R$ 10 mil; Veja quais

Confira análise de todos os editais do Concurso Nacional Unificado, com indicação dos cargos que se destacam em cada bloco temático por pagar os melhores salários. São 6.640 vagas ao todo

Notas de cem reais e moedas ao lado do logo do Concurso Nacional Unificado
Notas de cem reais e moedas ao lado do logo do Concurso Nacional Unificado - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 12/01/2024, às 08h32

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Com oito editais publicados nesta quarta-feira (10), o Concurso Nacional Unificado(CNU) abre inscrições na sexta-feira da semana que vem, dia 19 de janeiro. São ofertadas 6.640 vagas imediatas de níveis de médio (692) e superior (5.948) com salário que chega a quase R$ 23 mil. Além da expressiva quantidade de vagas, mais de 30% dos cargos disponíveis pagam salários acima de R$ 10 mil.

Também será formado cadastro reserva com duas vezes o número de vagas por cargos, gerando oportunidade para preencher até 19.920 vagas nos dois anos de validade do certame. Segundo o governo, o CNU é o maior processo seletivo da história da administração pública federal.

Pela primeira vez, será feito um concurso único para contratar pessoal para 21 órgãos, que estão com 107 cargos vagos. O Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos (MGI) informou que, nos últimos seis anos, o governo federal perdeu 73 mil servidores púplicos.

+Veja 7 vantagens de prestar o Concurso Nacional Unificado; Salário de até R$ 23 mil

⚠️ Inscrição será por bloco temático

Embora concentre mais de 6 mil vagas, os candidatos não vão concorrer a todas. Também não vão se inscrever por órgão. As vagas foram distribuídas por oito blocos temáticos e cada um abrange diversos cargos e órgãos federais. O oitavo bloco, por exemplo, reúne todas as carreiras de ensino médio.

A inscrição se dará por bloco e só será possível escolher um, pois as provas vão ser aplicadas simultaneamente no mesmo dia e horário. Contudo, haverá a possibilidade de disputar todos os cargos do bloco selecionado (caso atenda aos requisitos), indicando uma ordem de preferência que será levada em conta para a nomeação. 

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

💰Cargos em destaque por bloco

Confira a seguir análise de todos os editais do Concurso Nacional Unificado, com indicação dos cargos que se destacam em cada bloco temático. A carreira que paga melhor e tem mais vagas está no bloco 4. Descubra qual é:

Bloco 1 - Infraestrutura, Exatas e Engenharias

Neste bloco, a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) oferece o cargo de Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia, com um salário inicial de R$ 16.413,35.

Destaque também para o Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), com diversas vagas para Analista de Infraestrutura (AIE) e Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) com salários que chegam a R$ 20.924,80.

Bloco 2 - Tecnologia, Dados, e Informação

No bloco 2, o destaque vai para o MGI, que oferece vagas para Analista em Tecnologia da Informação (ATI) com salário inicial de R$ 11.150,80 e para EPPGG com vencimentos de R$ 20.924,80.

Bloco 3 - Ambiental, Agrário e Biológicas

No terceiro bloco, o Ministério da Agricultura e Pecuária (MAPA) também se destaca com o cargo de R$ 20.924,80 de EPPGG e diversos postos para Auditor-Fiscal Federal Agropecuário, com salário inicial de R$ 15.897,33.

Bloco 4 - Trabalho e Saúde do Servidor

Já no bloco 4, o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) oferece 900 vagas para Auditor-Fiscal do Trabalho (AFT), com salário inicial expressivo de R$ 22.921,71. Esse é o cargo que oferece o salário mais atrativo e também a maior quantidade de vagas de todo o Concurso Nacional Unificado.

Bloco 5 - Educação, Saúde, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos

Neste eixo, dois cargos apenas pagam mais de R$ 10 mil. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE tem cargo de Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas com remuneração de R$ 10.453,94 e o MGI aparece de novo com mais vagas para EPPGG, posto com salário inicial de R$ 20.924,80.

Bloco 6 - Setores Econômicos e Regulação

Aqui, a diversidade de oportunidades chama a atenção. Destaque para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), que oferece 50 vagas para Analista de Comércio Exterior (ACE) com salário inicial de R$ 20.924,80; e o MGI com mais 15 vagas para EPPGG, carreira que paga R$ 20.924,80 .

Bloco 7 - Gestão Governamental e Administração Pública

Por fim, no último bloco com chances para quem tem formação superior, o MGI e a PREVIC se destacam mais uma vez, oferecendo vagas para EPPGG e Analista Administrativo, respectivamente, com salários de R$ 20.924,80 e R$ 12.953,29.

📄 Lista completa: melhores salários do concurso CNU

Para auxiliar os concurseiros a escolher as melhores oportunidades, o JC Concursos elenca a seguir todas as vagas com remuneração superior a R$ 10 mil. Abaixo, encontra-se a relação dos cargos, salários iniciais e a quantidade de vagas disponíveis para as carreiras melhor remuneradas: 

BLOCO 1

Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL

  • Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia - R$ 16.413,35, 10 vagas

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos - MGI

  • Analista de Infraestrutura (Engenharia Civil): R$ 12.982,20 - 142 vagas
  • Analista de Infraestrutura (Engenharia Elétrica, Eletrônica, Telecomunicações, Eletrotécnica ou Energia): R$ 12.982,20 - 73 vagas
  • Analista de Infraestrutura (Arquitetura: R$ 12.982,20 - 55 vagas
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG): R$ 20.924,80 - 5 vagas

BLOCO 2

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

  • Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas : R$ 10.233,67 - 4 vagas

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos - MGI

  • Analista em Tecnologia da Informação (ATI): R$ 11.150,80 - 300 vagas
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG): R$ 20.924,80 - 15 vagas

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - PREVIC

  • Analista Administrativo: R$ 12.953,29 - 6 vagas

BLOCO 3

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

  • Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas: R$ 10.233,67 - 2 vagas

Ministério da Agricultura e Pecuária - MAPA

  • Auditor-fiscal federal agropecuário (Eng. Agrônomo): R$ 15.897,33 - 116 vagas
  • Auditor-fiscal federal agropecuário (Veterinário): R$ 15.897,33 - 55 vagas
  • Auditor-fiscal federal agropecuário (Químico): R$ 15.897,33 - 12 vagas
  • Auditor-fiscal federal agropecuário (Farmácia): R$ 15.897,33 - 11 vagas
  • Auditor-fiscal federal agropecuário (Zootecnista): R$ 15.897,33 - 6 vagas
  • Analista de Infraestrutura (AIE): R$ 12.982,20, 30 vagas
  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG): R$ 20.924,80 - 5 vagas

BLOCO 4

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos - MGI

  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG): R$ 20.924,80 - 10 vagas

Ministério do Trabalho e Emprego - MTE

  • Auditor-Fiscal do Trabalho (AFT): R$ 22.921,71 - 900 vagas

BLOCO 5 

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE

  • Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas: R$ 10.453,94 - 2 vagas

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos - MGI

  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG): R$ 20.924,80 - 20 vagas

BLOCO 6 

Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL

  • Especialista em Regulação de Serviços Públicos de Energia: R$ 16.413,35 - 30 vagas

Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS

  • Especialista em Regulação de Saúde Suplementar: R$ 16.413,35 - 35 vagas

Agência Nacional de Transportes Aquaviários - ANTAQ

  • Especialista em Regulação de Serviços de Transportes Aquaviários: R$ 16.413,35 - 30 vagas

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos - MGI

  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG): R$ 20.924,80 - 15 vagas

Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços - MDIC

  • Analista de Comércio Exterior (ACE): R$ 20.924,80 - 50 vagas

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - PREVIC

  • Especialista em Previdência Complementar: R$ 14.010,09 - 25 vagas

BLOCO 7 

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos - MGI

  • Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG): R$ 20.924,80 - 80 vagas

Superintendência Nacional de Previdência Complementar - PREVIC

  • Analista Administrativo: R$ 12.953,29 - 9 vagas

Vale ressaltar que, além dos salários iniciais, os aprovados vão receber benefícios, como  vale-alimentação, auxílio-creche e bonificações, o que aumenta a remuneração e torna o Concurso Nacional Unificado uma oportunidade ímpar no cenário de concursos públicos no Brasil.

🔎Consulte aqui a relação de todas as 6.640 vagas divididas por cargos e blocos temáticos, incluindo as que pagam abaixo de R$ 10 mil.

💻 Inscrições abrem na próxima semana

As inscrições para o Concurso Nacional Unificado devem feitas pelo próprio candidato e apenas no Portal Gov.br, o portal de Serviços do Governo Federal, e não no site da Cesgranrio. O prazo será aberto às 10h de 19 de janeiro e vai encerrar às 23h59 do dia 9 de fevereiro.

Porém, o interessado já pode adiantar o cadastro na plataforma, caso ainda não tenha. Serão aceitas contas de qualquer nível (bronze, prata ou ouro). Menores de 18 anos podem se inscrever e fazer a prova, porém será necessário ter completado a maior idade para assumir o cargo. O governo federal pretende iniciar as convocações já em agosto.

O custo da taxa de inscrição será de R$ 60 ou R$ 90, de acordo com a escolaridade do cargo pretendido. Entretanto, inscritos no CadÚnico; doadores de medula óssea; bolsistas ou ex-bolsistas do ProUni; e bolsistas ou ex-bolsistas do Fies podem requisitar a isenção do pagamento entre 19 e 26 de janeiro. 

✍🏽 Provas do CNU: saiba quando e como serão

As provas estão agendavas para o dia 5 de maio, serão aplicadas em 220 cidades de todosos estados e contarão com avaliações objetivas específicas e dissertativas, por área de atuação. Antes, seriam em 217 municípios, mas foram acrescentados Santos (SP), Petrópolis (RJ) e Blumenal (SC).

Os exames serão promovidos em dois turnos, matutino e vespertino:

Nível superior

  • Pela manhã (2h30 de duração): provas objetivas de conhecimentos gerais (20 questões) + prova discursiva de conhecimento específico do bloco; e
  • Pela tarde (2h30 de duração): provas objetivas de conhecimentos específicos (50 questões).

Nível médio

  • Pela manhã (2h30 de duração): provas objetivas (20 questões) + redação; e
  • Pela tarde (2h30 de duração): provas objetivas (40 questões).

Será aprovado o candidato que acertar, no mínimo, 40% das provas objetivas e não zerar a prova discursiva ou a redação.

🥇 Classificação e convocação

Conforme prevê o edital, se o concurseiro for aprovado dentro do número de vagas para o cargo de maior preferência, indicado como 1ª opção no ato da inscrição, ele não vai ficar na lista de espera dos postos de interesse abaixo dele, ainda que também tenha obtido nota suficiente para assumir os cargos das opções dois e três, por exemplo.

Portanto, a indicação da ordem de prefência deve ser feita com consciência ao se inscrever, pois não será permitido modificá-la depois. Contudo, na hipótese de aprovação dentro das vagas para o cargo a opção 3 o profissional será convocado para assumir a função, mas permanecerá na lista de espera dos cargos 2 e 1, podendo vir a mudar de posto depois, caso surja vaga e deseje assumir.

Os aprovados fora do número de vagas para todos os cargos escolhidos ficarão no cadastro reserva, mas poderão ser aproveitados por outros órgãos federais em vagas temporárias, sem interferir na disputa pela vaga efetiva.

Assim, já poderão começar a trabalhar e receber remuneração em outra vaga temporária enquanto permanecem na fila de espera para todos os cargos indicados na inscrição. Essa é outra grande novidade do CNU, mas o MGI ainda vai regulamentar como isso deve ocorrer.

📅 Concurso CNU: cronograma oficial

  • Publicação do Edital: 10/1/2024
  • Inscrições: 19/01 a 09/02/2024
  • Divulgação dos dados finais de inscrições: 29/02/2024
  • Divulgação dos Cartões de Confirmação: 29/04/2024
  • Aplicação das Provas: 05/05/2024
  • Divulgação dos resultados das provas objetivas e preliminares das provas
  • discursivas e redação: 03/06/2024
  • Divulgação Final dos Resultados: 30/07/2024
  • Início da Convocação para posse e Cursos de Formação: 05/08/2024    

++++ Acompanhe o andamento do processo seletivo na página do Concurso Nacional Unificado aqui no JC Concursos. 

Siga o JC Concursos no Google News

+ Resumo do Concurso Nacional Unificado 2024

Governo Federal
Vagas: 6640
Taxa de inscrição: De R$ 60,00 Até R$ 90,00
Cargos: Médico, Contador, Engenheiro
Áreas de Atuação: Administrativa, Saúde
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 3741,84 Até R$ 22921,71
Organizadora: Fundação Cesgranrio
Estados com Vagas: AC, AL, AP, AM, BA, CE, DF, ES, GO‍, MA, MT, MS, MG, PA, PB, PR, PE, PI, RJ, RN, RS, RO, RR, SC, SP, SE, TO

+ Agenda do Concurso

19/01/2024 Abertura das inscrições Adicionar no Google Agenda
09/02/2024 Encerramento das inscrições Adicionar no Google Agenda
05/05/2024 Prova Adicionar no Google Agenda
concursosconcursos publicosconcursos abertosconcursos federais

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.