Concurso da PM AM depende de escolha da organizadora

O edital do concurso da PM AM (Polícia Militar do Amazonas) disponibilizará vagas para oficial de saúde, cabo especialista e soldado

JC Concursos - Camila Diodato - Informe o Erro
Publicado: 26/12/2018 - 10:41 | Atualizado: 14/01/2019 - 16:01

Ainda está em fase de escolha da banca organizadora o novo concurso da Polícia Militar do Estado do Amazonas (PM AM), que deve sair no 1º semestre de 2019. Assim que definida a empresa, o órgão não deve demorar para lançar o aguardado edital que visará a preencher um total de 661 vagas em seu quadro de pessoal. 

Das oportunidades, 20 serão para oficial de saúde - aluno oficial de saúde, 20 para cabo especialista de música - aluno cabo, 20 para cabo especialista de saúde - aluno cabo e 601 para soldado combatente - aluno soldado. 

• CURSO SOLDADO

O posto de soldado destina-se aos profissionais com ensino médio completo, enquanto a função de oficial poderá exigir de nível médio ou superior, de acordo com a especialidade a ser oferecida. Para cabo, o nível de escolaridade não foi divulgado.

Já foi constituída, este ano, a comissão organizadora do certame, que é presidida pelo coronel Ronaldo Negreiros da Silva e vice-presidida pela coronel Cheyenne Anute de Lima.

Último concurso da PM AM

Em 2011, a Polícia Militar lançou concurso com 2.473 vagas, sendo 2.000 para soldado, 29 para praça especialista, 39 para oficial de saúde e 405 para oficial combatente. O processo seletivo foi organizado pela Fundação Instituto Superior de Administração (Isae).

O posto de soldado destinou-se aos candidatos com nível médio e com altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres. A remuneração foi de R$ 1.104,81 durante o curso de formação e de R$ 1.637,33 após a conclusão.

As ofertas para oficial combatente estavam divididas da seguinte maneira: 167 para os que fizeram o curso de formação de oficial PM; 188 para as pessoas com graduação em direito; e 50 para os candidatos com ensino médio. Para esta função também foi exigida carteira de habilitação. Durante o curso de formação os oficiais receberam R$ 3.274,66 e depois que passaram a aspirante começaram a ganhar R$ 3.400,60.

Com exigência de nível médio e vencimento inicial de R$ 1.685,06, a carreira de praça especialista estava distribuída entre as funções de auxiliar de enfermagem (10), auxiliar de odontologia (6), auxiliar veterinário (3) e músico instrumentista com especialidade em clarinete (3), saxofone (1), trombone (2), trompa (2) e corneta (2).

Para oficial de saúde, havia 18 chances para médico em diversas especialidades, oito para dentista, uma para veterinário, uma para farmacêutico-bioquímico, quatro para enfermeiro, cinco para psicólogo e duas para fisioterapeuta. Tais cargos necessitaram de curso superior completo e o salário base inicial correspondia a R$ 3.600,40.

O processo de triagem para todos os participantes do concurso da PM do Amazonas constou de prova objetiva, inspeção de saúde, teste de aptidão física, avaliação psicológica, apresentação de documentos, curso de formação e investigação social, funcional, cível e criminal. Fora essas etapas, alguns cargos de praça especialista passaram por exame prático.

As avaliações aconteceram nos municípios de Barcelos, Boca do Acre, Coari, Eirunepé, Humaitá, Itacoatiara, Lábrea, Manaus, Manacapuru, Parintins, São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga e Tefé.

Vídeos PM

Comodismo atrapalha a ascensão profissional


Notícias PM

Concursos Relacionados

Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping