Concurso STJ 2018: prazo termina hoje (19)

As chances no concurso do STJ (Superior Tribunal de Justiça) são para candidatos de níveis médio e superior. Lotação ocorrerá em Brasília/DF

JC Concursos - Patricia Lavezzo - Informe o Erro
Publicado: 19/02/2018 - 09:15 | Atualizado: 20/02/2018 - 16:36

Chega ao fim às 18h  desta segunda-feira (19) o prazo de inscrição do concurso público do STJ (Superior Tribunal de Justiça). A seleção visa o preenchimento de cinco vagas imediatas e cadastro reserva (CR) para os cargos de analista e técnico judiciários, cuja atuação ocorrerá em Brasília, no Distrito Federal.
Candidatos que possuem o ensino médio e/ou curso técnico têm chances na função de técnico judiciário nas áreas administrativa (CR), apoio especializado - desenvolvimento de sistemas (CR), apoio especializado - enfermagem (CR), apoio especializado - suporte técnico (CR) e apoio especializado - telecomunicações e eletricidade (CR). 
Já para nível superior, as ofertas são para o posto de analista judiciário nas áreas administrativa (CR), apoio especializado - biblioteconomia (CR), apoio especializado - fisioterapia (CR), apoio especializado - odontologia/odontopediatria (CR), apoio especializado - odontologia/periodontia (CR), apoio especializado - psicologia (CR), judiciária (5 vagas) e judiciária - oficial de justiça avaliador federal (CR). 
As remunerações iniciais oferecidas pelo STJ são de R$ 6.708,53 para o cargo de técnico judiciário e R$ 11.006,82 para analista judiciário. 

Como participar do concurso do STJ 2018 


A ficha de cadastro está disponível no endereço eletrônico do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos - Cebraspe (www.cespe.unb.br/concursos/stj_18), organizador do processo seletivo. 
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA STJ - TÉCNICO E ANALISTA JUDICIÁRIOAULÃO GRATUITO STJ - DIVERSOS CARGOS
Será cobrada uma taxa de participação do concurso do STJ 2018, nos valores de R$ 70 para técnico judiciário e R$ 85 para analista judiciário. O pagamento do boleto bancário deverá ser efetuado até a data limite de 22 de fevereiro, observado o horário de funcionamento do banco. 
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA STJ - ANALISTA JUDICIÁRIO

Provas do concurso do STJ 2018


Todos os candidatos serão avaliados por meio de provas objetiva e discursiva, de caráter eliminatório e classificatório. A avaliação objetiva será composta por 120 itens, sendo 40 de conhecimentos básicos e 80 de conhecimentos específicos, e o julgamento de cada item será “certo” ou “errado”. 
Já a prova discursiva para nível superior consistirá de dissertação, de até 30 linhas, a respeito de temas relacionados aos conhecimentos específicos de cada cargo, enquanto que para nível médio ela contará com uma redação, de até 30 linhas, sobre atualidade.
As provas objetiva e discursiva do concurso do STJ 2018 terão duração máxima de 4h30 e serão aplicadas no dia 8 de abril, no turno da manhã para analista judiciário e à tarde para técnico judiciário. As informações sobre os locais e horários serão divulgadas no site do Cebraspe na data provável de 28 de março. 
• Leia também: você sabe qual foi o primeiro concurso público do Brasil?

Atribuições dos cargos do STJ


Analista judiciário na área administrativa - realizar atividades de nível superior desenvolvendo as funções de planejamento, execução e controle relacionadas à administração de gestão de pessoas, materiais e patrimoniais, orçamentários e financeiros, ao desenvolvimento organizacional, licitações, contratos, auditoria, dentre outras. 
Analista judiciário na área de apoio especializado na especialidade de biblioteconomia - realizar atividades de nível superior relacionadas à classificação, catalogação, indexação, divulgação e manutenção do acervo bibliográfico, bem como à recuperação e disseminação de informações e ao atendimento ao usuário, entre outras. 
APOSTILAS CONCURSO STJ 2018 - TÉCNICO LEGISLATIVO
Analista judiciário na área de apoio especializado na especialidade de fisioterapia - realizar atividades de nível superior relacionadas a métodos e técnicas fisioterápicas, com a finalidade de restaurar, desenvolver e conservar a capacidade física do paciente, após o diagnóstico e encaminhamento médico, entre outras. 
Analista judiciário na área de apoio especializado na especialidade de odontologia/odontopediatria - realizar atividades de nível superior relacionadas à assistência odontológica, preventiva e curativa, no ramo específico e em clínica geral. 
Analista judiciário na área de apoio especializado na especialidade de odontologia/periodontia - realizar atividades de nível superior relacionadas à assistência odontológica, preventiva e curativa, no ramo específico e em clínica geral.
Analista judiciário na área de apoio especializado na especialidade de psicologia - realizar atividades de nível superior relacionadas à adequação funcional e orientação profissional, à elaboração de diagnósticos e intervenções organizacionais, à assistência e acompanhamento psicológico aos servidores e seus dependentes, à elaboração de laudos psicológicos, à realização de entrevistas de triagem, entre outras. 
Analista judiciário na área judiciária - realizar atividades de nível superior relacionadas ao recebimento, análise e processamento de petições e feitos, à verificação de prazos processuais, à juntada de petições aos autos, à análise, classificação, cálculo, atualização e contabilização de valores, à preparação de proposta orçamentária de precatórios, à análise, indexação e pesquisa de jurisprudência, bem como à realização de estudos e elaboração de minutas de relatório, entre outras. 
Analista judiciário na área judiciária na especialidade de oficial de justiça avaliador federal - realizar atividades de nível superior relacionadas ao cumprimento de mandados de citação, notificação e intimação, bem como à execução de medidas preventivas e assecuratórias e demais ordens judiciais expedidas pelas autoridades competentes, entre outras. 
Técnico judiciário na área administrativa - executar tarefas de apoio à atividade judiciária e de suporte técnico e administrativo às unidades organizacionais, relacionadas às funções de gestão de pessoas, material e patrimônio, licitações e contratos, orçamento e finanças, auditoria, segurança e transporte, entre outras. 
Técnico judiciário na área de apoio especializado na especialidade de desenvolvimento de sistemas - realizar atividades de nível intermediário, de natureza técnica, relacionadas à execução de tarefas que envolvam suporte técnico e administrativo em desenvolvimento, implantação, manutenção de sistemas informatizados, tecnologias de rede, banco de dados, sistemas operacionais, segurança da informação, tecnologias de colaboração, internet, telecomunicações e microinformática. Técnico judiciário na área de apoio especializado na especialidade de enfermagem - executar tarefas relacionadas às atividades de apoio ao tratamento de enfermagem, recepção de pacientes, entre outras. 
Técnico judiciário na área de apoio especializado na especialidade de suporte técnico - realizar atividades de nível intermediário, de natureza técnica, relacionadas à execução de tarefas que envolvam suporte técnico e administrativo em desenvolvimento, implantação, manutenção de tecnologias de rede, banco de dados, sistemas operacionais, segurança da informação, tecnologias de colaboração, internet, telecomunicações e microinformática. 
Técnico judiciário na área de apoio especializado na especialidade de telecomunicações e eletricidade - realizar atividades, de natureza técnica, relacionadas à gestão de sistemas de telecomunicação e de eletricidade, bem como executar tarefas relacionadas à operação, controle de equipamentos e distribuição do conteúdo de áudio e vídeo.

Sobre STJ Brasília

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) é um dos órgãos máximos do Poder Judiciário do Brasil. Descreve como sua missão zelar pela uniformidade de interpretações da legislação federal brasileira. É de responsabilidade do STJ julgar, em última instância, todas as matérias infraconstitucionais não especializadas, que escapem à Justiça do Trabalho, Eleitoral e Militar, e não tratadas na Constituição Federal, como o julgamento de questões que se referem à aplicação de lei federal ou de divergência de interpretação jurisprudencial. Na primeira hipótese, o Tribunal analisa o recurso caso um Tribunal inferior tenha negado aplicação de artigo de lei federal. Na segunda hipótese, o Superior Tribunal de Justiça atua na uniformização da interpretação das decisões dos Tribunais inferiores; ou seja, constatando-se que a interpretação da lei federal de um Tribunal inferior é divergente de outro Tribunal (incluso o próprio Superior Tribunal de Justiça), o STJ pode analisar da questão e unificar a interpretação.

Vídeos STJ Brasília

Como estudar para concurso do STJ 2018


Concursos Relacionados

Mais Lidas

Mais Recentes

Shopping