Nível superior

Governador confirma que concurso da PC PA terá 1.500 vagas

O novo concurso que será realizado pela PC PA (Polícia Civil do Pará) contará com oportunidades para os cargos de investigador, escrivão, papiloscopista e delegado, todos com exigência de nível superior e iniciais de até R$ 12 mil

Fernando Cezar Alves
Publicado em 18/04/2019, às 15h20 - Atualizado em 25/04/2019, às 16h25

Policiais da Polícia Civil
Divulgação

O governador do Pará, Hélder Barbalho, anunciou, na última quarta-feira, 24 de abril, que o novo concurso público para a PC PA (Polícia Civil do Pará) contará com uma oferta de 1.500 vagas. A seleção contará com oportunidades para as carreiras de delegado, escrivão, investigador e papiloscopista. A distribuição por cargos ainda será confirmada. Para todos os cargos é exigida formação de nível superior, com remunerações básicas iniciais, de acordo com os últimos concursos, de R$ 5.204,05 para investigador, escrivão e papiloscopista e R$ 12.250 para delegado. A data de publicação do edital de abertura de inscrições do próximo certame ainda será confirmada.

No caso de investigador, escrivão e papiloscopista, o último concurso ocorreu em 2016, tendo como organizadora a Funcab.

Para investigador e escrivão a parte objetiva contou com 80 questões, sendo dez de língua portuguesa, cinco de noções de informática, cinco de raciocínio lógico, dez de noções de direito administrativo, dez de noções de direito constitucional, dez de noções de direito penal, dez de noções de direito processual penal, dez de legislação especial e dez de noções de medicina legal, com peso 0,2 para noções de direito penal e noções de direito processual penal e 0,1 para as demais.

Para papiloscopista foram dez de língua portuguesa, cinco de noções de informática, cinco de raciocínio lógico, dez de noções de direito administrativo, dez de noções de direito constitucional, dez de noções de direito penal, dez de noções de identificação e dez de noções básicas de química, com 0,2 para constitucional e penal e 0,1 para as demais disciplinas.

Para delegado foram cinco de língua portuguesa, dez de direito administrativo, cinco de direito ambiental, dez de direito civil/empresarial, dez de direito constitucional, cinco de direitos humanos, dez de direito penal, dez de direito processual penal, cinco de medicina legal e dez de legislação especial, além de prova discursiva, com um peça processual.

A seleção também contou com provas de capacitação física, exame médico, exame psicológico e investigação social.

 

Mais Lidas