3.500 vagas

Ministério da Fazenda reencaminha pedido de concurso

Solicitação enviada pelo Ministério da Fazenda (MF) ao Planejamento é referente à criação de 3.000 oportunidades para assistente (nível médio) e 500 para analista (nível superior)

0,00(0.0%)0 voto(s)

Camila Diodato e Yahell Luci Lima
Publicado em 25/08/2015, às 11h35

Em junho deste ano, o Ministério do Fazenda (MF)reencaminhou ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) seu pedido de concurso para abertura de 3.500 vagas de níveis médio e superior. A solicitação, realizada pela primeira vez em 2014, havia sido devolvida para o MF no último mês de março. 
De acordo com informações da coordenação de gestão de pessoas (Cogep) do Ministério da Fazenda, as oportunidades pleiteadas, se autorizadas pelo Planejamento, devem ser liberadas de maneira escalonada até o ano de 2019, já que o pedido foi realizado com base em uma projeção de quantos servidores serão necessários para atender a demanda do órgão pelos próximos quatro anos.
As ofertas solicitadas para o novo concurso público do Ministério da Fazenda serão destinadas aos cargos de assistente técnico administrativo (3.000) e analista administrativo (500). 
Apesar de os Estados a serem contemplados no próximo processo seletivo não terem sido revelados, é bem provável que o concurso tenha vagas para São Paulo (SP) e Distrito Federal (DF). Isso porque o último concurso, que ocorreu em 2014 e ainda está vigente, abriu 1.026 oportunidades para assistentee não apresentou chances para SP e DF, pois, na ocasião, o processo seletivo anterior, de 2012 (com 463 vagas de nível médio distribuídas entre SP e DF), não tinha expirado – entretanto, a validade deste certame chegou ao fim em novembro de 2014.
O detalhe do processo seletivo que pode ser dado como certo é a escolha da empresa organizadora, que provavelmente será a Esaf (Escola de Administração Fazendária), como de costume nos concursos do órgão. Assim, os candidatos podem ir se preparando com as provas e os editais de seleções anteriores, uma vez que a banca se repete.

Prepare-se para o concurso do Ministério da Fazenda

Videoaulas para Ministério da Fazenda
Prova Anterior do Ministério da FazendaCURSO ONLINE PARA MINISTÉRIO DA FAZENDA - NÍVEL MÉDIOCURSO ONLINE PARA MINISTÉRIO DA FAZENDA - NÍVEL SUPERIORAPOSTILA CONCURSO MINISTÉRIO DA FAZENDA

Sobre os cargos


A carreira de assistente técnico-administrativo exige certificado de ensino médio, enquanto que a função de analista administrativo necessita de formação superior.

Segundo consta na atual tabela de remuneração dos servidores federais, os vencimentos oferecidos são de R$ 3.671,82 para assistente e de R$ 4.884,02 para analista. Nesses valores já está incluso o vale-alimentação de R$ 373.

Defasagem de pessoal


Como divulgado anteriormente pelo JC, o presidente do Sindicato Nacional dos Servidores Administrativos do Ministério da Fazenda (SindFazenda), Luis Roberto da Silva, afirmou que essa quantidade de postos ainda é insuficiente para preencher o déficit de pessoal do órgão, que cresce anualmente.
Silva comentou que a rotatividade no Ministério da Fazenda é cada vez maior. “Grande parte das pessoas que prestam o concurso tem idade entre 20 e 23 anos e está cursando o nível superior ou até mesmo já concluiu”, disse o presidente ao explicar que este é um dos motivos da alta defasagem de pessoal.

Antigamente, os concursandos ficavam muitos anos ocupando o cargo público, mas, hoje, eles buscam melhores oportunidades de trabalho, ou seja, prestam outros concursos.

Para o presidente do SindFazenda, as alternativas para melhorar a situação são a reestruturação da carreira Pecfaz (Plano Especial de Cargos da Fazenda) e a abertura de novos concursos para contratar servidores.

Luis Roberto da Silva disse que diversas são as consequências para o alto índice de defasagem de servidores e uma delas é a demora no atendimento. O presidente continuou a explicar que hoje o órgão sofre com “filas virtuais” - isto significa que as unidades físicas com profissionais administrativos não têm longas filas com milhares de cidadãos à espera do atendimento devido ao fato que tais pessoas aguardam para retirar a senha na internet, o que pode demorar muito tempo.

As oportunidades solicitadas ao Planejamento deverão ser preenchidas nas próprias unidades do Ministério da Fazenda e da Receita Federal do Brasil (RFB). Não foram divulgadas as regiões que podem ser contempladas, mas, segundo Luis Roberto, a falta de servidores é nacional.

Veja também: dicas de estudo para o concurso do Ministério da Fazenda

Receita Federal


No pedido encaminhado ao Planejamento, além das oportunidades pleiteadas para o próprio Ministério da Fazenda, o órgão ainda solicitou autorização para concurso da Receita Federal. Segundo a assessoria da RFB, as oportunidades solicitadas são para os cargos de analista-tributário e auditor-fiscal.

Tanto o emprego de analista quanto o de auditor requerem que o candidato possua diploma de graduação (diversas áreas são aceitas). Os salários vigentes correspondem a, respectivamente, R$ 9.629,42 e a R$ 16.116,64, incluindo o auxílio-alimentação de R$ 373.

Leia mais:Receita Federal pretende abrir concurso de 5.000 vagas
* Matéria atualizada em 25 de agosto de 2015, às 11h30min

Sobre Ministério da Fazenda

O Ministério da Fazenda é o órgão da estrutura administrativa da República Federativa do Brasil responsável pela formulação e execução da política econômica.

Comentários

Mais Lidas