Saúde e Educação

Concurso Famema SP 2019 para 1.726 vagas ainda aguarda parecer

Oportunidades do concurso 2019 são para o Hospital das Clínicas e Faculdade de Medicina de Marília, com opções em todos os níveis escolares e iniciais até R$ 14,3 mil. Concurso, autorizado no final de 2018, aguarda novo parecer do governador João Dor

Fernando Cezar Alves
Publicado em 13/05/2019, às 10h55

Sede do Famema SP
Divulgação

Segue a expectativa pela realização do novo concurso público do Famema ( Hospital das Clínicas e Faculdade de Medicina de Marília), no interior paulista. O órgão ainda aguarda parecer por parte do governador João Doria para dar prosseguimento aos preparativos para a realização do certame, autorizado em 14 de setembro, pelo então governador Márcio França. O aval é para nada menos do que  1.726 vagas, sendo 167 para cargos com exigência de ensino fundamental, 818 para ensino médio e 741 para cargos de nível superior, com remunerações iniciais de R$ 1.355,14 a R$ 14.386,50, para jornadas de trabalho de 12 a 40 horas semanais.  

Porém, em 3 de janeiro, o governador João Doria emitiu o decreto 64.069, que dispõe sobre medidas de redução de despesas com pessoal e encargos sociais. O documento determina, em seu artigo dois, que “as autorizações de abertura de concursos públicos cujas inscrições ainda não tenham sido iniciadas deverão ser reavaliadas pelas respectivas secretarias de governo”. Tal condição não significa que os concursos não serão realizados, mas que as seleções autorizadas em 2018 pelo então governador Márcio França, que ainda não tenham editais publicados, deverão sofrer nova análise do ponto de vista orçamentário, o que deve atrasar a realização dos certames. Agora, o acompanhamento e avaliação das medidas adotadas pelo decreto deverão ser acompanhadas pelo Comitê Gestor da Secretaria de Governo.

Com isto, de acordo com a presidente da comissão do concurso para as vagas da área de educação, Lúcia de Fátima Furlan, os preparativos do concurso, incluindo elaboração do edital e escolha da banca organizadora, estão parados, aguardando nova decisão governamental. Explica que a expectativa é de que alguma confirmação ocorra o quanto antes, para que possa ser dado prosseguimento ao concurso, mas isto ainda depende de decisão do Comitê Gestor da Secretaria do Governo.  

A comissão do concurso para cargos na área de saúde é presidida pelo servidor Tarcício Adilson Ribeiro Machado, tendo como suplente Rafael José da Silva, além de Daniele Valentim Vieira, tendo como suplente Alessandra da Silva Fernandes Duarte. Essa comissão não engloba apenas quatro cargos da autorização do concurso: cirurgião dentista,  analista socio cultural,  professor assistente mestre e professor adjunto doutor.

Para os cargos de professor assistente mestre e professor adjunto doutor, a comissão é presidida pela servidora Lúcia de Fátima Furlan Borges, tendo como suplente Eliana de Lima Busto. Conta, ainda, com os seguintes membros: Renata Alves Perri de Brito, Magali Aparecida Alves de Moraes, Elza de Fátima Ribeiro Higa e Luciamare Perinetti Alves Martins, tendo como suplentes Silvia Franco de Rocha Tonhom, Haydée Maria Moreira Rodrigues, Mara Guaglio Chirelli e Zamir Calamita   

 “É uma conquista histórica. Após as restrições do período eleitoral, vamos iniciar os processos e compor os quadros próprios com funcionários públicos estaduais. Importante ressaltar que foi um trabalho em equipe, em prol da saúde dos 62 municípios (atendidos pelo órgão), disse a superintendente do Hospital das Clínicas da Famema, dra Paloma Aparecida Libânio Nunes, quando da autorização do concurso. “Esse é o resultado de um trabalho longo, construído em conjunto pela gestão da Famema, em conjunto com alunos, docentes e funcionários, com apoio político de várias esferas do governo”, disse o diretor geral da Famema, professor dr. Valdeir Fagundes de Queiroz.

Saiba quais serão os cargos oferecidos no concurso Famema SP 

Ensino Fundamental

No caso de ensino fundamental, todas as 167 vagas autorizadas para o concurso Famema 2019 são para o cargo de auxiliar de saúde, com remuneração inicial de R$ 1,355,14 em caso de 50% do Prêmio de Incentivo (PIN) e  R$ 1567,64 no caso de 100% do benefício.

Ensino Médio

No caso de ensino médio, as oportunidades serão para os cargos de agente técnico de saúde (44 vagas, com inicial de R$ 1.424,14 no caso de 50% do PIN e R$ 1.705,64 para 100%), oficial administrativo (137, R$ 1.292,64 para 50% do PIN e R$ 1.442,64 para 100%), oficial operacional (24, R$ 1.292,64 para 50% e R$ 1.442,64 para 100%), técnico de enfermagem (532, R$ 1.464,14 para 50%e R$ 1.765,64 para 100%), técnico de laboratório (36, R$ 1.367,64 para 50% e R$ 1.592,64 para 100%) e técnico de radiologia (45, R$ 1.367,64 para 50% e R$ 1.592,64 para 100%).

Nível Superior

Por fim, para nível superior, as opções serão para agente técnico de assistência à saúde (223, R$ 1.972,43 para 50% do PIN e R$ 2.631,43 para 100%), analista administrativo (42, R$ 2.364,46 para 50% e R$ 2.714,45 para 100%), analista sociocultural (6, R$ 2.364,46 para 50% e R$ 2.714,45 para 100%), cirurgião dentista (3, R$ 2.512,77 para 50% e R$ 2.762,77 para 100¨%), enfermeiro (154, R$ 2.391 para 50% e R$ 3.266,10 para 100%), engenheiro (7, R$ 4.890,59 para 50% e R$ 5.240,69 para 100%), médico I (213, R$ 2.685,82 para 12 horas com 50% do Prêmio de Produtividade Médica - PPM  e R$ 3.726 para 100% com 12 horas, R$ 4.476,37 para 50% com 20 horas e R$ 6.210 para 100% com 24 horas, R$ 5.371 para 50%  para 24 horas e R$ 7.452 para 100% e R$ 10.919 com 50% para 40 horas e R$ 14.386,50 para 40 horas), tecnólogo de radiologia (18, R$ 1.646,96 para 50% do PIN e R$ 1.871,96 para 100¨%), professor assistente mestre (14, com R$ 2.164,80 para 20 horas, R$ 3.247,20 para 30 e R$ 4.329,60 para 40 horas) e professor adjunto doutor (61, R$ 3.609,95 para 20 horas, R$ 5.514,91 para 30 e 7.219,89 para 40 horas).       

Mais Lidas