Publicado: 11/10/2018 - 12:21
Publicado: 11/10/2018 - 12:21

SEAP DF fará novo concurso para cargo de auditor

Seleção será para ingresso nas Secretaria de Administração, Fazenda e Planejamento. Formação de nível superior em qualquer área e inicial de R$ 12,8 mil

Comissão já está formada

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

A Secretaria Estadual de Administração Pública do Distrito Federal (Seap/DF) realizará novo concurso público para o cargo de auditor de controle interno. O primeiro passo para a realização do certame ocorreu nesta quinta-feira, 11 de outubro, com a publicação da portaria conjunta 5/2019, entre a Seap/DF, Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz/DF) e Secretaria Estadual de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag/DF), constituindo a comissão responsável pelo certame, que deve contar com oportunidades para os três órgãos. O número de vagas ainda deverá ser confirmado. Para concorrer ao cargo é necessário possuir formação de nível superior em qualquer área, com remuneração inicial de R$ 12.800.


A comissão do concurso é formada pelos seguintes servidores: Diego Jacques da Silva, Luciano Cardoso de Barros Filho, Emilson Ferreira Fonseca, José Luiz Marques Barreto, Rodrigo Ramos Gonçalves e Hugo Lima Alencar. Agora, a comissão tem dez dias para a primeira reunião, onde deverá ser definida a presidência do grupo.


Como suplentes foram designados os seguintes servidores: Thais Regis Costa, Luciano Lima Goulart, Diogo Portela Rocha Martins, Sandro Luiz Costa de Macedo, Alisson Melo Rio e Ricardo Monteiro Ferreira.

Concurso SEAP DF - Atribuições


Cabe ao servidor do cargo planejar, coordenar, supervisionar e executar atividades de nível superior, de complexidade e responsabilidade elevadas, relacionadas à gestão orçamentária, financeira, patrimonial e contábil; realizar estudos e pesquisas que visem à formulação de políticas e diretrizes financeiras; conferir, analisar e consolidar balanços; controlar movimentação financeira dos fundos existentes; supervisionar e acompanhar atos e fatos da gestão patrimonial; pesquisar e periciar atos e fatos da administração orçamentária, financeira e patrimonial; desempenhar atividades de exame de processos e emissão de parecer quanto à legalidade de atos de concessão ou de revisão de reforma de aposentadorias e pensões e dos atos de admissão e desligamento de pessoal; realizar auditoria contábil, financeira, orçamentária, operacional, patrimonial, de pessoal, programas e de sistemas operacionais, hardware e software; participar de programas de treinamento; assessorar atividades específicas da sua área de atuação; executar outras atividades de interesse da área.


Concurso SEAP DF - Progressão Salarial 


Além da remuneração inicial, os aprovados no concurso contarão com uma carreira composta de três classes, com cinco níveis cada. Após o início de R$ 12.800, na segunda classe os valores passam a ser os seguintes: II – R$ 13.056, III – R$ 13.317,12, IV – R$ 13.583,46 e V – R$ 13.855,13. 


Na primeira classe: I - R$ 13.409,34; II – R$ 14.697,52, III – R$ 14.991,47; IV – R$ 15.291,30; e V – R$ 15.597,13.


Por fim, na classe especial: I – R$ 16.221,01; II – R$ 16.545,33; III – R$ 16.876,34; IV – R$ 17.213,87; e V – R$ 17.558,15.

Concurso SEAP DF -  Último Concurso 


O último concurso para a carreira ocorreu em 2014 e contou com uma oferta de 60 vagas, sendo 30 para a especialidade de finanças e controle e 30 para planejamento e orçamento.


A organizadora foi a Fundação Universa e o certame contou com cinco etapas, com provas objetivas na primeira, provas discursivas na segunda, sindicância de vida pregressa na terceira,  curso de formação na quarta e avaliação de títulos na última.


A parte objetiva contou com 80 questões, sendo dez de língua portuguesa, 15 de conhecimentos gerais, 30 de conhecimentos específicos e 25 de conhecimentos especializados.

Conhecimentos gerais contou com peso um, enquanto língua portuguesa e conhecimentos específicos teve peso dois e conhecimentos especializados, peso três.     
      
 

Mais Lidas

Mais Recentes

Atualizado: 12/09/2018 - 12:42

Ministério da Fazenda planeja concurso com 1.301 vagas

Solicitação para a abertura de concurso do Ministério da Fazenda refere-se a vários cargos com exigência de níveis médio e superior de ensino

Em avaliação

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

É grande a expectativa para que o concurso do Ministério da Fazenda (MF) seja liberado o mais rápido possível pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG). O órgão solicitou autorização de 1.301 vagas.

A seleção precisa realizada devido à grande defasagem de pessoal no MF. Atualmente, existem 3.148 postos vagas, sendo 2.254 referente aos cargos de nível médio e 894 para ensino superior.

As oportunidades do concurso do Ministério da Fazenda requeridas ao Planejamento estão distribuídas da seguinte maneira: assistente técnico administrativo (904), analista técnico administrativo (257), arquiteto (12), arquivista (9), bibliotecário (12), contador (53), engenheiro (15), enfermeiro (5), pedagogo (6), psicólogo (6) e técnico em comunicação social (22).

Para concorrer ao posto de assistente é necessário possuir ensino médio completo, enquanto as demais funções aceitam candidatos com formação superior em diversas áreas de atuação. Os salários iniciais atuais oscilam entre R$ 3.953,68 e R$ 6.388,27, já incluindo o vale-alimentação de R$ 458.

A solicitação do concurso do Ministério da Fazenda 2018/2019 encaminhada ao MPDG não apresentou as regiões de lotação das oportunidades, mas é bem provável que São Paulo e Distrito Federal sejam os locais com a maior quantidade de oportunidade, e o motivo é que no último certame eles não foram abrangidos.

• CURSO CONCURSO MINISTÉRIO DA FAZENDA 2018 - DIVERSOS

O detalhe do processo seletivo que pode ser dado como certo é a escolha da empresa organizadora, que será a Esaf (Escola de Administração Fazendária), como de costume nos concursos do órgão. Assim, os candidatos podem ir se preparando com as provas e os editais de seleções anteriores, uma vez que a banca se repete.

Concurso Ministério da Fazenda: outras oportunidades

Junto com as vagas para o seu próprio quadro de pessoal, o MF pediu mais 3.040 chances distribuídas entre os seus órgãos vinculados. Os postos são para os níveis médio e superior.

Para a Receita Federal são as 630 vagas para auditor-fiscal e as 1.453 para analista tributário. O quadro do Tesouro Nacional é composto pelas colocações de auditor federal de finanças e controle (30) e técnico de finanças e controle (70), enquanto a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) fica com a função de procurador da Fazenda (240). 

Para a Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o pedido contempla 16 oportunidades para a carreira de inspetor, 30 para analista e 82 para agente executivo.

Na Superintendência de Seguros Privados (Susep), são 55 chances para analista técnico. Por fim, as demais profissões se destinam ao quadro da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), sendo elas as de especialista em previdência social (48), analista administrativo (23), técnico administrativo (39), administrador (11) e atuário (7).

Esses detalhes foram divulgados pelo Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC). 

Concurso Ministério da Fazenda: edital anterior

No início de 2014, o MF abriu processo seletivo visando a contratar 1.026 profissionais na carreira de assistente. As chances disponibilizadas pelo certame foram distribuídas entre os Estados do Acre (18 vagas), Alagoas (14), Amazonas (28), Amapá (6), Bahia (80), Ceará (53), Espírito Santo (14), Goiás (31), Maranhão (30), Minas Gerais (101), Mato Grosso do Sul (34), Mato Grosso (27), Pará (55), Paraíba (20), Pernambuco (52), Piauí (17), Paraná (97), Rio de Janeiro (61), Rio Grande do Norte (17), Rondônia (13), Roraima (8), Rio Grande do Sul (155), Santa Catarina (74), Sergipe (9) e Tocantins (12).

Todos os candidatos passaram por provas objetivas de conhecimentos básicos e específicos com 70 perguntas de múltipla escolha. Os assuntos abordados nos testes foram língua portuguesa; matemática e raciocínio lógico; conhecimentos de informática; atualidades; gestão de pessoas e do atendimento ao público; ética do servidor na administração pública; administração pública brasileira; e regime jurídico dos agentes públicos.

Concurso Ministério da Fazenda: sobre o órgão

O Ministério da Fazenda é o órgão da estrutura administrativa da República Federativa do Brasil responsável pela formulação e execução da política econômica.

Continuar lendo

Atualizado: 20/09/2017 - 11:04

CFF/DF retifica cronograma de concurso com 62 ofertas

O prazo de inscrição do concurso do Conselho Federal de Farmácia (CFF) foi ampliado até o dia 6 de outubro. As remunerações chegam a R$ 7,2 mil

Níveis médio e superior

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

O Conselho Federal de Farmácia (CFF), sediado em Brasília, no Distrito Federal, retificou o cronograma de seu concurso público. A seleção é destinada ao provimento de 62 vagas, sendo 11 imediatas e 51 para formação de cadastro reserva (CR). 
Com a alteração, as inscrições foram ampliadas até o dia 6 de outubro. Também foi modificada a data de aplicação da prova objetiva, que passou para o dia 26 de novembro. 

Vagas no CFF/DF


O cargo de auxiliar administrativo (4 vagas + 16 CR) exige ensino médio completo. O salário inicial é de R$ 3.392,22. 
Aqueles que têm o nível superior estão aptos às carreiras de analista de sistemas (1 + 5 CR), auditor (1 + 5 CR), contador (1 + 5 CR), farmacêutico (2 + 10 CR) e programador (2 + 10 CR). A remuneração é de R$ 7.239,54. 
Segundo o edital, o cadastro reserva é apenas uma expectativa de direito a nomeação, de que dependerá da abertura de novas vagas durante o prazo de validade do concurso (de dois anos, a contar da data do ato de homologação, podendo ser prorrogado por igual período, a critério do CFF).

Como participar do concurso CFF


A Inaz do Pará Serviços de Concursos Públicos é a organizadora do processo seletivo. O formulário de inscrição está disponível no endereço eletrônico www.paconcursos.com.br
APOSTILAS ONLINE E IMPRESSA CFF/DF - AUXILIAR ADMINISTRATIVO / CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR
Os valores da taxa de participação do concurso do CFF são de R$ 60 para ensino médio e R$ 100 para formação superior e o seu pagamento deverá ser efetuado até a data limite do prazo, observado o horário de funcionamento do banco. 

Avaliações do concurso CFF


Todos os candidatos serão avaliados por meio de prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório. Ela será composta por questões de múltipla escolha sobre as matérias de língua portuguesa, raciocínio lógico, noções de informática, legislação e/ou conhecimentos específicos. 
Apenas o cargo de farmacêutico realizará a avaliação discursiva de inglês instrumental (eliminatória e classificatória. Ela será composta por uma questão redigida na língua inglesa, na qual deverá ser interpretada e respondida na língua portuguesa. A resposta deverá apresentar ideias organizadas, de acordo com a norma culta da língua escrita, fundamentada em argumentos consistentes.
As provas objetiva e discursiva serão aplicadas na cidade de Brasília na data prevista de 26 de novembro, em locais e horários a serem divulgados, oportunamente, no site da Inaz do Pará. 
A etapa final do concurso do CFF será a análise de títulos (classificatória), exclusiva para os empregos de nível superior. 
Continuar lendo

Atualizado: 14/08/2017 - 09:27

Será que vale a pena prestar esse concurso?

A dúvida é bastante comum entre os concurseiros, já que são muitos os fatores em jogo, como atribuições, perfil da vaga, localidade, entre outras questões abordadas nesta matéria especial. Confira!

Especial

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Prestar um concurso sempre foi uma ótima alternativa para ingressar no mercado de trabalho, já que a carreira em órgãos públicos é mais estável comparada com a iniciativa privada e geralmente oferece boa remuneração. Mesmo assim, é grande a quantidade de concurseiros que ficam receosos na hora de efetuar a inscrição e se questionam: vale a pena prestar esse concurso? Afinal, o candidato precisa avaliar se tem o perfil da vaga, facilidade com as atribuições do cargo e ou se demandará mudança de cidade ou Estado. Pensando nisso, o JC Concursos conversou sobre o tema com professor especialista na área e também um concurseiro para ajudar você a esclarecer esses eternos dilemas na vida dos candidatos. Confira!

Antes de fazer a inscrição, Thállius Moraes, professor e coordenador no AlfaCon Concursos Públicos e Oficial de Justiça Federal, explica que o candidato deve avaliar vários fatores. “Primeiramente, deve ser escolhida uma área que se enquadre nos objetivos traçados, lembrando que se trata de um trabalho e que boa parte da vida será no desempenho do mesmo. Outros pontos como a remuneração e o local de trabalho (se é perto ou longe da família), por exemplo, também são bastante importantes na hora de se fazer o planejamento”.

Ás vezes um concurso é bem remunerado e com boas condições de trabalho, mas a localidade é muito distante. Talvez não seja tão atrativo a longo prazo quanto outro certame que possua um salário menor, porém, fica no local onde o candidato pretende morar. Vale lembrar que esta questão varia muito de cada pessoa. “A dica é manter a mente aberta, pois muitas vezes queremos apenas ficar próximos de casa, mas temos muitos lugares maravilhosos para conhecer e talvez a ‘cidade da vida’ da pessoa ainda esteja para ser descoberta”, incentiva Moraes.

Perfil

Quando perguntado sobre um candidato que pretende concorrer a uma vaga fora do seu perfil profissional, Thállius, responde que em alguns casos, o concurso servirá como um mero treinamento para outra seleção que é realmente almejada. Já em outras situações, se o certame for de um setor que foge muito da área pretendida, essa finalidade fica perdida e a tentativa poderá frustrar o candidato. Um exemplo seria o concurseiro que tem por objetivo uma carreira policial, que é bem específica, ser aprovado em outra área. Nesse caso, a ocupação de um cargo administrativo poderia gerar um servidor insatisfeito e infeliz. “Muitos que buscam apenas um trabalho bem remunerado e estável, sem querer um envolvimento muito grande com o cargo, terminam por se frustrar em algumas atividades de caráter mais intenso, com um contato direto com o público (muitas vezes de maneira não agradável) como nas funções de policial, fiscais em geral ou oficiais de justiça”, explica.

Muitas pessoas se inscrevem em seletivas fora do perfil, mas pensando em passos maiores, conhecidos como “concurso trampolim” ou “concurso escada”. Desta forma, podem complementar os estudos e treinar para outro certame. Este é o caso de Sidnei de Oliveira, morador de Indaiatuba, no interior paulista, que prestou o concurso para o cargo de escrevente do Tribunal de Justiça de São Paulo no último mês de julho. “Fiz a prova por causa das questões sobre direito. Sou estudante da área jurídica e queria testar meus conhecimentos, pois acredito que poderá ajudar para outras vagas”, comenta.

Thállius explica que “os concursos usados como escada fazem parte da vida de pessoas que almejam um cargo cuja preparação demanda um prazo maior, mas enquanto isso precisam de algo para se manter. O ponto positivo é que ao ter uma renda, a pressão no estudo fica um pouco mais aliviada. O ponto negativo é justamente o perigo de se acomodar com essa renda e deixar de batalhar por um cargo mais atrativo, além, é claro, da diminuição do tempo disponível para estudar”. Outra orientação é ficar atento aos postos públicos que pagam pouco e exigem muito no trabalho, a chance de ficar preso em uma situação assim poderá colocar em risco o objetivo final.

Ter familiaridade com a função deve ser levada em consideração? Não necessariamente, explica Moraes. “Varia muito de acordo com a área pretendida. Caso a busca seja por uma atribuição mais tranquila e com boa remuneração, os cargos de natureza administrativa são os mais procurados. Mesmo que sejam em órgãos distintos, as atribuições são semelhantes. Contudo, em algumas áreas que possuem atribuições especiais, são também muito buscadas pelos candidatos, que objetivam a remuneração como algo secundário, pois o real desejo é por determinado cargo em particular”.

Pouco tempo

Candidatos com pouco tempo para estudar devem direcionar a preparação de maneira produtiva. “Fazer questões anteriores, simulados e resumos são algumas das ferramentas que irão auxiliar nessa preparação. Com o tempo mais escasso, deve-se priorizar sempre as matérias mais cobradas e os pontos mais importantes, mas essa estratégia também varia um pouco de acordo com a banca e o cargo desejado”, afirma Thállius.

Sidnei acrescenta que sua conduta é sempre a mesma, independente do concurso. “Preciso focar minha atenção na prova e estudar o que for preciso. Posso não ter interesse no cargo, mas se relaxar, não será proveitoso. Se não levar a sério, corro o risco de apenas perder tempo e dinheiro”, diz.

Outro ponto a ser observado é sobre dificuldade com uma ou mais disciplinas do conteúdo programático, fato que geralmente desanima o candidato. Um bom planejamento pode ajudar a encarar esse desafio, contudo, vale ressaltar que raramente alguém tem sintonia com todas as matérias do edital, afinal, é comum uns sentirem mais dificuldades em língua portuguesa, outros em matemática, alguns em determinadas matérias de direito e assim por diante. “A dica é pensar na disciplina como um simples meio para se alcançar um fim. Não precisa gostar, basta apenas aprender a responder a questão”, orienta Moraes. Muitas vezes o bloqueio com determinado tema é criado pelo próprio candidato. “Pensar de forma positiva, esforçar-se mais e manter-se sempre estudando, mesmo que em alguns momentos o resultado pareça não chegar, é fundamental”, complementa o professor do AlfaCon Concursos.

Vale a pena?

Para o indaiatubano Sidnei, de 27 anos, conhecer o cargo e suas atribuições pode incentivar, mas independentemente dessa identificação, o que muitas vezes faz a diferença é o aprendizado. “Acredito que vale muito a pena tentar! Sinto que saio mais fortalecido a cada concurso que tento a sorte. Na dúvida, sempre opto por fazer a prova. Como meu objetivo é maior, acho que é interessante pela preparação. Isso é muito válido”, conta.  

Ainda sobre motivação, Thállius dá a dica. “O estudo é na maior parte do tempo frustrante, cansativo e solitário, por isso tantos desistem no meio do caminho. O importante é aprender com os erros, ter em mente que desistir não é uma opção e manter sempre uma postura positiva. Pode demorar um pouco, pode ser difícil e exaustivo, mas aqueles que não desistem conseguem chegar lá”, finaliza.

Continuar lendo

Atualizado: 02/01/2017 - 08:56

Orçamento 2017: previsão de 83 mil vagas neste ano

Entre os órgãos que devem abrir concurso estão Receita Federal, IBGE, Câmara dos Deputados, ANS, EPE, MPT, MPF, tribunais e institutos federais de ensino

Já está sancionado

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Para o ano de 2017 há uma previsão de nada menos do que 83.061 vagas distribuídas dezenas de órgãos federais  a serem preenchidas por meio de concursos públicos.
Acontece que no último dia 27 de dezembro o presidente Michel Temer sancionou o documento que prevê tais oportunidades, que é o Projeto de Lei Orçamentária Federal de 2017
Grande parte dos concursos previstos no Orçamento são para órgãos que não dependem de autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), como no caso dos Institutos Federais, mas tem alguns que assim que sancionado o documento poderão ter o aval liberado pelo ministro do Planejamento. Confira mais detalhes!

Concurso Receita Federal


A previsão é de que sejam abertas 400 vagas para o concurso da Receita Federal do Brasil. As oportunidades estarão distribuídas entre os cargos de assistente administrativo, analista administrativo, auditor-fiscal e analista tributário, com salários que chegam a R$ 16.201,64 por mês. O posto de assistente requer ensino médio, enquanto os demais necessitam de formação superior. Leia mais detalhes aqui

Concurso IBGE


O Censo Agropecuário do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) está em pauta no Orçamento e, com isso, a liberação do concurso para 82.050 chances temporárias que havia sido suspenso este ano. As oportunidades serão para os cargos de analista censitário (250 vagas), analista censitário regional (486), agente censitário administrativo (700), agente censitário municipal (5.500), agente censitário supervisor (12.540), agente censitário de informática (174) e recenseador (62.400). Leia mais detalhes aqui.

Concurso ANS


A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) é um dos órgãos que podem realizar novo concurso público em 2017. Acontece que o Orçamento apresenta 231 vagas de nível superior para os cargos de analista administrativo e especialista em regulação. Tais oportunidades deverão ter aval do Ministério do Planejamento para que possam sair do papel. Inclusive, há uma projeção de que o certame tenha aproximadamente 57.750 inscritos. Leia mais detalhes aqui.

Concurso EPE


Outro órgão que aguarda pela aprovação do Orçamento e autorização do Planejamento é a Empresa de Pesquisa Energética (EPE). A instituição pretende abrir concurso para cargos de níveis médio e superior que ainda não foram revelados. 

Concurso Câmara dos Deputados


Um dos concursos em pauta para o ano que vem e que está inserido no Orçamento para 2017 é o da Câmara dos Deputados. O certame contemplará oportunidades para os cargos de técnico legislativo e analista legislativo. A projeção do órgão é de que o processo seletivo receba cerca de 70.200 inscrições. Leia mais detalhes aqui.

Outros concursos previstos para 2017


Os adendos do Orçamento também preveem a abertura de concursos para o Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), Instituto Federal Goiano (IFGoiano), Instituto Federal do Maranhão (IFMA), Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT), Fundação Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS), Colégio Pedro II, Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE/BA), Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE/CE), Tribunal Regional Eleitoral do Mato Grosso do Sul (TRE/MS), Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE/PR), Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE/RJ), Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN), Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE/SC), Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE/TO), Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF 1), Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF 2), Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF 3), Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF 4) e Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF 5).
Continuar lendo

Atualizado: 10/10/2016 - 12:08

Mercadocon: novo site e benefícios aos concurseiros

Mercadocon.com.br integra fornecedores de material preparatório para concursos públicos e possibilita ao candidato pesquisar as melhores ofertas para preparação disponíveis no mercado

Descontos e brindes Se já era fácil encontrar produtos no Mercadocon, agora você não precisa nem mais procurar. A novidade anunciada esta semana pela primeira megastore dos concursos públicos são as páginas por órgão, onde são relacionados todo o tipo de material preparatório (cursos, apostilas, e-books etc.) vinculado ao órgão em questão. Tudo reunido em um só lugar, para facilitar a busca do usuário e possibilitar que ele encontre, dentre os mais de 4 mil produtos cadastrados na plataforma, aquele que melhor vai atender a suas necessidades.
Um das principais vantagens do Mercadocon é o fato de oferecer descontos especiais e exclusivos - muitas vezes, usuários vão encontrar produtos e serviços com preços mais baixos que aqueles apontados nos próprios sites dos fornecedores! O comparador de preços ainda ajuda o usuário a chegar ao melhor custo-benefício dentre os diversos itens disponibilizados no site. Além disso, todo usuário que efetuar uma compra ganha na hora: 5% de desconto, um e-book grátis e uma Assinatura VIP JC Concursos (nas compras acima de R$ 100).
O sistema de integração automática com os fornecedores permite, ainda, que os usuários adquiram o que há de mais atualizado no mercado, considerando os conteúdos programáticos dos últimos editais publicados. A qualidade também é garantida, uma vez que, antes de serem cadastrados no site, todos os produtos são avaliados pelas equipes Mercadocon, E-Bit e ReclameAqui, tudo para garantir a satisfação e o melhor preço aos usuários.
Diante de seu fortalecimento no mercado de preparação para concursos públicos, vestibulares e exame da OAB, o Mercadocon vem trabalhando em novas ações promocionais e ofertas para impulsionar as suas vendas através de redes sociais, Google e sites parceiros.

Mais vantagens de comprar pelo Mercadocon


- Layout moderno, com novos conceitos market place, que facilitam a pesquisa pelos melhores produtos para os concursos de seu interesse;- Nova ferramenta de avaliação dos produtos, que facilita a interação entre usuários que se preparam para o mesmo concurso, além de simplificar a busca pelos melhores materiais para a preparação;- Ambiente 100% seguro em todo o site. Agora o usuário que navega no site www.mercadocon.com.br está protegido durante toda a navegação;- Integração com sites como Reclame Aqui, E-bit, que ajudam o candidato a ter mais confiança antes de investir na preparação para concursos.
Conheça o site e encontre conteúdos de primeira linha para turbinar a sua preparação em busca da tão sonhada vaga!
O Mercadocon segue cadastrando novos fornecedores. O contato pode ser realizado pelo e-mail contato@mercadocon.com.br.
Continuar lendo

Atualizado: 21/06/2016 - 12:21

Ministro Henrique Meirelles pede 2.495 novas vagas

O ministro Henrique Meirelles enviou ao MPOG um novo pedido de concurso com 2.495 vagas que abrangem órgãos como a Receita Federal, CVM e Susep

Diversos órgãos

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Foram divulgados, no dia 13 de junho, dois pedidos de autorização de concursos feitos pelo Ministro Henrique Meirelles, com o total de 2.495 vagas  abrangendo o Ministério da Fazenda, Receita Federal e outros órgãos ligados a elas, como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Superintendência de Seguros Privados (Susep). 
Com a assinatura do Ministro Henrique Meirelles nos documentos, o pedido ganhou uma maior formalização o que deve garantir que ele seja analisada sob nova perspectiva pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). 
Meirelles justificou o requerimento afirmando ser necessário o fortalecimento do quadro de pessoal do Ministério da Fazenda e dos órgãos vinculados a ela, apesar das restrições orçamentárias  do país; e por isso solicita vagas apenas para recompor os cargos com déficit de pessoal.
Nas palavras do documento: "o Ministério da Fazenda se restringiu a encaminhar para análise do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão apenas as necessidades prementes desta Pasta. Neste sentido encaminho em anexo a proposta de Ingressos para o ano de 2017, acompanhada de estimativa de impacto orçamentário, a ser incluída no anexo V do PLOA, e nota técnica que justifica a proposta, solicitando análise e autorização na hipótese de haver espaço orçamentário para a realização dos mesmos". 

Sobre os cargos solicitados pelo Ministro


As carreiras mais aguardadas em concursos são também as que tiveram o maior números de vagas solicitadas - 1.000, sendo 400 para auditor-fiscal e  600 para analista tributário da Receita Federal, com salários de R$ 18.754,20 e R$ 10.623,92, respectivamente. Ambas exigem ensino superior completo.

Outras 847 chances foram pedidas para o cargo de assistente técnico administrativo (ATA) do Ministério da Fazenda, divididas para o nível médio (787), com salário de R$ 3.756,82; e para o nível superior de ensino (60), com ganhos de R$ 4.969,02.
Além destas, o pedido inclui outras oportunidades para o MF, RF e para órgãos como a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e a Superintendência de Seguros Privados (Susep): administrador (19), agente administrativo (83), arquivista (6), assistente social (3), atuário (1), bibliotecário (2), contador (38), economista (3), estatistico (3), médico (36), psicólogo (2), técnico contabilidade (10), técnico assistência educacional (10), técnico comunicação social (1), procurador da fazenda (150), engenheiro (20), analista da CVM (20), inspetor da CVM (20), agente executivo CVM (40), analista técnico da Susep (30), agente executivo Susep (40), especialista em previdência complementar (46), analista (23) e técnico administrativo (42).


Continuar lendo

Atualizado: 05/11/2015 - 10:50

Mercadocon: preços atrativos em mais de 1.600 produtos

O primeiro comparador de preços do segmento de concursos públicos está lançando descontos especiais e exclusivos, além da integração automática com as lojas virtuais de seus fornecedores

Megastore dos concursos Primeiro comparador de preços do segmento de concursos públicos no país, o Mercadocon tem se mostrado uma plataforma que favorece, em diversos sentidos, concurseiros de todo o país. Há pouco mais de seis meses no ar, a megastore dos concursos públicos já possui mais de 1.600 itens cadastrados, entre produtos e serviços físicos e on-line. São conteúdos preparatórios de empresas especializadas com comparador de preços para garantir o melhor custo-benefício aos usuários.
Entre as novidades que já foram implantadas e que vão trazer ainda mais benefícios para quem almeja uma vaga na carreira pública, estão: descontos especiais e exclusivos para o Mercadocon, ou seja, muitas vezes, usuários vão encontrar produtos e serviços com preços mais baixos que aqueles apontados nos próprios sites dos fornecedores; além da integração automática com os fornecedores, o que permite que os usuários encontrem sempre o material mais atualizado e conveniente para sua preparação.
Confira outras vantagens de comprar através do Mercadocon:
- Layout moderno, com novos conceitos market place, que facilitam a pesquisa pelos melhores produtos para os concursos de seu interesse;- Nova ferramenta de avaliação dos produtos, que facilita a interação entre usuários que se preparam para o mesmo concurso, além de simplificar a busca pelos melhores materiais para a preparação;- Ambiente 100% seguro em todo o site. Agora o usuário que navega no site www.mercadocon.com.br está protegido durante toda a navegação;- Integração com sites como Reclame Aqui, E-bit, que ajudam o candidato a ter mais confiança antes de investir na preparação para concursos.
Vale ressaltar que todos os produtos disponíveis em www.mercadocon.com.br passam por uma análise para garantir a satisfação e o melhor preço aos candidatos. Além disso, toda ação promocional realizada pelos fornecedores e afiliados é automaticamente atualizada na megastore.
Conheça o site e encontre conteúdos de primeira linha para turbinar a sua preparação em busca da tão sonhada vaga.
O Mercadocon segue cadastrando novos fornecedores. O contato pode ser realizado pelo e-mail contato@mercadocon.com.br.
Continuar lendo

Atualizado: 16/09/2015 - 10:25

Nove concursos federais que devem sair ainda em 2015

Por já terem recebido autorização do Planejamento, órgãos federais devem publicar, ainda este ano, editais com pelo menos 4.116 vagas para preenchimento por meio de concursos públicos

Expectativa De acordo com dados divulgados pelo IBGE no fim de agosto, a taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do país subiu acima das expectativas, chegando a 7,5% em julho (o maior patamar registrado desde março de 2010). Isso prova o quanto a crise econômica pela qual o país vem passando tem prejudicado contratações em diversos setores.
Se na iniciativa privada o cenário não parece nada promissor, na carreira pública boas oportunidades estão previstas já para os próximos meses e tornam os concursos públicos uma boa opção para quem vem enfrentando dificuldades na recolocação no mercado de trabalho.
Embora o corte no Orçamento, anunciado pelo Governo na última segunda-feira (14), preveja a suspensão de concursos federais, o Ministério do Planejamento esclareceu que a paralisação não afetará concursos já autorizados. Sendo assim, a tendência é que estes se tornem ainda mais visados.
Nove órgãos federais devem abrir, ainda este ano, pelo menos 4.116 vagas para preenchimento por meio de concursos públicos. As oportunidades são destinadas a carreiras de níveis médio e superior e apresentam remunerações iniciais de até R$ 9,1 mil por mês.
Confira:

Concurso INSS

Autorizado no final do mês de junho, o concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) virá com o objetivo de preencher 950 vagas, sendo 800 para técnico e 150 para analista do seguro social, cargos que exigem níveis médio e superior, respectivamente. Segundo determinação do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), o INSS tem até 29 de dezembro para publicar o edital de abertura da seleção. Tudo indica, no entanto, que o documento seja divulgado antes do prazo, já que, há mais de 40 dias, servidores do instituto iniciaram uma greve nacional reivindicando reajuste salarial e celeridade na realização do concurso para reforço de pessoal. Confira mais informações.

Concurso Anac

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) abrirá 150 vagas para quatro cargos: técnico administrativo, técnico em regulação de aviação civil, analista administrativo e analista em regulação de aviação civil. Os dois primeiros requerem ensino médio, enquanto os dois últimos exigem formação de nível superior. O concurso também já foi autorizado pelo Ministério do Planejamento, mas segue com banca organizadora indefinida. Como o aval foi concedido no dia 24 de junho e o prazo determinado pelo MPOG é de seis meses, o edital terá que ser publicado até 24 de dezembro. Confira mais informações.

Concurso ANS

A autorização para a realização do concurso da Agência Nacional de Saúde (ANS) foi concedida no mesmo dia da Anac. Ou seja, o órgão tem até 24 de dezembro para publicar o edital que oficializará a abertura de 102 vagas, sendo 66 para técnico administrativo e 36 para técnico de regulação de saúde suplementar. Ambos os cargos exigem nível médio e oferecem remunerações de R$ 6.062,52 e R$ 6.330,52, respectivamente. Confira mais informações.

Concurso ANP

A Agência Nacional de Petróleo (ANP), assim como a Anac e ANS, abrirá um novo concurso até o dia 24 de dezembro. A seleção, já autorizada, virá com o objetivo de preencher 34 vagas de nível médio: 20 para técnico administrativo e 14 para técnico em regulação de petróleo e derivados. Os salários podem chegar a R$ 7.042,52 com o total da gratificação de desempenho oferecida pelo órgão. Confira mais informações.

Concurso Funai

Como o aval para o novo concurso da Fundação Nacional do Índio (Funai) saiu no dia 22 de abril, o órgão tem até 22 de outubro para publicar o edital, que vai abrir 220 postos, sendo 208 para indigenista especializado, sete para engenheiro e cinco para engenheiro agrônomo. Os três cargos requerem nível superior e apresentam inicial de R$ 6.346,02. Confira mais informações.

Concurso MRE

Um novo concurso com 60 vagas para oficial de chancelaria será aberto pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE) até 11 de dezembro. A carreira exige nível superior e paga R$ 7.292,02 mensais. Embora seja um órgão sediado em Brasília/DF, o ministério poderá aplicar provas em capitais de diversos Estados, havendo a possibilidade, ainda, de aprovados serem nomeados nos escritórios de representação do MRE espalhados pelo país. Confira mais informações.

Concurso IBGE

Desta lista, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é o único que pode não ter seu edital publicado ainda este ano, embora a grande carência de servidores no órgão torne o concurso urgente e provavelmente acelere sua abertura. A autorização para a seleção foi concedida pelo Ministério do Planejamento em 27 de julho. Sendo assim, o instituto precisa liberar o edital até, no máximo, 27 de janeiro. O objetivo será preencher 600 vagas de níveis médio e superior nos cargos de técnico em informações geográficas e estatística (460); analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatística (90); e tecnologista em informações geográficas e estatística (50). Confira mais informações.

Concursos Correios e Banco do Brasil

Por se tratarem de empresas estatais e não dependerem de autorização governamental para realizar concursos, os Correios e o Banco do Brasil não são obrigados a cumprir prazos para publicar seus editais. De qualquer forma, é bem provável que ambos abram novas vagas ainda este ano.
Após quatro anos sem concursos, os Correios confirmaram, no final de julho, que realizarão uma seleção para preencher 2.000 vagas de carteiro e operador de triagem e transbordo. Ambas as funções são destinadas a candidatos de nível médio e oferecem remunerações de R$ 2.376,48 e R$ 2.712,98, respectivamente. As oportunidades serão distribuídas por 11 Estados, além do Distrito Federal. Confira mais informações.
O Banco do Brasil abriu, recentemente, um novo concurso com 860 vagas para escriturário na Região Nordeste. A tendência, porém, é que mais uma seleção seja aberta ainda este ano, com oportunidades nos Estados do Amazonas, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Santa Catarina. Tudo isso porque a validade do último concurso para essas regiões expira em 26 de setembro e a empresa não costuma demorar a soltar novos editais assim que termina o prazo. Confira mais informações.
Veja também: concursos com inscrições abertas somam mais de 20 mil vagas
Continuar lendo

Atualizado: 18/05/2015 - 14:06

Cinco ministérios aguardam aval para abrir 4.912 vagas

Os ministérios das Comunicações, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, da Fazenda, das Relações Exteriores e do Trabalho e Emprego planejam abrir concursos públicos ainda em 2015

Níveis médio e superior

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Os ministérios das Comunicações (MiniCom), do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDSC), da Fazenda (MF), das Relações Exteriores (MRE) e do Trabalho e Emprego (MTE) estão com solicitações para realização de concursos, desde 2014, em trâmite no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

Juntos, os órgãos poderão selecionar 4.912 servidores em cargos de níveis médio e superior. E a boa notícia é que a liberação desses certames está cada vez mais próxima, visto que a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2015 já foi sancionada pela presidente Dilma Rousseff e agora só falta a divulgação do contingenciamento orçamentário, previsto para este mês, para que o MPOG comece a autorizar concursos federais

Vagas e remunerações

Do total de postos que deverão ser abertos pelos ministérios, 3.500 são para o Ministério da Fazenda, que pretende realizar concurso para contratar 3.000 assistentes técnicos (salário de R$ 3.671,82) e 500 analistas (R$ 4.884,02), cargos que exigem níveis médio e superior, respectivamente. 

Prepare-se para os Concursos Públicos

Videoaulas para concursos públicos
Simulados para concursos públicos

O segundo que contará com mais oportunidades é o Ministério do Trabalho e Emprego. O pedido do órgão ao MPOG é para 847 vagas para o posto de auditor fiscal do trabalho, que requer nível superior e apresenta remuneração de R$ 16.116,64.

Com 378 ofertas à espera de autorização, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome pretende selecionar profissionais de níveis médio e superior. Porém, o órgão não informou para quais carreiras serão abertas as oportunidades, mas indicou que todas serão para lotação em Brasília (DF).

O Ministério das Comunicações, por sua vez, está na expectativa para a criação de 187 vagas voltadas para profissionais formados nos níveis médio e superior, com salários de R$ 2.818,72 a R$ 4.278,55. As vagas também serão para trabalhar em Brasília (DF).

Já o Ministério das Relações Exteriores espera abrir o seu concurso anual para diplomatas do Instituto Rio Branco (IRBr). A banca do certame já foi até escolhida: Cespe/UnB. O salário inicial do cargo, que exige graduação, é de R$ 15.005,26. O número de vagas, no entanto, não foi informado (em 2014, foram abertas 18 oportunidades). 

Atualizado: 13/05/2015 - 16:00

Câmara Legislativa deve realizar concurso em breve

Órgão só aguarda a votação da Reestruturação do Plano de Carreira da casa para realizar um novo concurso. Última seleção realizada pela Câmara Legislativa do Distrito Federal aconteceu em 2005.

Distrito Federal

JC Concursos - Fernando Cezar Alves - Informe o Erro

Desde meados do ano passado a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) planeja abrir um novo concurso público, uma vez que o último foi realizado em 2005, há dez anos.

De acordo com informações da assessoria de imprensa, para o orçamento de 2014 foi aprovada a abertura de 40 postos, sendo 20 de nível médio e 20 com exigência de ensino superior. Porém, tais vagas e cargos ainda poderiam sofrer alterações em função da Reestruturação do Plano de Carreira da casa, para a qual uma comissão foi designada. 

Segundo informações obtidas pelo JC Concursos na tarde de ontem (12/05) com a assessoria de imprensa do órgão, a proposta para a Reestruturação já foi concluída e agora aguarda para ser votada pela Mesa Diretora. Assim que ela for aprovada, a realização do concurso deve ser liberada.

Carreira legislativa 

Atualmente, a Câmara é composta pelos cargos de auxiliar legislativo, assistente legislativo, técnico legislativo, consultor técnico legislativo, consultor legislativo e procurador legislativo. 

As funções de auxiliar e assistente necessitam de nível fundamental. Já o emprego de técnico tem como requisito ensino médio completo e/ou curso técnico.

Diploma de graduação é imprescindível para as colocações de consultor, consultor técnico e procurador. O último cargo exige formação superior em direito e cadastro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Na atual tabela de remuneração da CLDF os salários iniciais são de R$ 4.224,65 para auxiliar; R$ 6.298,91 para assistente; R$ 9.391,67 para técnico; e R$ 14.002,94 para consultor, consultor técnico e procurador.

Como benefícios, o órgão oferece auxílio pré-escolar no valor de R$ 657,59 e vale-alimentação de R$ 1.034,59.
APOSTILA PARA CONCURSOS - CLIQUE AQUI.

Atualizado: 14/04/2015 - 16:24

MERCADOCON já tem mais de mil produtos cadastrados

Loja virtual reúne os materiais das melhores empresas do setor de concursos. Comparador de preços é um dos diferenciais

Megastore Em menos de um mês, o MERCADOCON, primeiro comparador de preços do segmento de concursos públicos no país, já ultrapassa mais de mil itens cadastrados, entre produtos e serviços físicos e on-line.
Criada para auxiliar a preparação de candidatos a concursos e também a vestibulares, exames da OAB e Enem, a primeira megastore do segmento no país reúne os melhores materiais do mercado. São conteúdos preparatórios de empresas especializadas com comparador de preços para garantir o melhor custo-benefício aos usuários.
“O intuito é reunir mais de dez mil produtos das melhores empresas preparatórias no segmento de concursos públicos, entre cursos on-line, presenciais, livros, apostilas, e-books, CDs e DVDs, facilitar a pesquisa e possibilitar a comparação de preços de acordo com o perfil do candidato. Queremos garantir a melhor experiência de navegação e os melhores produtos”, afirma o diretor de projeto do MERCADOCON.
Vale ressaltar que todos os produtos disponíveis em www.mercadocon.com.br passam por uma análise para garantir a satisfação e o melhor preço aos candidatos. Além disso, toda ação promocional realizada pelos fornecedores e afiliados é automaticamente atualizada na megastore.
Conheça o site e encontre conteúdos de primeira linha para turbinar a sua preparação em busca da tão sonhada vaga.
O MERCADOCON já está on-line e cadastrando novos fornecedores. O contato pode ser realizado pelo e-mail contato@mercadocon.com.br.O profissional responsável pela administração do site e fornecedores é Bruno Manhani.

Atualizado: 06/06/2011 - 16:35

Gabarito do concurso para 93 vagas já disponível

Concurso visa preenchimento de 93 vagas, além da formação de cadastro reserva para cargos de analista superior

Infraero

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) divulgou o gabarito das provas visando o preenchimento de 93 vagas, além da formação de cadastro reserva para cargos de analista superior (nível sênior).

 

O candidato pode ter acesso ao gabarito por aqui.

 

As oportunidades estavam divididas entre as categorias I, II, III e IV nas funções de biólogo; auditor; especialista – inteligência; especialista estatístico; analista de sistemas nas especialidades de administrador de banco de dados, arquitetura de software, desenvolvimento e manutenção, gestão de TI, rede e suporte e segurança da informação; arquiteto; engenheiro ambiental; engenheiro civil nas áreas de estruturas/edificações, orçamentação, hidrossanitário, pavimentação e planejamento físico de aeroportos; engenheiro de infraestrutura aeronáutica; engenheiro eletricista e engenheiro eletrônico.

 

O vencimento de todos os cargos é de R$ 7.086,68, acrescido de programa de alimentação no valor de R$ 669,50, cesta alimentação de R$ 44,63, assistência médica Unimed Nacional, auxílio-odontológico, auxílio-babá ou auxílio-creche para filhos de zero a seis anos no valor de R$ 248,45 e auxílio-combustível de R$ 150 ou vale-transporte.

 

Todas as funções exigiam nível superior completo e algumas, também, curso de pós-graduação, além de registro no respectivo conselho de classe.

 

Os postos de trabalho são nas cidades de São Paulo, Campinas (SP), Guarulhos (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Manaus (AM), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Goiânia (GO), Macapá (AP), Vitória (ES), Natal (RN) e Belém (PA).

 

O concurso destina 10% das vagas para portadores de deficiência.

 

Mais informações podem ser obtidas no site www.concursosfcc.com.br ou pelo telefone: (11) 3723-4388.

 

Renan Abbade

 

Veja também:

 

Ilhabela/SP: Prefeitura divulga gabaritos das provas para agente

 

Americana/SP: Divulgados os gabaritos das provas da SPDM

Atualizado: 17/05/2011 - 15:33

Saiu a convocação para provas e entrega de títulos

O exame objetivo está marcado para o próximo domingo (22), às 8h

Infraero

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) está convocando para as provas objetivas e entrega de títulos os candidatos inscritos no concurso que visa preencher 93 vagas, além de formar cadastro reserva, para analista superior (nível sênior).

 

O exame objetivo terá duração de cinco horas e será composto por 60 questões, mais estudo de caso. Ele está marcado para o próximo domingo (22), às 8h – para fazer a consulta individual do local de prova, clique aqui.

 

Os títulos devem ser enviados entre os dias 23 e 24 de maio, via Sedex, para a Fundação Carlos Chagas: Departamento de Execução de Projetos, avenida Professor Francisco Morato, nº 1.565, Jardim Guedala, CEP 05513-900, São Paulo (SP).

 

No total, 7.367 pessoas se inscreveram para o concurso. Só o cargo de auditor, em Brasília (DF), atraiu 2.858 candidatos. Confira as estatísticas completas no anexo ao lado.

 

Concurso 

As vagas estão divididas entre as categorias I, II, III e IV nas seguintes funções: biólogo; auditor; especialista – inteligência; especialista estatístico; analista de sistemas nas especialidades de administrador de banco de dados, arquitetura de software, desenvolvimento e manutenção, gestão de TI, rede e suporte e segurança da informação; arquiteto; engenheiro ambiental; engenheiro civil, nas ares de estruturas/edificações, orçamentação, hidrossanitário, pavimentação e planejamento físico de aeroportos; engenheiro de infraestrutura aeronáutica, engenheiro eletricista e engenheiro eletrônico.

 

salário para todos os cargos é de R$ 7.086,68, acrescido dos seguintes benefícios: programa de alimentação no valor de R$ 669,50, cesta alimentação de R$ 44,63, assistência médica Unimed Nacional, auxílio-odontológico, auxílio-babá ou auxílio-creche para filhos de zero a seis anos no valor de R$ 248,45 e auxílio-combustível de R$ 150 ou vale-transporte.

 

Todas as funções exigem nível superior completo e, em alguns casos, curso de pós-graduação, além de registro no respectivo conselho de classe.

 

Os postos têm lotação nas cidades de São Paulo, Campinas e Guarulhos (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Manaus (AM), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Goiânia (GO), Macapá (AP), Vitória (ES), Natal (RN), Belém (PA).  

 

Outras informações sobre o concurso estão disponíveis pelo SAC: (11) 3723-4388.

 

Leandro Cesaroni

 

 

Veja também:

 

Infraero: órgão faz análise de cargos para fechar edital

 

MEC: Prova Nacional para Professor será em agosto

Atualizado: 12/04/2011 - 09:40

Inscrições para 93 vagas de analista terminam às 14h

As oportunidades estão distribuídas entre diversas especialidades

Infraero

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) encerra, às 14h desta terça-feira (12), o período de inscrições para o concurso que vai preencher 93 vagas e formar cadastro reserva em cargos de analista superior (nível sênior).

 

As vagas estão divididas entre as categorias I, II, III e IV nas seguintes funções: biólogo; auditor; especialista – inteligência; especialista estatístico; analista de sistemas nas especialidades de administrador de banco de dados, arquitetura de software, desenvolvimento e manutenção, gestão de TI, rede e suporte e segurança da informação; arquiteto; engenheiro ambiental; engenheiro civil, nas ares de estruturas/edificações, orçamentação, hidrossanitário, pavimentação e planejamento físico de aeroportos; engenheiro de infraestrutura aeronáutica, engenheiro eletricista e engenheiro eletrônico.

 

O salário para todos os cargos é de R$ 7.086,68, acrescido dos seguintes benefícios: programa de alimentação no valor de R$ 669,50, cesta alimentação de R$ 44,63, assistência médica Unimed Nacional, auxílio-odontológico, auxílio-babá ou auxílio-creche para filhos de zero a seis anos no valor de R$ 248,45 e auxílio-combustível de R$ 150 ou vale-transporte.

 

Todas as funções exigem nível superior completo e algumas também curso de pós-graduação, além de registro no respectivo conselho de classe.

 

Os postos têm lotação nas cidades de São Paulo, Campinas e Guarulhos (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Manaus (AM), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Goiânia (GO), Macapá (AP), Vitória (ES), Natal (RN), Belém (PA).

 

Vale lembrar que 10% das vagas são reservadas a portadores de deficiência.

 

Como se candidatar

As inscrições poderão ser realizadas pelo site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br). A taxa cobrada é de R$ 125.

 

Todos os inscritos farão prova objetiva de conhecimentos básicos (português e legislação) e conhecimentos específicos e um estudo de caso, marcados para dia 22 de maio, com duração de cinco horas. Em seguida os aprovados terão os títulos avaliados para fins classificatórios.

 

Os exames serão aplicados em todas as cidades para onde há vagas em locais e horários determinados posteriormente.

 

Outras informações sobre o concurso estão disponíveis pelo SAC: (11) 3723-4388.

 

Leandro Cesaroni



Veja também:

 

EBC: concurso com 400 vagas está à espera de autorização

 

MP/SP: saiu edital com 128 vagas para promotor substituto

Atualizado: 11/04/2011 - 11:23

Últimos dias de inscrição para 93 vagas de analista

As oportunidades são para diversas especialidades e contam com remuneração de R$ 7 mil

Infraero

Chega ao fim nesta terça-feira (12) o período de inscrições para o concurso da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) que visa preencher 93 vagas, além de formar cadastro reserva, em funções de analista superior (nível sênior).

 

As vagas estão divididas entre as categorias I, II, III e IV nas seguintes funções: biólogo; auditor; especialista – inteligência; especialista estatístico; analista de sistemas nas especialidades de administrador de banco de dados, arquitetura de software, desenvolvimento e manutenção, gestão de TI, rede e suporte e segurança da informação; arquiteto; engenheiro ambiental; engenheiro civil, nas ares de estruturas/edificações, orçamentação, hidrossanitário, pavimentação e planejamento físico de aeroportos; engenheiro de infraestrutura aeronáutica, engenheiro eletricista e engenheiro eletrônico.

 

O salário para todos os cargos é de R$ 7.086,68, acrescido dos seguintes benefícios: programa de alimentação no valor de R$ 669,50, cesta alimentação de R$ 44,63, assistência médica Unimed Nacional, auxílio-odontológico, auxílio-babá ou auxílio-creche para filhos de zero a seis anos no valor de R$ 248,45 e auxílio-combustível de R$ 150 ou vale-transporte.

 

Todas as funções exigem nível superior completo e algumas também curso de pós-graduação, além de registro no respectivo conselho de classe.

 

Os postos têm lotação nas cidades de São Paulo, Campinas e Guarulhos (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Manaus (AM), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Goiânia (GO), Macapá (AP), Vitória (ES), Natal (RN), Belém (PA).

 

Vale lembrar que 10% das vagas são reservadas a portadores de deficiência.

 

Como se candidatar

As inscrições ficarão abertas até as 14h de amanhã, pelo site da Fundação Carlos Chagas: (www.concursosfcc.com.br), organizadora do concurso. A taxa cobrada é de R$ 125.

 

Todos os inscritos farão prova objetiva de conhecimentos básicos (português e legislação) e conhecimentos específicos e um estudo de caso, marcados para dia 22 de maio, com duração de cinco horas. Em seguida os aprovados terão os títulos avaliados para fins classificatórios.

 

Os exames serão aplicados em todas as cidades para onde há vagas em locais e horários determinados posteriormente.

 

Outras informações sobre o concurso estão disponíveis pelo SAC: (11) 3723-4388.

 

Leandro Cesaroni

 

 

Veja também:

 

Saúde/DF: editais para mais 422 vagas saem ainda este mês

 

Marinha: inscrições abertas para 365 vagas de nível superior

Atualizado: 07/04/2011 - 10:22

Inscrições prorrogadas a 93 vagas de nível superior

As oportunidades estão distribuídas entre 18 Estados e contam com remuneração de mais de R$ 7 mil, além de benefícios. Os interessados poderão se inscrever até o dia 12 de abril. A taxa é de R$ 125.

Infraero

A Fundação Carlos Chagas, responsável pela organização e promoção do concurso para analista superior da Infraero, informou que o prazo de inscrições para a seleção foi prorrogado até o dia 12 de abril.

 

As 93 vagas estão divididas entre as categorias I, II, III e IV nas seguintes funções: biólogo; auditor; especialista estatístico; analista de sistemas nas especialidades de administrador de banco de dados, arquitetura de software, desenvolvimento e manutenção, gestão de TI, rede e suporte e segurança da informação; arquiteto; engenheiro ambiental; engenheiro civil, nas ares de estruturas/edificações, orçamentação, hidrossanitário, pavimentação e planejamento físico de aeroportos; engenheiro de infraestrutura aeronáutica, engenheiro eletricista e engenheiro eletrônico.

 

O salário para todos os cargos é de R$ 7.086,68, acrescido dos seguintes benefícios: programa de alimentação no valor de R$ 669,50, cesta alimentação de R$ 44,63, assistência médica Unimed Nacional, auxílio-odontológico, auxílio-babá ou auxílio-creche para filhos de zero a seis anos no valor de R$ 248,45 e auxílio-combustível de R$ 150 ou vale-transporte.

 

Todas as funções exigem nível superior completo e algumas, ainda, curso de pós-graduação, além de registro no respectivo conselho de classe.

 

Os postos têm lotação nas cidades de São Paulo, Campinas e Guarulhos (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Manaus (AM), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Goiânia (GO), Macapá (AP), Vitória (ES), Natal (RN), Belém (PA).

 

Vale lembrar que 10% das vagas são reservadas a portadores de deficiência.

 

Como se candidatar

As inscrições poderão ser realizadas, até as 14h do último dia do novo prazo estipulado pelo órgão, no site da Fundação Carlos Chagas (www.concursosfcc.com.br).

 

A taxa de participação é de R$ 125.

 

Prova

Todos os inscritos farão prova objetiva de conhecimentos básicos (português e legislação) e conhecimentos específicos e um estudo de caso, marcados para dia 22 de maio, com duração de cinco horas. Em seguida os aprovados terão os títulos avaliados para fins classificatórios.

 

Os exames serão aplicados em todas as cidades para onde há vagas em locais e horários determinados posteriormente.

 

Retificação

Com a exclusão da função de analista superior II - especialista – inteligência o concurso que oferecia 99 vagas passou para 93 oportunidades.

 

Outras informações sobre o concurso estão disponíveis pelo SAC: (11) 3723-4388.



Leandro Cesaroni

 

 

Veja também:

 

Marinha: inscrições abertas para 365 vagas de nível superior

 

Liquigás: órgão inscreve para 43 vagas em diversas cidades

Atualizado: 28/02/2011 - 09:57

Inscrições abertas para 93 oportunidades de R$ 7 mil

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária oferece vagas para o cargo de analista superior em diversas áreas.

Infraero

A Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) abre nesta segunda-feira (28) o período de inscrições para o concurso que vai preencher 93 vagas e formar cadastro reserva em cargos de analista superior (nível sênior).

 

As vagas estão divididas entre as categorias I, II, III e IV nas seguintes funções: biólogo; auditor; especialista estatístico; analista de sistemas nas especialidades de administrador de banco de dados, arquitetura de software, desenvolvimento e manutenção, gestão de TI, rede e suporte e segurança da informação; arquiteto; engenheiro ambiental; engenheiro civil, nas ares de estruturas/edificações, orçamentação, hidrossanitário, pavimentação e planejamento físico de aeroportos; engenheiro de infraestrutura aeronáutica, engenheiro eletricista e engenheiro eletrônico.

 

O salário para todos os cargos é de R$ 7.086,68, acrescido dos seguintes benefícios: programa de alimentação no valor de R$ 669,50, cesta alimentação de R$ 44,63, assistência médica Unimed Nacional, auxílio-odontológico, auxílio-babá ou auxílio-creche para filhos de zero a seis anos no valor de R$ 248,45 e auxílio-combustível de R$ 150 ou vale-transporte.

 

Todas as funções exigem nível superior completo e algumas também curso de pós-graduação, além de registro no respectivo conselho de classe.

 

Os postos têm lotação nas cidades de São Paulo, Campinas e Guarulhos (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Manaus (AM), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Goiânia (GO), Macapá (AP), Vitória (ES), Natal (RN), Belém (PA).

 

Vale lembrar que 10% das vagas são reservadas a portadores de deficiência.

 

Como se candidatar

As inscrições estarão abertas às 14h de 8 de abril (horário de Brasília), pelo site da Fundação Carlos Chagas: www.concursosfcc.com.br). A taxa cobrada é de R$ 125.

 

Prova

Todos os inscritos farão prova objetiva de conhecimentos básicos (português e legislação) e conhecimentos específicos e um estudo de caso, marcados para dia 22 de maio, com duração de cinco horas. Em seguida os aprovados terão os títulos avaliados para fins classificatórios.

 

Os exames serão aplicados em todas as cidades para onde há vagas em locais e horários determinados posteriormente.

 

Retificação

Com a exclusão da função de analista superior II - especialista – inteligência o concurso que oferecia 99 vagas passou para 93 oportunidades.

 

 

Outras informações sobre o concurso estão disponíveis pelo SAC: (11) 3723-4388.

 

 

Veja também:

 

Abertos: concursos somam mais de 26 mil vagas até R$ 21 mil

 

Petrobras: executivo ensina como conquistar uma das vagas

 

PM/SP: saiu o edital para 500 vagas de soldado masculino

Atualizado: 25/02/2011 - 11:26

Edital exclui cargo, e número de vagas cai para 93

Candidato não terá opção de candidatar-se a função de analista superior II – Especialista - Inteligência (sênior). Inscrições do dia 28 de fevereiro a 8 de abril

Infraero

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Portuária (Infraero) divulgou alterações no edital do concurso publicado no dia 11 de fevereiro, destinado a 99 vagas, a princípio, para formação de cadastro reserva nos cargos de analista superior I, II, III e IV, de nível sênior.

 

Com a exclusão da função de analista superior II - especialista - inteligência, estão disponibilizadas até o momento, 93 vagas nas seguintes funções: biólogo; auditor; especialista estatístico; analista de sistemas nas especialidades de administrador de banco de dados, arquitetura de software, desenvolvimento e manutenção, gestão de TI, rede e suporte e segurança da informação; arquiteto; engenheiro ambiental; engenheiro civil, nas ares de estruturas/edificações, orçamentação, hidrossanitário, pavimentação e planejamento físico de aeroportos; engenheiro de infraestrutura aeronáutica, engenheiro eletricista e engenheiro eletrônico.

 

Confira as mudanças no edital ao lado, em anexo.

 

O salário para todos os cargos é de R$ 7.086,68, acrescido dos seguintes benefícios: programa de alimentação no valor de R$ 669,50, cesta alimentação de R$ 44,63, assistência médica Unimed Nacional, auxílio-odontológico, auxílio-babá ou auxílio-creche para filhos de zero a seis anos no valor de R$ 248,45 e auxílio-combustível de R$ 150 ou vale-transporte.

 

Todas as funções exigem nível superior completo e algumas também curso de pós-graduação, além de registro no respectivo conselho de classe.

 

Os postos têm lotação nas cidades de São Paulo, Campinas e Guarulhos (SP), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Brasília (DF), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Manaus (AM), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), Cuiabá (MT), Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Teresina (PI), Goiânia (GO), Macapá (AP), Vitória (ES), Natal (RN), Belém (PA).

 

Vale lembrar que 10% das vagas são reservadas a portadores de deficiência.

 

Como se candidatar

As inscrições estarão abertas das 10h de 28 de fevereiro às 14h de 8 de abril (horário de Brasília), pelo site da Fundação Carlos Chagas: www.concursosfcc.com.br). A taxa cobrada é de R$ 125.

 

Todos os inscritos farão prova objetiva de conhecimentos básicos (português e legislação) e conhecimentos específicos e um estudo de caso, marcados para dia 22 de maio, com duração de cinco horas. Em seguida os aprovados terão os títulos avaliados para fins classificatórios.

 

Os exames serão aplicados em todas as cidades para onde há vagas em locais e horários determinados posteriormente.

 

Outras informações sobre o concurso estão disponíveis pelo SAC: (11) 3723-4388.

 

Da Redação/SP

 

 

Veja também:

 

PGE/RO: procuradoria abre 15 vagas com salário de R$ 9,3 mil

 

Itaipu/PR: usina anuncia convocação para prova de domingo (27)

Atualizado: 19/10/2010 - 10:01

Divulgado o resultado final da primeira etapa

O Tribunal também publicou a convocação para a segunda fase do concurso. São 20 vagas com salário de R$ 10,7 mil

TCU /DF

O Tribunal de Contas da União no Distrito Federal (TCU/DF) divulgou o resultado final da primeira etapa e a convocação para a segunda fase (Programa de Formação) do concurso que visa preencher 20 chances de auditor federal de controle externo. O órgão também publicou o resultado final da perícia médica feita com os candidatos que se declararam portadores de deficiência.

 

Confira os resultados, a convocação e informações referentes à matrícula no Programa de Formação no anexo ao lado.

 

Saiba mais – De acordo com o Cespe/UnB, organizador do processo seletivo, 3.090 pessoas se inscreveram na seleção, o que gera uma concorrência de 154,50 interessados por oportunidade.

 

O TCU seleciona profissionais com graduação em tecnologia da informação ou diploma de nível superior em qualquer área, acompanhado de certificado de pós-graduação em tecnologia da informação. O salário é de R$ 10.775 e corresponde a uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

 

Flávio Fernandes/SP

 

Veja também:

 

Formosa/GO: último dia para 343 vagas na educação

 

Fundação Casa/SP: último dia de inscrições para 719 oportunidades

Atualizado: 06/09/2010 - 11:45

Veja resultados das provas para 20 chances

O órgão divulgou o resultado final das provas objetivas e o resultado provisório dos exames discursivos

TCU /DF

O Tribunal de Contas da União, no Distrito Federal, publicou o resultado final das provas objetivas e o resultado provisório dos exames discursivos referentes ao concurso de 20 vagas para auditor federal de controle externo – confira no anexo ao lado.

 

Os candidatos poderão interpor recurso contra o resultado provisório dos testes discursivos das 9h de 8 de setembro às 18h do dia 9 pelo site www.cespe.unb.br.

 

Saiba mais – De acordo com o Cespe/UnB, organizador do processo seletivo, 3.090 pessoas se inscreveram na seleção, o que gera uma concorrência de 154,50 candidatos por oferta.

 

O órgão seleciona profissionais com graduação em tecnologia da informação, ou diploma de nível superior em qualquer área, acompanhado de certificado de pós-graduação em tecnologia da informação. O salário é de R$ 10.775 e corresponde a uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

 

Flávio Fernandes/SP

 

Veja também:

 

Vilhena/RO: Prefeitura prorroga prazo para 441 chances

 

Polícia Civil/MG: abertas inscrições a vagas temporárias de médico

Shopping