Tudo Sobre

Concurso Resultado da Enquete

TJ/SP: anúncio de concurso foi imprudência

De um total de 3.426 votos, 47,66%, ou seja, 1.633 pessoas, acreditam que o presidente do TJ foi imprudente



Redação
Publicado em 05/12/2007, às 16h05

A maioria das pessoas que responderam à nossa enquete nas últimas duas semanas (de 21/11 a 5/12) acha que o TJ/SP, representado por seu presidente Celso Limongi, agiu de forma imprudente ao garantir a realização do concurso de Oficial de Justiça para este ano.

De um total de 3.426 votos, 47,66%, ou seja, 1.633 pessoas, acreditam que o presidente do TJ foi imprudente, uma vez que, quando anunciou o concurso para este ano, em setembro, com exclusividade ao JC&E, já sabia das dificuldades financeiras  enfrentadas pelo órgão e, principalmente, sabia que deixaria o cargo no final deste ano.

Portanto, o argumento que vem sendo usado por Limongi, de que seria uma irresponsabilidade a divulgação do edital no final de sua gestão, deixando um excesso de gastos para a próxima, não convenceu os candidatos.

Em segundo lugar ficou a opção que abrange os desesperançosos: 790 pessoas (23,06%) dizem que já esperavam o novo adiamento, visto que há oito anos aguardam um novo concurso.

Já os esperançosos (514 votos) ficaram felizes com o novo adiamento, pois assim poderão estudar mais, opção que ficou em terceiro lugar.

Nos últimos lugares ficaram as opções “lamentável, visto que estudo há meses”, com 7,33% dos votos, e “foi uma triste surpresa”, com 6,95%.

Resultado da Enquete


Oficial de Justiça/SP: quanto ao adiamento do concurso...


Eu já esperava

(790 Votos) 23,06%

Foi uma triste surpresa

(238 Votos) 6,95%

Imprudência do TJ anunciar e voltar atrás

(1633 Votos) 47,66%

Lamentável, visto que estudo há meses

(251 Votos) 7,33%

Que bom, assim estudo mais

(514 Votos) 15,00%

Total:

3426 Votos



Enquete no ar desde quarta-feira, 21 de novembro de 2007


Nova enquete

Desta vez, queremos saber qual a sua opinião a respeito da mudança do nível de escolaridade para o cargo de Policial Rodoviário Federal, que era nível médio (antigo 2º grau) e vai mudar para superior.

Você achou ótimo, pois assim o salário vai aumentar? Ou faz parte daquele grupo que lamenta, pois tem somente o nível médio e não poderá mais participar do concurso?

Talvez, ainda, você faça parte do grupo que acredita que as responsabilidades e atribuições de um Policial Rodoviário Federal são tantas, que exijam, mesmo, candidatos mais preparados, com o nível superior, por isto, acha que jamais deveria ter sido exigido o ensino médio. Ou, quem sabe, você acredite, exatamente, no oposto: que um candidato de nível médio tem condições de exercer as atividades tranquilamente.

Vote. Dê sua opinião!

+ Resumo do Concurso Resultado da Enquete

Resultado da Enquete
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: www.dinamicaconsultoria.com.br

+ Agenda do Concurso

04/12/2008 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas