O que o seu currículo fala sobre você?

Mesmo com o avanço dos processos seletivos e muitas etapas sendo realizadas na internet, o currículo continua sendo o documento mais utilizado pelas empresas

Douglas Terenciano | douglas@jcconcursos.com.br
Publicado em 17/12/2019, às 15h11 - Atualizado às 15h16

Curriculo emprego
Shutterstock

Mesmo com o avanço dos processos seletivos e muitas etapas sendo realizadas na internet, o currículo continua sendo o documento mais utilizado pelas empresas, especialmente na iniciativa privada. É comum que os profissionais lembrem-se do currículo apenas quando estão fora do mercado de trabalho e/ou insatisfeitos com seu emprego atual. Com isso, o currículo só é lembrando quando precisa ser utilizado. Este é o grande problema, segundo Claudia Deris, gestora de carreira, pois é preciso tempo para elaborar um bom currículo.

“Um currículo mal elaborado, além de literalmente esconder competências técnicas e comportamentais importantes, também demonstra um perfil que nem sempre condiz com o profissional representado, pode expressar um nível profissional inferior ao cargo ofertado, desleixo e desinteresse em relação ao cargo”, conta Claudia. Já um currículo bem elaborado, além de mostrar as competências técnicas e comportamentais do profissional, também evidencia um profissional interessado e compatível com o que a empresa busca.

“Comece a se colocar do outro lado da mesa e se questione: Se você recebesse uma carta com a mesma qualidade com que você elabora o seu currículo, qual impressão você teria sobre a pessoa que te escreveu?”, questiona a gestora.

Boa parte das pessoas não sabe elaborar um currículo, já que não existe certa regra estabelecida e padronizada para sua elaboração, o que dificulta o processo. Pensando nisso, Claudia apresenta três itens de total relevância para a elaboração de um currículo de destaque:

1) Em busca do design adequado

  • É interessante que tenha no máximo duas páginas e que as informações estejam organizadas da seguinte forma:
  • Cabeçalho: Nome completo; Endereço; Telefone; E-mail e Redes Sociais.
  • Perfil Profissional: onde você falará de suas habilidades técnicas e comportamentais.
  • Educação: escolaridade concluída, cancelada ou em andamento.
  • Cursos e Treinamentos: todos os cursos e treinamentos voltados para sua área de atuação.
  • Experiência Profissional: Informe o nome da empresa, o nome do cargo ocupado, a data de entrada e saída e um breve histórico das atividades que você exerceu no cargo.
  • Referências Profissionais: É importante informar algum superior imediato. Lembre-se que de cuidar da imagem do seu currículo da mesma forma que você cuida da sua imagem antes de postar uma foto em suas redes sociais.

2) Conteúdo é muito importante

O currículo é mais do que apenas uma junção de suas informações, é o seu dossiê profissional que mostra sua melhor forma. A gestora informa que floreios não são necessários, ou seja, vá direto ao ponto com as informações, dizendo o essencial e evidenciando o seu diferencial. Também é importante evitar os modelos prontos da internet, caso seja necessário, apenas se baseie para descrever suas experiências.

3) Não tenha medo de ousar

É possível que vídeos ou outros tipos de mídia façam parte do seu currículo. Se você tem acesso a estes recursos invista no extra e se destaque. “A forma como você cuida do seu currículo é a forma como você cuida da sua carreira, esta é a primeira e a principal informação que o seu currículo fala sobre você”, finaliza Claudia.

Mercado de trabalho pede determinação e comprometimento

empregos

Comentários

Mais Lidas