MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Pesquisa revela que 41% das empresas brasileiras não oferecem nenhum benefício

A pesquisa foi realizado com intuito de mapear benefícios voltados para o bem-estar dos profissionais, como para saúde física e saúde mental

Empresas de médio e pequeno porte são as que menos oferecem benefícios para o bem-estar
Empresas de médio e pequeno porte são as que menos oferecem benefícios para o bem-estar - Freepik
Victoria Batalha

Victoria Batalha

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 14/02/2023, às 10h07 - Atualizado às 10h15

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Os benefícios ajudam a atrair e reter talentos, principalmente devido às mudanças que vem ocorrendo neste período pós-pandemia, onde muitos profissionais estão pedindo demissão voluntária ou estão apenas aceitando propostas que ofereçam melhores benefícios. Além disso, houve um aumento em casos de burnout ou exaustão devido ao excesso de trabalho

Por essa razão, muitas empresas buscam formas de ajudar os profissionais a manterem uma melhor qualidade de vida e bem-estar, assim como saúde mental.

A corretora de saúde, Pipo, realizou uma pesquisa chamada “Pesquisa de Benefícios de Saúde 2023”, e apontou que 75% dos profissionais de recursos humanos (RH) disseram que os benefícios para a saúde mental são um dos benefícios mais importantes que empresas podem oferecer. 

Porém, mesmo que as empresas reconheçam a necessidade de oferecer benefícios voltados para a saúde mental, 41% não oferece nenhum apoio em relação ao bem-estar dos seus colaboradores, sejam voltados para a saúde física ou saúde mental. Empresas que possuem entre 500 funcionários (pequenas e médias), o número é maior, 45,2% não oferece nenhum benefício para a questão.

De dez empresas, apenas quatro (39,1%) oferecem algum tipo de subsídio para questões de saúde mental, como auxílio para psicoterapia. Quando comparado com empresas menores, o número diminui para 36,2%. Já em relação a auxílio para saúde física, o percentual aumenta para 46,9%. 

Quando perguntado quais empresas oferecem de forma combinada benefícios para saúde física e saúde mental, apenas 26,1% responderam que dão esse suporte. 56,5% das empresas preferem oferecer apenas um benefício voltado ao bem-estar de seus colaboradores. 

Falta de benefícios flexíveis

Benefícios flexíveis são os benefícios onde profissional monta conforme as suas necessidades pessoais. O estudo da Pipo também busca mapear esse tipo de tendência, mostrou que esse tipo de benefício ainda não é uma realidade para as empresas nacionais. 61% dos pacotes não são flexíveis. Apenas 8,6% das 432 empresas entrevistadas oferecem esse tipo de pacote. 

86% das empresas, conforme o levantamento, oferecem ao menos dois benefícios voltados para a saúde, como planos odontológicos e de assistência médica. Porém, apenas 17,8% ofertam o pacote completo (plano de saúde, odontológico, seguro de vida e bem-estar mental e físico).

O levantamento também apontou que as empresas que oferecem mais suporte são as que possuem mais de 500 colaboradores. 

Siga o JC Concursos no Google News

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.