MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Profissionais brasileiros preferem home office, mas empresas não querem ceder

Alguns profissionais até aceitariam uma diminuição no salário para trabalharem em home office, segundo pesquisa

Trabalho remoto é o desejo de muitos profissionais brasileiros
Trabalho remoto é o desejo de muitos profissionais brasileiros - Freepik
Victoria Batalha

Victoria Batalha

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 16/01/2023, às 08h56 - Atualizado às 09h01

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Um estudo chamado Working From Home Around The World (Trabalhando em casa ao redor do mundo, em tradução livre), mostrou que profissionais brasileiros querem trabalhar remotamente entre 2 a 3 dias. Porém, as empresas só querem adotar apenas 0,8 dia em home office (trabalho remoto). 

Ao lado do Egito, o Brasil é o país que possui uma maior diferença entre profissionais que querem trabalhar de maneira remota e empresas que estão dispostas a fazer essas ofertas. 

Em média, os profissionais estão trabalhando apenas 1,5 dia de forma remota, diretamente de suas casas. No Brasil, esse número é de 1,7 dia. Já os países da Ásia são os que concentram o maior e menores dias. Sendo a Índia com 2,6 dia e a Coréia do Sul com apenas 0,5 dia.

Um dos motivos para isso, é que muitos trabalhadores brasileiros não possuem condições para o trabalho remoto em suas casas e também porque as empresas acreditam que a produtividade irá diminuir.

+++ 5 Hábitos saudáveis para você manter o foco e dinâmica do trabalho remoto

Troca de salário por dias em casa

Um ponto em destaque na pesquisa é que uma parte dos profissionais estão dispostos a trocar 5% dos salários por dois ou três dias trabalhando em home office. 7,4% dos profissionais brasileiros responderam que estariam dispostos a fazer essa troca. 

Isso mostra que trabalhar em casa traz diversas vantagens e é uma forma das empresas procurarem uma reestruturação para que isso aconteça. 

Mesmo com o surgimento de novas formas de trabalho terem aumentado como forma de frear a contaminação do Covid-19 durante a pandemia, os estudos mostram que o trabalho híbrido e remoto no Brasil e em outros países é um minoria.

Porém, uma pesquisa feita pela Catho mostrou que houve um crescimento de 496% no anúncio de vagas de home office no Brasil durante o primeiro semestre de 2022. Esse aumento foi em razão das ofertas de vagas para profissões como consultores comerciais, analistas de testes e programadores. 

Mas isso não deve ser um problema a longo prazo. As empresas devem começar a se abrir mais em aceitar trabalho híbrido e remoto com forma de reter talentos, que é um dos problemas enfrentados atualmente pelo mercado de trabalho.

Siga o JC Concursos no Google News

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.