Como não deixar o estágio prejudicar os estudos

Neste artigo, o articulista Giuliano Bortoluci sugere formas para que o estudante concilie as atividades de estágio com as obrigações acadêmicas.

Redação
Publicado em 04/03/2010, às 16h22

Ao iniciar um curso de graduação ou especialização técnica, os alunos buscam o aprofundamento na área escolhida para juntar o conhecimento teórico oferecido pela instituição à prática do mercado de trabalho. Essa atividade é de grande importância para que esse estudante esteja melhor preparado para sua carreira e para que tenha mais chances de ser escolhido em um processo seletivo, já que o currículo também estará composto por experiências profissionais.

Vale lembrar que são poucas as escolas e universidades que agregam ao curso experiência prática. E, por isso, os alunos buscam no estágio um intercâmbio entre o que é aprendido na universidade com o vivenciado no dia-a-dia da empresa. Mas, por outro lado, há estudantes que são motivados à procura do estágio por ser um requisito obrigatório para a conclusão do curso, conforme grade curricular da instituições de ensino.

O problema é que algumas pessoas levam o estágio muito mais a sério e acabam se esquecendo dos próprios estudos. Deixam de ir às aulas, de realizar trabalhos ou não os fazem com a dedicação necessária. Quando isso ocorre, é importante colocar na balança o que é mais importante para o futuro. Afinal, é o curso que dá toda base e estrutura para as atividades realizadas na empresa e é ele quem garantirá seu futuro profissional, pois, sem formação completa, não será possível continuar atuando na área.  

Não estou dizendo que o estagiário não deve dedicar-se ao trabalho ou deve dar menos atenção a este, mas sim que deve haver um equilíbrio entre as duas atividades para que nenhuma delas fique a desejar. Por esse motivo, sugiro abaixo algumas formas para auxiliar a não deixar que o estágio influencie e prejudique os estudos.

Organize-se: É importante adotar um método de organização que o auxilie com datas de entregas de trabalho, provas e que também contenha as atividades importantes a serem realizadas na empresa. Para os workaholics, lembrem-se que as atividades do estágio devem ser realizadas na própria empresa e as da universidade, no período das aulas ou no tempo livre. Não leve trabalho para casa, esse tempo deve ser dedicado apenas aos estudos e às suas atividades pessoais;

Tenha responsabilidade: A vida de quem estuda e trabalha é muito corrida e precisa de uma melhor organização. Além de precisar saber conciliar as atividades pessoais com escola e trabalho, é de grande importância conseguir espaço na agenda para aprofundar os conhecimentos adquiridos no cursos e realizar as atividades solicitadas. O ditado popular “Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje” faz todo o sentido nessa situação, pois, qualquer momento livre deve ser aproveitado para dedicar-se a realização das atividades do curso que são de sua responsabilidade; e

Priorize seus estudos: O estágio é conseqüência dos seus estudos, por isso, devem ser levados tão a sério quanto o trabalho. Não deixe de estudar e manter suas notas boas, pois há empresas que pedem até mesmo o seu quadro de notas para avaliação no processo seletivo. Tenha um diálogo com seus supervisores e veja se eles podem o ajudar nessa situação, talvez eles possam trocar experiências que serão úteis.

Giuliano Bortoluci

* Giuliano Bortoluci é diretor de comunicação do Site Estagiários.com, especializado no encontro dos melhores talentos e oportunidades de estágio para iniciar a carreira no mercado de trabalho.

Comentários

Mais Lidas