CIEE prevê abertura de 72 mil vagas de estágio

Para Fábio Zugman, autor do livro “Empreendedores esquecidos”, focar em um objetivo principal e traçar prioridades pode ser a chave para conquistar uma das colocações abertas em todo o Brasil.

Redação
Publicado em 02/01/2012, às 10h50

Arranjar um emprego, emagrecer/ganhar músculos, conquistar um namorado, conseguir uma promoção... os itens da lista com as mudanças sonhadas para o ano que se aproxima não param de crescer.

Com as 72 mil vagas de estágio previstas pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) para serem abertas até fevereiro de 2012 em todo o Brasil, estudantes de ensino médio, técnico e superior têm de fazer contorcionismo para aliarem o objetivo de se colocar no mercado profissional aos seus tantos outros sonhos. Só no Estado de São Paulo estão previstas a abertura de 40 mil vagas – 14 mil na capital e as demais se encontram distribuídas no interior e Grande São Paulo. O volume de oportunidades se deve à reposição de vagas em empresas e órgãos públicos, já que muitos contratos vencem coincidindo com a formatura de estudantes e com a efetivação de estagiários.

Mas como fazer todos os planos saírem do papel ao mesmo tempo? Para Fábio Zugman, autor de livros como “Empreendedores esquecidos” e “Administração para profissionais liberais”, é comum mesmo nessa época de fim de ano que se tracem inúmeras mudanças para serem implementadas no ano que segue. “O momento é ideal para olhar pra trás. É comum e saudável, pessoas avaliam o que construíram no ano que passou”, constata. No entanto, para o autor, a pior coisa que as pessoas podem fazer é uma lista de coisas para mudar ao mesmo tempo: “Mudar, por si só, já é difícil, implica esforços, aprendizados e frustrações”, reflete.

Zugman aconselha que as pessoas rasguem a famosa lista anual. “Aprenda a escolher suas lutas e encare 2012 com um passo de cada vez. Escolha apenas uma coisa e foque nela. Um grande erro é tentar mudar um monte de coisas ao mesmo tempo. Muitas coisas competem entre elas. Se você está tentando resgatar um relacionamento pessoal, será inviável passar mais tempo no trabalho na esperança de uma promoção”, pondera. “São coisas que você vai ter que fazer ao mesmo tempo, gasta muita energia. Isso vai te causando esgotamento, toda hora quer mudar e no fim não muda nada. Essa atitude só vai te deixar mais longe desse objetivo”, avalia o autor.

Tendo em vista essa profusão de expectativas de mudanças, Zugman recomenda que as pessoas tenham foco. “No caso de jovens a procura de uma vaga de estágio, por exemplo, eles precisam ter em mente o que eles precisam para conquistar uma vaga, como uma graduação, curso intensivo de inglês, de português”.

Também esclarece que é necessário priorizar desejos. Mas isso significa abandoná-los? Para Zugman, não. “Você não pode fazer tudo sem abrir mão de nada. Precisa colocar ordem nos sonhos, nos objetivos”, considera. “Quando terminar a 1ª mudança, vá para o item 2 da lista”, recomenda.

E quando o tempo para concretizar os sonhos é tão longo que se perde de vista? Se dar prêmios a cada etapa vencida pode funcionar para que a pessoa perceba que suas metas estão se transformando em realidade. “Se seu objetivo tem seis meses, quebre, a cada mês que atingiu um objetivo, se dê pontos, um prêmio. Se não, a pessoa perde de vista a mudança final”.

Prioridades

Estabelecer metas de aprimoramento pode ser interessante para estudantes em busca de uma colocação profissional, especialmente no de 2012, que promete ser promissor para aspirantes a vagas de estágio, na opinião do diretor de comunicação do Portal Estagiarios.com, Giuliano Bortoluci. “A expectativa é que o número de contratações seja ainda maior, em razão dos investimentos e construções decorrentes da Copa e das Olimpíadas, que ocorrerão no Brasil em 2014 e 2016, respectivamente”.

As principais áreas de contratação de jovens serão: engenharia, técnico de segurança do trabalho, direito, propaganda e marketing, relações internacionais e administração. 

Pensando nesse período aquecido, o superintendente de operações do CIEE, Eduardo Oliveira, aconselha que os estudantes primeiramente saibam o ramo de atuação da empresa em que desejam estagiar e busquem conhecer detalhes do processo seletivo. “Muitos estudantes chegam sem nem saber informações da empresa”, revela.

Manter-se informado e atualizado não só sobre repertório técnico, mas sobre conhecimentos gerais, também é outro item que não pode ser negligenciado. A leitura de jornais e revistas deve ser feita com frequencia, na visão do superintendente de operações do CIEE.

Outro aspecto nevrálgico na opinião de Oliveira é a comunicação verbal e escrita. “Esse ponto é muito observado. Lê-se muito pouco hoje em dia e isso prejudica a expressão dos jovens. Às vezes a pessoa tem boas ideias, mas não sabe expressa-las nas dinâmicas”, aponta.

O superintendente do Centro de Integração Empresa-Escola aconselha que os candidatos a vagas de estágio aproveitem o verão para que estejam prontos para agarrar uma das oportunidades disponíveis. “O site do CIEE oferece uma série de cursos, basta se cadastrar gratuitamente. Existem opções de cursos a distância e presenciais na época de férias”, destaca.

Luana Almeida

Veja também:

SP e RJ:Natura busca universitários de diversas áreas

Todos os níveis:Nube recebe inscrições para 3,4 mil vagas de estágio

Comentários

Mais Lidas