MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

13º salário do INSS: antecipação de aposentadorias e pensões em 2024? Veja a resposta

Governo federal antecipou pagamentos do 13º salário do INSS em 2023 para 32,5 milhões de segurados; abono natalino será pago antes em 2024? Veja

Homem segura notas de dinheiro ao lado de um calendário
Homem segura notas de dinheiro ao lado de um calendário - Divulgação JC Concursos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 23/01/2024, às 12h42

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Assim como os anos anteriores, o governo federal anunciou em 2023 a antecipação do 13º salário do INSS, o objetivo era o de aquecer a economia. Com isso, as parcelas do abono natalino foram divididas em duas parcelas, uma em maio e a outra em junho. 

À época foram contemplados mais de 32,5 milhões de segurados pelo benefício, incluindo aqueles que receberam auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte, auxílio-reclusão ou por incapacidade temporária de trabalho. O total do valor pago foi de R$ 62 bilhões.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

Mas e em relação ao ano de 2024? Existe previsão de um novo adiantamento do abono?

A resposta ainda não é definitiva. O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) informou que não há previsão de antecipação em 2024, mas que a possibilidade está sendo estudada.

O governo federal ainda não tomou uma decisão sobre o assunto. A medida depende de uma série de fatores, como a situação econômica do país e a disponibilidade de recursos.

Enquanto isso, o calendário das parcelas regulares do 13º salário do INSS já foi anunciado pelo instituto. A primeira parcela será paga em agosto e a segunda em novembro. O escalonamento dos pagamentos continua sendo o mesmo, de acordo com o penúltimo dígito do NB (Número de Benefício).

+ LIBERADA! Saiba como consultar a nota de corte do Sisu 2024

Novo teto do INSS 

Com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), o governo federal reajustou os benefícios do INSS acima do salário mínimo em 3,71%. O teto do INSS, que é o valor máximo que um beneficiário pode receber, passou de R$ 7.507,49 para R$ 7.786,01, começa a ser pago a partir do calendário de fevereiro.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou o INPC de 2023, que mede a inflação para as famílias com renda de até cinco salários mínimos na última quinta-feira (11). O índice ficou em 10,16%, o maior desde 2015.

Esse reajuste é inferior ao aumento do salário mínimo, que foi de 6,97%. Isso significa que, em termos reais, as aposentadorias e pensões do INSS perderam poder de compra. A correção do INSS também impacta o valor da contribuição previdenciária dos trabalhadores com carteira assinada. O desconto é calculado sobre a remuneração do empregado, com limite no teto do INSS.

Além disso, o calendário de janeiro do INSS 2024 contará com o início do novo piso previdenciário após o reajuste do salário mínimo, que será de R$ 1.412. A primeira parcela será disponibilizada para quem recebe até o mínimo na próxima quinta-feira (25). 

Veja calendário habitual do 13º salário do INSS

Habitualmente, o calendário do abono natalino começa a ser pago para os segurados nos meses de agosto e novembro do ano corrente, junto às tradicionais datas de pagamento de benefícios. Veja abaixo:

Primeira parcela do 13º salário do INSS

Para quem recebe até um salário mínimo 

  • Penúltimo dígito - 26 de agosto;
  • Penúltimo dígito 2 - 27 de agosto;
  • Penúltimo dígito 3 - 28 de agosto;
  • Penúltimo dígito 4 - 29 de agosto;
  • Penúltimo dígito 5 - 30 de agosto;
  • Penúltimo dígito 6 - 2 de setembro;
  • Penúltimo dígito 7 - 3 de setembro;
  • Penúltimo dígito 8 - 4 de setembro;
  • Penúltimo dígito 9 - 5 de setembro;
  • Penúltimo dígito - 6 de setembro.

Para quem recebe mais que o mínimo

  • Penúltimo dígito 1 ou 6 - 2 de setembro;
  • Penúltimo dígito 2 ou 7 - 3 de setembro;
  • Penúltimo dígito 3 ou 8 - 4 de setembro;
  • Penúltimo dígito 4 ou 9 - 5 de setembro;
  • Penúltimo dígito 5 ou 0 - 6 de setembro.

Segunda parcela do 13º salário do INSS

Para quem recebe até um salário mínimo

  • Penúltimo dígito 1 - 25 de novembro;
  • Penúltimo dígito 2 - 26 de novembro;
  • Penúltimo dígito 3 - 27 de novembro;
  • Penúltimo dígito 4 - 28 de novembro;
  • Penúltimo dígito 5 - 29 de novembro;
  • Penúltimo dígito 6 - 2 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 7 - 3 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 8 - 4 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 9 - 5 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 0 - 6 de dezembro.

Para quem recebe mais que o mínimo

  • Penúltimo dígito 1 ou 6 - 2 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 2 ou 7 - 3 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 3 ou 8 - 4 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 4 ou 9 - 5 de dezembro;
  • Penúltimo dígito 5 ou 0 - 6 de dezembro.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.