MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Bandeira de escassez hídrica, que aumenta a conta de luz, deve ir até abril, diz ministro

A Bandeira de escassez hídrica, que supera a Bandeira Vermelha 2, aumentou R$ 14,20 extras a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos

Victor Meira - victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 31/01/2022, às 08h12 - Atualizado às 08h20

Bandeira de escassez hídrica, que aumenta a conta de luz, deve ir até abril
Bandeira de escassez hídrica, que aumenta a conta de luz, deve ir até abril - JC Concursos
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, afirmou, ao programa Brasil em Pauta, que o fim da Bandeira de Escassez Hídrica, que superou a Bandeira Vermelha, deve terminar entre os meses de março e abril. A cobrança extra foi criada para financiar os custos a mais que o país teve para comprar energia elétrica do exterior e acionar as usinas termelétricas. Vale lembrar, que enfrentamos em 2021, a maior crise de escassez hídrica dos últimos 90 anos.

De acordo com Albuquerque, ainda não há como prever como será o cenário hídrico em 2022, contudo desde o fim do ano passado, o volume de chuvas se intensificou e promete ser maior do que em 2021. O ministro ainda destaca que as condições hídricas de 2021 foram 8% melhores do que em 2020 devido às ações do governo federal. 

+“Privatização da Eletrobras é necessária para o consumidor”, afirma ministro das Minas e Energia

“A nossa expectativa para o fim do período úmido (março, abril) é estarmos em condições bem melhores do que estávamos no ano passado”. Segundo o ministro, os consumidores – grandes , médios e pequenos – fizeram a sua parte. “Eu digo que foi um esforço coletivo”, elogia.

Albuquerque ainda salienta que o governo trabalhou forte para não ter nem a possibilidade de um racionamento e muito menos de um apagão. O ministro de Minas e Energia citou que os Estados Unidos e China tiveram que racionar energia, fato que não ocorreu no Brasil. 

O que é Bandeira de Escassez Hídrica?

A partir de setembro, o governo federal criou mais uma bandeira tarifária nas contas de energia elétrica dos brasileiros, a Bandeira de Escassez Hídrica. Com ela, o consumidor começou a pagar R$ 14,20 extras a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos.

Conforme relatou a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) na época, a cobrança extra será feita até o dia 30 de abril e deve aumentar, em média, 6,78% na conta de energia. A bandeira de escassez hídrica substitui a bandeira vermelha 2, em vigor desde junho e que sofreu reajuste de 52% em julho.

+Concurso ENBpar: Bolsonaro cria novo órgão para privatizar Eletrobras

Inicialmente, o patamar 2 da bandeira vermelha estava em R$ 6,24 para cada 100 kWh. Com o reajuste, o valor havia subido para R$ 9,49 em julho. Na prática, a bandeira de escassez hídrica cria outro patamar, com a cobrança de R$ 14,20. O aumento não é calculado sobre o valor total da conta de luz, mas a cada 100 kWh consumidos.

*com informações da Agência Brasil

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos 

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.