MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Benefícios complementares do Bolsa Família: veja como aumentar valor da parcela

O governo federal vai pagar mais benefícios complementares do Bolsa Família a partir desta segunda-feira, que vai aumentar o valor da parcela para muitas famílias

Mulher segura cartão do novo Bolsa Família e notas de cem reais
Mulher segura cartão do novo Bolsa Família e notas de cem reais - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 18/06/2023, às 20h35

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O governo federal vai pagar mais benefícios complementares do Bolsa Família a partir desta segunda-feira, 19 de junho, que vai aumentar o valor da parcela para muitas famílias. Estar com o registro no Cadastro Único atualizado é fundamental para começar a receber parcelas mais altas.

Além da quantia mínima padrão de R$ 600, repassada a todos os beneficiários, o governo federal começa a pagar um adicional de R$ 50 para gestantes e famílias com crianças e adolescentes de 7 a 18 anos. Além disso, lares com pequenos com idade até seis anos continuam a receber mais R$ 150. O valor é por filho, sem limite.

O Cadastro Único foi criado em 2001 como um instrumento para identificar e conhecer as famílias de baixa renda e, assim, ajudar o governo a desenvolver políticas públicas. É por meio dele que 21,2 milhões de famílias vão receber, em média, R$ 705,40 de Bolsa Família neste mês.

O sistema do CadÚnico concentra dados e informações sobre mais de 35 milhões de famílias e serve para a concessão e manutenção de benefícios de 28 programas sociais, entre eles a Tarifa Social de Energia Elétrica, o Benefício de Prestação Continuada e o Bolsa Família.

Esse sistema funcionar de forma integra com outras bases de dados, sendo capaz de fazer o cruzamento de informações. Entre elas:

  • dados de nascimento;
  • óbito;
  • identificação pessoal (como o CPF);
  • informações atualizadas de renda;
  • vínculos de emprego formal;
  • benefícios previdenciários; e
  • auxílios do INSS.

+Concursos públicos abertos: confira os que pagam acima de R$ 10 mil

Como atualizar os dados no Cadastro Único?

O Cadastro Único é um importante mecanismo de inclusão social e de redução das desigualdades no país. Por isso, se você se enquadra nos critérios do programa para ganhar benefícios complementares do Bolsa Família, não deixe de atualizar seu cadastro, caso na hora que fez o registro não tinha filhos com menos de seis anos ou não estava gestante, por exemplo.

Há a opção de fazer a atualização por meio do aplicativo do CadÚnico para smartphones, mas sem todas as informações podem ser acrescidas por essa via. Portanto, talvez seja necessário ir diretamente num posto de atendimento do programa social mais próximo da sua residência, em geral, no CRAS (Centro de Referência de Assistência Social).

+Governo pagará menos para quem recebe o Vale Gás; Confira valor previsto

Como ingressar no CadÚnico?

O primeiro cadastro deve ser feito presencialmente apenas, mas dá para fazer o pré-cadastro no aplicativo. Depois, o interessado precisa comparecer, em até 120 dias, ao CRAS ou a um dos postos de atendimento do CadÚnico para complementar os dados, munido dos seguintes documentos:

  • CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou Título de Eleitor de todos os membros da família maiores de 18 anos;
  • Certidão de Nascimento ou RG (Registro Geral) de todos os membros da família;
  • Comprovante de residência, que pode ser uma conta de luz, água, gás ou telefone, desde que esteja em nome de alguém da família e seja recente (com no máximo três meses de emissão);
  • Carteira de Trabalho ou contracheque, se houver algum membro da família que trabalhe com carteira assinada;
  • Comprovante de renda dos demais membros da família, como aposentadoria, pensão, benefício de prestação continuada, entre outros.

Além desses documentos, é importante que a família esteja atenta às informações que serão prestadas durante o cadastramento, pois elas serão utilizadas para a seleção e o acesso aos programas sociais do governo. Por isso, é fundamental que todas as informações fornecidas sejam verdadeiras e atualizadas.

Canais de comunicação

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome é a pasta responsável pelo benefício social e oferece diversos canais de contato para que os interessados possam tirar dúvidas ou consultar seus benefícios. São eles:

  • Tira-dúvidas, com perguntas e respostas, no site do MDS;
  • Central MDS 121 – funcionamento de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. O atendimento eletrônico funciona todos os dias, 24 horas por dia;
  • Fale Conosco do site www.mds.gov.br é possível encontrar link para registrar sua demanda pelo formulário eletrônico; e
  • Aplicativo Bolsa Família, onde o responsável familiar pode consultar informações sobre seu benefício, tais como valor, situação e a data de pagamento do seu benefício.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.