MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Brasil registra MENOR INFLAÇÃO em 78 Anos, segundo dados da FGV; Entenda

O Brasil atingiu a menor inflação desde o ano de 1945, de acordo com o Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV)

Presidente Lula sorri
Presidente Lula sorri - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 07/08/2023, às 20h58

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O governo federal anunciou hoje que o Brasil atingiu o menor índice de inflação desde o ano de 1945. O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI), referência tradicional para medir a inflação no país, registrou uma queda de 0,40% em julho e acumulou uma deflação histórica de 7,5% nos últimos 12 meses. Esse patamar não era alcançado há 78 anos, desde julho de 1945.

O IGP-DI, calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), é composto pela média ponderada de três indicadores: o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC). Esse índice é considerado crucial, pois reflete a variação de preços na economia em geral, enquanto o IPCA é o índice oficial de inflação focado nos preços ao consumidor.

A notícia da queda histórica do IGP-DI é vista como um indicativo positivo para a economia brasileira. O vice-presidente, Geraldo Alckmin, destacou a importância desse resultado: "É um resultado espetacular, que melhora a vida dos brasileiros e pavimenta o terreno para novas quedas da taxa de juros no país."

+Salário mínimo não supre despesas do trabalhador; Veja qual é o valor ideal

Inflação menor: detalhes dos números

O IGP-DI, calculado pela FGV, registrou uma queda de 0,40% em julho de 2023, contrastando com a taxa de -1,45% no mês anterior. No acumulado do ano, o índice apresentou uma variação negativa de -5,35%, e nos últimos 12 meses, a deflação atingiu -7,47%. No mesmo período do ano anterior, o índice havia caído 0,38% e apresentava uma elevação de 9,13% em 12 meses.

As commodities, que haviam sido responsáveis por quedas nos preços em meses anteriores, tiveram uma inversão de tendência e contribuíram para reduzir a queda no IGP-DI em julho. Itens como soja, minério de ferro e bovinos foram algumas das principais influências positivas nesse movimento.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) caiu 0,61% em julho, após uma queda de 2,13% no mês anterior. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), por sua vez, apresentou um aumento de 0,07% em julho, revertendo a queda de 0,10% no mês passado.

+Nota Fiscal Paulista sorteia R$ 1 milhão nesta semana; Veja como concorrer

O núcleo do IPC, que desconsidera itens mais voláteis, registrou uma taxa de 0,22% em julho, ligeiramente superior aos 0,16% do mês anterior. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) variou 0,10% em julho, uma desaceleração em relação ao aumento de 0,71% no mês anterior.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.