MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Brasileiros vivem mais: expectativa de vida sobe para 75,5 anos, mas ainda é baixa

Pesquisa divulgada pelo IBGE nesta quarta-feira (29) revela que brasileiros estão vivendo mais, mas expectativa de vida no país ainda é baixa

População brasileira
População brasileira - Agência Brasil
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 29/11/2023, às 20h00

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Após dois anos de queda, a expectativa de vida ao nascer no Brasil voltou a subir em 2022, chegando a 75,5 anos. O dado foi divulgado nesta quarta-feira (29) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A recuperação da expectativa de vida no Brasil é resultado da queda no número de mortes por covid-19 em 2022. Em 2021, o Brasil registrou mais de 660 mil mortes pela doença, o que levou a uma queda de 2,3 anos na expectativa de vida. Em 2022, o número de mortes por covid-19 caiu para cerca de 140 mil, o que contribuiu para a recuperação da expectativa de vida.

A expectativa de vida no Brasil ainda é inferior à média mundial, mas a tendência é que o país continue avançando nessa área. O Brasil tem investido em políticas públicas de saúde, educação e saneamento básico, o que contribui para o aumento da longevidade da população.

+ Parcelamento sem juros vai acabar? Sebrae alerta sobre consequências para famílias brasileiras

Brasileiros vivem mais 

A recuperação da expectativa de vida em 2022 é resultado da queda no número de mortes por covid-19. Em 2021, o Brasil registrou mais de 660 mil mortes pela doença, o que levou a uma queda de 2,3 anos na expectativa de vida. 

No entanto, a expectativa de vida ao nascer em 2022 ainda é a menor desde 2017, excluindo os anos com maior mortalidade durante a pandemia. Isso mostra que a pandemia teve um impacto significativo na longevidade da população brasileira.

A pesquisadora do IBGE Izabel Marri, ouvida pela Agência Brasil, acredita que, em 2023, a expectativa de vida continuará crescendo, recuperando as perdas ocorridas durante a pandemia. "A gente já recuperou um pouco o nível de esperança de vida ao nascer e a gente tende a recuperar um pouco mais no próximo ano", argumenta a pesquisadora.

A recuperação da expectativa de vida no Brasil é uma tendência positiva, mas ainda há desafios a serem superados. O país precisa investir em políticas públicas de saúde, educação e saneamento básico para garantir que a população continue vivendo mais e melhor.

Expectativa menor para as mulheres 

A expectativa de vida ao nascer no Brasil para as mulheres em 2022 foi de 79 anos, enquanto para os homens foi de 72 anos. A diferença entre os sexos, que era de 8,1 anos em 2019, diminuiu para 7 anos em 2022.

Essa diminuição da diferença entre os sexos na expectativa de vida é um fenômeno observado em vários países do mundo. No Brasil, a diferença entre os sexos na expectativa de vida vem diminuindo há décadas, mas a pandemia de covid-19 contribuiu para acelerar esse processo.

A pandemia teve um impacto negativo na expectativa de vida de ambos os sexos, mas foi mais acentuado entre os homens. Em 2022, a expectativa de vida dos homens foi 5,9 anos menor do que em 2019, enquanto a expectativa de vida das mulheres foi 3,9 anos menor.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.