MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Como os pequenos negócios estão impulsionando o mercado de trabalho

Dados divulgados nesta segunda-feira (6) pelo Sebrae com base no Caged apontam que pequenos negócios representam 71% dos empregos formais até setembro

Carteira de Trabalho Digital
Carteira de Trabalho Digital - Agência Brasil
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 06/11/2023, às 16h42

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Os pequenos negócios, Micro e pequenas empresas (MPEs) são responsáveis por 71% dos novos empregos formais gerados no Brasil entre janeiro e setembro de 2023, segundo dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com base em informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).

As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (6). Ainda de acordo com levantamento, no total, foram criados 1,1 milhão de novos postos de trabalho com carteira assinada no período, sendo 865,9 mil em MPEs. 

Os meses de agosto e setembro foram os que registraram o maior saldo positivo, com 219.330 e 211.764 novas contratações, respectivamente. As empresas de médio e grande portes geraram 307,9 mil novas vagas no acumulado do ano, o que corresponde a 19,2% do total.

O presidente do Sebrae, Décio Lima, ouvido pela Agência Brasil, avalia que esses números positivos refletem a retomada da prosperidade do país. "A geração de empregos garante que o Brasil se torne novamente o país da empregabilidade, permitindo que o brasileiro volte a consumir e gerar renda", disse ele.

Lima também destacou o papel do empreendedorismo na recuperação econômica do país. "O empreendedorismo é um dos caminhos para o país resgatar a dignidade e a inclusão social", complementou.

+ ALERTA: Últimos pagamentos para aposentados que recebem mais que o mínimo

Setor de serviços responsável por crescimento do emprego

O setor de serviços foi o que mais contribuiu para a criação de empregos no Brasil em setembro de 2023, segundo dados do Sebrae. No total, foram criadas 68,4 mil vagas no setor, sendo 80,4% delas em micro e pequenas empresas (MPEs). O comércio ficou em segundo lugar, com 37,3 mil novas vagas, e a construção em terceiro, com 19,8 mil.

No acumulado do ano, o cenário é semelhante, com as MPEs liderando a criação de empregos no setor de serviços, com 590,6 mil vagas criadas. A construção aparece em segundo lugar, com 218 mil, e o comércio em terceiro, com 162 mil.

Entre as empresas de médio e grande porte, o destaque em setembro ficou com os setores de serviços (26,5 mil), indústria da transformação (24,4 mil) e comércio (6 mil). No acumulado do ano, o destaque ficou com serviços (177,6 mil), indústria da transformação (90 mil) e construção (26 mil).

Veja setores que mais empregam 

De acordo com dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), as atividades de restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas e de construção de edifícios foram as que mais geraram empregos formais em setembro de 2023, entre micro e pequenas empresas.

No total, foram criados 17,6 mil novos postos de trabalho nesses dois setores, o que representa 69,5% do total de vagas criadas por MPEs em setembro. Em restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas, foram criadas 11 mil vagas, o que representa um crescimento de 10,5% em relação a agosto. 

Na construção de edifícios, foram criadas 6,6 mil vagas, o que representa um crescimento de 16,7% em relação ao mês anterior. Entre as empresas de médio e grande porte, as atividades que mais se destacaram foram as de fabricação de açúcar em bruto, locação de mão de obra temporária e limpeza em prédios e em domicílios.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.