MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Condições precárias das habitações faz governo adiar relançamento do Minha Casa Minha Vida

O programa Minha Casa Minha Vida seria relançado em Feira de Santana na Bahia nesta sexta-feira (20). Situação precária fez governo adiar anúncio do programa

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado em 2009 no segundo mandato de Lula
O programa Minha Casa Minha Vida foi criado em 2009 no segundo mandato de Lula - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 18/01/2023, às 19h28

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O governo Lula informou que o relançamento do programa ‘Minha Casa Minha Vida’ precisou ser adiado. Anteriormente, estava previsto que o chefe do executivo visitaria a Bahia, onde anunciaria o retorno do programa habitacional em Feira de Santana. Inclusive, seria a primeira viagem dele ao Nordeste dele após eleito presidente.

Os interlocutores afirmam que a maioria das casas do programa Minha Casa Minha Vida precisam de reformas devido ao estado atual de abandono. De acordo com a Casa Civil, “uma nova data será divulgada em momento oportuno”.

No sábado (14), o ministro da Casa Civil, Rui Costa, visitou as obras na cidade baiana para avaliar o estado do conjunto residencial Campo Belo – Habitar do Sertão. “Vai precisar de, na melhor das hipóteses, 20 ou 30 dias para repor o que foi danificado para estar em condições de ser entregue às famílias”, disse o ministro.

+++ Lula demite mais 14 militares que faziam parte da equipe de segurança da presidência

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado em 2009 no segundo mandato de Lula

O Minha Casa Minha Vida foi criado em 2009 e substituído em 2020 pelo programa Casa Verde e Amarela do governo Bolsonaro. Ambos os projetos visam melhorar a habitação para as pessoas mais vulneráveis.

Segundo dados oficiais, 1,4 milhão de casas consideram os dois programas – o do petista e o de Bolsonaro, que entrou em vigor apenas em 2020.

Segundo estudo da Fundação João Pinheiro até 2019, o Brasil tem um déficit de 5,9 milhões de domicílios. Ainda há 1,5 milhão de moradias insalubres: barracas, pontes e casinhas sem reboco.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.