MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Crescem empregos com carteira de trabalho assinada e salário médio de admissão

O setor de serviços foi o que apresentou o maior saldo positivo de empregos com carteira de trabalho assinada. Estados do sudeste concentraram maioria das vagas

Carteira de trabalho em cima de várias notas de cem reais
Carteira de trabalho em cima de várias notas de cem reais - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 31/05/2023, às 19h55

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

No mês de abril, o Brasil apresentou um saldo positivo na criação de empregos de com carteira de trabalho assinada. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego, foram criados pouco mais de 180 mil postos formais em 23 das 27 unidades federativas do país.

Apesar do resultado positivo, o número representa uma queda de 12,40% em comparação ao mesmo período do ano anterior, quando foram criados 205.499 postos de trabalho. Apesar da redução na comparação anual, a quantidade total de vínculos trabalhistas celetistas atingiu 43.150.134, o maior desde abril do ano passado, representando um aumento de 4,61% em relação àquele mês. Além disso, houve um aumento de 0,42% em relação a março deste ano.

No entanto, quatro estados apresentaram saldo negativo, ou seja, fecharam mais postos de trabalho do que abriram: Sergipe, Alagoas, Pernambuco e Paraíba. Por outro lado, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro tiveram os maiores saldos, somando mais de 100 mil vagas com carteira assinada.

Ao analisar as atividades econômicas, o setor de serviços foi o que apresentou o maior saldo positivo, com 103.894 empregos criados, seguido pelo comércio (27.559), construção (26.937), indústria (18.713) e agropecuária (2.902). O salário médio de admissão também registrou um aumento, passando de R$ 1.971,11 em março para R$ 2.015,58 em abril. 

+Pagamentos via PIX SUPERAM cartões de crédito e boleto bancário no Brasil

Desemprego é o menor desde 2015

Os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), revelam que a taxa de desemprego do trimestre finalizado em abril deste ano atingiu o menor patamar desde 2015, ficando em 8,5%. Em comparação ao ano anterior, houve uma queda de 2 pontos percentuais, já que a taxa no trimestre encerrado em abril de 2022 foi de 10,5%.

A pesquisa também mostrou que a população desempregada se manteve estável, totalizando 9,1 milhões de pessoas. No entanto, a população fora da força de trabalho, ou seja, aqueles que não estão trabalhando nem procurando emprego, aumentou, chegando a 67,2 milhões de pessoas, o que representa um aumento de 1,3% em relação ao trimestre anterior e 3,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

O contingente de pessoas ocupadas no país ficou em 98 milhões, e a taxa de informalidade no mercado de trabalho brasileiro foi de 38,9% da população ocupada, o que corresponde a 38 milhões de pessoas. Essa taxa foi menor do que a registrada no trimestre anterior (39%) e no mesmo trimestre do ano passado (40,1%).

+Multas de trânsito e CNH: aprovadas mudanças no CTB que beneficiam motoristas

Relação de trabalho

Em relação ao tipo de emprego, os empregados com carteira de trabalho assinada no setor privado (que não fazem trabalho doméstico) totalizaram 36,8 milhões de pessoas, mantendo-se estáveis em comparação ao trimestre anterior e registrando um aumento de 4,4% em relação ao ano anterior.

Já aqueles que trabalham sem carteira assinada no setor privado somaram 12,7 milhões, apresentando uma queda de 2,9% no trimestre, mas mantendo-se estáveis na comparação anual. O contingente de trabalhadores por conta própria manteve-se estável em ambas as comparações, com 25,2 milhões de pessoas.

Os trabalhadores domésticos, por sua vez, chegaram a 5,7 milhões de pessoas, registrando uma queda de 3,2% no trimestre, mas mantendo-se estáveis em relação ao mesmo período do ano passado.

Carteira de trabalho digital facilita admissão

A carteira de trabalho online está agilizando o processo de admissão de trabalhadores no Brasil. Agora, ao passar em uma entrevista de emprego, não precisa apresentar o documento físico, em papel. Basta informar que a carteira de trabalho foi obtida online e fornecer o número do CPF.

O empregador poderá inserir todas as informações do contrato no sistema eSocial, chamado Cadastramento Inicial do Vínculo e Admissão/Ingresso de Trabalhador. Para verificar se a empresa cumpriu essa obrigação, é possível consultar o contrato de trabalho no aplicativo da CTPS Digital.

Caso sejam identificados dados divergentes, como cargo ou salário, o trabalhador pode solicitar ao empregador que faça a correção, enviando as informações corretas pelo eSocial. Para acessar a carteira de trabalho online, é necessário criar uma conta no Portal GOV.br e baixar o aplicativo da CTPS Digital, disponível para tablets e smartphones com sistemas operacionais Android ou iOS.

Não é necessário anexar documentação, uma vez que a carteira é gerada automaticamente para todos aqueles que possuem CPF ativo. Confira a seguir o passo a passo para obter  carteira de trabalho digital:

  • No computador ou no celular: acesse o portal Gov.br e busque por carteira de trabalho digital;
  • Depois clique em solicitar;
  • Por último, quero me cadastrar;
  • É necessário preencher os campos com os seus dados seguindo o passo a passo do próprio site;
  • Se o sistema informar que você já tem cadastro, volte para tela da senha de acesso, clique no botão: “Já tenho cadastro” e siga os passos;
  • Ao entrar no sistema e chegar na área do trabalhador, clique no card: “Carteira de trabalho digital”;
  • O sistema também dá a possibilidade do trabalhador verificar o seu histórico profissional;
  • O procedimento também poderá ser realizado pelo celular, ao baixar o app carteira de trabalho digital;
  • Na versão Mobile, você terá a possibilidade de receber notificações sobre as movimentações em seu contrato de trabalho.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.