MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Cuidado: mosca-da-carambola contamina alimentos em quatro estados; Entenda

O Ministério da Agricultura e Pecuária decretou estado de emergência fitossanitária em quatro estados para conter e controlar a ameaça representada pela mosca-da-carambola

Mosca em cima da carambola
Mosca em cima da carambola - Divulgação/Agência Pará
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 13/11/2023, às 18h59

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Ministério da Agricultura e Pecuária anunciou, por meio da edição do Diário Oficial da União desta segunda-feira (13), a declaração de estado de emergência fitossanitária em quatro estados brasileiros: Amapá, Pará, Roraima e Amazonas. A medida, válida por um ano, tem como objetivo conter e controlar a ameaça representada pela mosca-da-carambola (Bactrocera carambolae), evitando a propagação para outras regiões do país.

Originária da Indonésia, Malásia e Tailândia, a mosca-da-carambola foi identificada pela primeira vez no Brasil em 1996, no estado do Amapá. A espécie tornou-se uma séria ameaça à agricultura nacional, representando riscos tanto para a saúde humana quanto para a produção de alimentos saudáveis, além de causar danos econômicos significativos, principalmente na fruticultura.

+Quando sai o gabarito do Enem 2023? Confira o cronograma das próximas fases

Riscos à saúde

A principal ameaça à saúde pública está relacionada à contaminação de frutas pela mosca-da-carambola. Ao se alimentar de um fruto, a mosca deposita larvas que aceleram o processo de amadurecimento e queda do fruto, tornando-o impróprio para o consumo humano.

Além da carambola, a praga pode atacar outras frutas, impactando não apenas a saúde, mas também elevando os custos de produção devido às medidas necessárias para o combate. Confira exemplos de algumas frutas nas quais a mosca pousa:

  • goiaba
  • manga
  • jambo
  • acerola
  • tangerina

+Vagas de emprego temporário: fim de ano deve ter maior oferta desde 2013

Medidas para conter avanço

Desde 2017, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) estabeleceu protocolos para a prevenção e erradicação da mosca-da-carambola, classificada como praga quarentenária restrita a algumas regiões do país. Até o momento, a presença da mosca-da-carambola estava limitada aos estados do Amapá, Roraima e Pará. Contudo, em março deste ano, Roraima foi colocado em quarentena por tempo indeterminado.

As medidas de emergência agora em vigor possibilitam uma série de ações em pomares comerciais e áreas com ocorrência de frutos hospedeiros, assim como locais de comercialização, transporte de cargas e bagagens de passageiros.

Essas ações visam conter a proliferação da mosca-da-carambola e incluem desde orientações à população sobre a não colheita e transporte de frutos do chão em áreas afetadas até a implementação de armadilhas e a aplicação de pulverizações com iscas tóxicas.

O estado de emergência reforça a necessidade urgente de medidas coordenadas para preservar a segurança alimentar, proteger a produção agrícola e evitar a disseminação dessa praga que ameaça a sustentabilidade econômica e a saúde pública em múltiplos estados brasileiros.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.