MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Educa+Mulher: governo incentiva mãe solo a investir no Tesouro Direto

O governo federal lançou o Educa+Mulher para promover educação financeira e garantir pé-de-meia para educação dos filhos via investimento no Tesouro Direto. Saiba como

Várias mulheres sorrindo
Várias mulheres sorrindo - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 17/01/2024, às 22h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Tesouro Nacional e o Banco do Brasil (BB) anunciaram o lançamento da iniciativa Educa+ Mulher, visando promover a educação financeira e assegurar o bem-estar das mulheres, especialmente as mães solo. Um dos objetivos é incentivar o investimento no Tesouro Direto para formação de uma reserva financeira para subsidiar futuros estudos de filhos, netos e sobrinhos.

Conforme comunicado pelo Ministério da Fazenda, essa ação é inovadora no mercado e tem como propósito estimular as mulheres a realizarem seu primeiro investimento, concentrando-se no título de renda fixa Tesouro Educa+, introduzido em agosto do ano passado em colaboração com a B3 – Bolsa de Valores.

Ao investir a partir de R$ 35, as mulheres automaticamente participam da apólice do BB Seguro de Vida Mais Mulher, com validade de um ano. Essa apólice visa proteger os beneficiários em caso de uma perda inesperada da provedora financeira, evento que poderia comprometer a continuidade dos estudos, conforme esclarece o comunicado.

Adicionalmente, como complemento às iniciativas, as mulheres investidoras receberão gratuitamente conteúdos de educação financeira, englobando dicas, análises, sugestões, cursos e suporte tanto humano quanto digital, disponível por meio do WhatsApp.

+Desenrola Brasil para Empresas e MEIs: governo anuncia quando vai começar

Novo título: Tesouro Educa+

O Tesouro Educa+, lançado em agosto de 2023, é um título que permite que os compradores obtenham uma renda complementar para custear seus estudos e não está restrito apenas aos pais que desejam investir na educação de seus filhos. Pessoas de qualquer idade que planejam fazer cursos de médio prazo, como especializações, mestrados e doutorados, também podem adquiri-lo. 

Cadastro Rápido

Em outubro do ano passado, outra funcionalidade foi lançada, o "Cadastro Rápido", que simplifica o processo de abertura de conta em nome do menor de idade. Pela ferramenta Cad&Pag, o registro de novos investidores no Tesouro Direto será integrado com os dados do Portal Gov.br e das instituições financeiras, reduzindo drasticamente o tempo necessário para abrir uma conta em nome de uma criança de três dias úteis para apenas dez minutos.

Essa integração de dados acelera a verificação das informações do titular da conta e a validação da Ficha de Representante Legal, um documento no qual o responsável declara residir no endereço informado e concorda com as operações realizadas na conta da criança.

+Nova lei garante benefícios aos professores: piso salarial atrativo é um deles

Educa+ coletivo

Desde outubro de 2023, pais, familiares e amigos que desejam garantir o futuro educacional de crianças e adolescentes podem se juntar em um financiamento coletivo, disponibilizado pelo Tesouro Nacional e a B3, para adquirir o título "Tesouro Educa+". Vale ressaltar que esse mesmo título pode ser adquirido individualmente por qualquer pessoa.

Para começar, os pais e responsáveis precisam criar uma conta em nome do menor de idade na página do Tesouro Direto. Uma vez que o cadastro do menor esteja concluído, a próxima etapa é a criação de uma campanha colaborativa. Por meio do botão "Tesouro Direto Coletivo", os pais e responsáveis podem definir um objetivo para a campanha, fornecendo um nome e uma descrição que ficarão visíveis para os apoiadores.

A partir disso, um link será gerado, permitindo que amigos e familiares escolham um valor de contribuição. As contribuições serão transferidas através de Pix, unindo esforços para financiar o futuro educacional da criança registrada. A página também oferece recursos para acompanhar o progresso da campanha, revelando quantas contribuições já foram feitas e quanto falta para alcançar o objetivo estabelecido.

Saiba mais sobre o Tesouro Direto

O Tesouro Direto, criado em 2002, tem como objetivo popularizar esse tipo de aplicação, permitindo que pessoas físicas possam adquirir títulos públicos diretamente do Tesouro Nacional via internet, sem a necessidade de intermediários financeiros. Os recursos captados são essenciais para o governo honrar seus compromissos e pagar suas dívidas.

Para obter mais informações sobre o Tesouro Educa+ e outros títulos públicos disponíveis, os interessados podem acessar o site oficial do Tesouro Direto ou entrar em contato com sua corretora de confiança.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.