MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Está com muitas dívidas? Veja algumas dicas para LIMPAR o seu nome

Saiba como aproveitar os programas do Governo Federal, Desenrola Brasil e Renegocia, para limpar o nome e negociar dívidas

Está com muitas dívidas? Veja algumas dicas para LIMPAR o seu nome
Divulgação
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 01/08/2023, às 16h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O Governo Federal lançou dois programas com o objetivo de auxiliar mais de 70 milhões de pessoas negativadas a limpar o nome e negociar suas dívidas. O Desenrola Brasil, destinado a pessoas com CPF negativado e renda mensal de até R$ 20 mil (ou cadastradas no CadÚnico), estará em vigor até 31 de dezembro. Já o programa Renegocia busca prevenir o superendividamento, protegendo o mínimo existencial de R$ 600 para subsistência, e tem prazo até 11 de agosto.

O Renegocia tem como foco principal a prevenção ao superendividamento, auxiliando consumidores em situação de endividamento excessivo. As negociações no Renegocia! são coordenadas pelo Ministério da Justiça, acompanhadas e monitoradas pelos órgãos de defesa do consumidor. 

Já o Desenrola Brasil é coordenado pelo Ministério da Fazenda e desenvolvido em fases.

+Salário Mínimo pode ter reajuste em 2024? Comissão se reúne com sindicatos

No entanto, o especialista em finanças pessoais, João Victorino, alerta que após limpar o nome, é essencial evitar a aquisição de novas dívidas desnecessárias, especialmente com as tentadoras ofertas de crédito fácil.

É importante destacar que os programas não oferecem perdão de dívidas, mas sim uma oportunidade para limpar o nome das pessoas. Caso as novas parcelas da dívida renegociada não sejam pagas, o CPF voltará a ser negativado. Por isso, um controle financeiro bem organizado é fundamental para evitar surpresas desagradáveis no final do mês”, reforça Victorino. 

A fim de extrair o melhor proveito dos dois programas, o especialista elenca três pontos importantes:

+Tarcísio anuncia privatização da Sabesp e conta de água pode ficar mais cara

  1. Não comprometer mais de 30% da renda mensal com o pagamento das parcelas, para que os prazos previstos sejam respeitados.
  2. Verificar se a instituição financeira está participando do programa do governo. Caso contrário, solicitar a transferência da dívida para uma instituição que esteja aderindo à iniciativa.
  3. Ficar atento a golpes e fraudes. O especialista alerta que criminosos têm se passado por atendentes das instituições, oferecendo links falsos para negociações de dívidas com benefícios exagerados. As renegociações devem ser realizadas somente pelos canais oficiais dos bancos, instituições financeiras e do governo.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.